O que um livro de 2007 está fazendo em uma novela passada em 1995?

leidoamordetetivelivro

Mauricio Stycer, no UOL

A escritora Candace Bushnell é mais conhecida pelas crônicas de “Sex and the City”, que deram selvadebatomorigem à célebre série da HBO, em 1998. Ela também publicou alguns romances, entre os quais “Lipstick Jungle”, em 2005, que deu origem a uma outra série de TV, com este mesmo título, em 2008, na NBC.

“Lipstick Jungle” foi lançado no Brasil em 2007, com o título de “Selva de Batom” (editora Record, 488 págs., R$ 62,90). O livro conta a história três amigas na faixa dos 40 anos, bem-sucedidas, morando em Nova York.

É um livro pesado, daqueles que ficam em pé na estante. Isso talvez explique porque ele aparece em destaque entre os livros de Vitória (Sophia Abrahão), bem visível quando Ciro (Mauricio Destri) se recosta ao lado da estante para conversar com a jovem, no capítulo de quarta-feira (5)

O único problema, como notou o “detetive” Luiz Toniato, é que um livro publicado em 2007 jamais poderia estar na estante de uma moça que mora no interior de São Paulo em 1995. Será que a própria Sophia Abrahão está lendo a obra e a esqueceu em cena?

Não é um erro que afete em nada o desenvolvimento da história de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari. Mas são detalhes pequenos como este que fazem a alegria de noveleiros entusiasmados.

leidoamordetetivemetro

Outro erro no mesmo capítulo, percebido pelo “detetive” Gilvan Marques, ocorreu quando Helô (Isabelle Drummond) se vê perdida no metrô de São Paulo. A placa acima de sua cabeça indica duas estações que não existiam em 1995: Vila Madalena (inaugurada em 1998) e Vila Prudente (de 2010).

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *