Projeto Mais Leitura registra 5 milhões de livros vendidos

projeto-mais-leitura-registra-5-milhoes-de-livros-vendidos

 

Mais de 1 milhão de cidadãos foram beneficiados com o programa

Publicado na Folha Geral

Iniciativa do Governo do Rio, através da Imprensa Oficial, o Projeto Mais Leitura está encerrando 2016 com a marca de 5 milhões de livros vendidos, beneficiando 1 milhão de cidadãos fluminenses.

Criado em 2011 com o objetivo de democratizar o acesso à cultura, o programa disponibiliza livros novos a preços que variam de R$ 2 a R$ 4. Além de encantar o público, o Mais Leitura se orgulha de ajudar a formar as gerações futuras. Os pequenos e jovens leitores são assíduos frequentadores dos diversos espaços.

A variedade de obras surpreende o público: são títulos de diversos gêneros, para todos os gostos e idades. Estão à disposição obras acadêmicas, didáticas, romances, autoajuda, além de sucessos publicados pelas melhores editoras, como os clássicos da literatura brasileira como Dom Casmurro e Memorial de Aires, de Machado de Assis; coleções premiadas Fantasmas da rua do medo e Escola de Terror, sem falar na aclamada Série Filosofar e de dezenas de títulos infantis, como os da Turma da Mônica e Disney.

– O nosso projeto nasceu de uma parceria com as editoras, acredito que este seja o grande diferencial. Elas fornecem os estoques técnicos e nós transferimos à população – explicou o diretor-presidente da Imprensa Oficial, Haroldo Zager.
Os títulos infantis e infanto-juvenis são os mais procurados, com 40% das vendas. Este dado reforça a importância do Mais Leitura na criação de novos leitores. Os livros técnicos/acadêmicos corresponderam a 20% das vendas. Já 40% foram divididos entre os mais diversos gêneros, que incluem romance, biografia, religião, autoajuda, poesia e saúde.

Versão itinerante visita o interior do estado

A versão itinerante do Projeto Mais Leitura, que está desde setembro de 2013 visitando os municípios do Estado do Rio de Janeiro, é um estande de 48 metros quadrados, personalizado com o logotipo do programa, do Governo do Estado e das prefeituras. Já esteve em mais de 80 municípios do Estado do Rio e em 22 comunidades com UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora).

Este ano, o Projeto Mais Leitura itinerante esteve em Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Armação dos Búzios, São José do Vale do Rio Preto, Três Rios, Paraíba do Sul, Teresópolis, Petrópolis, Sapucaia, Areal, Paraty, Angra dos Reis, Mangaratiba e Rio Claro, além dos municípios da Baixada Fluminense, visitando Nilópolis, Belford Roxo, Queimados, Duque de Caxias, São João de Meriti, Japeri, Seropédica e Itaguaí.

Agenda
Hoje a 6/1/17 – Maricá
De 9/1 a 20/1 – Silva Jardim

Onde estão as lojas fixas

As unidades fixas estão no Rio Poupa Tempo no Bangu Shopping, com atendimento de segunda a sexta, das 8h às 17h; no Shopping Bay Market, em Niterói, com atendimento de segunda a sábado, das 10h às 21h ; e em São Gonçalo, na Rua Coronel Moreira César, s/n, Centro, em frente à Cedae, com funcionamento de segunda a sexta, das 9h às 18h.

Nas agências fixas, que vendem em média 15 mil livros por mês, os cidadãos podem fazer de graça o Cartão do Leitor, que dá de brinde um livro a cada dez comprados. Os postos de vendas aceitam cartão de débito e Vale Cultura (Sodexo e Alelo).

Na Página do Projeto Mais Leitura no Facebook, os cidadãos ficam sabendo do roteiro da versão itinerante e podem fazer comentários e sugestões.

Na Bienal

O Mais Leitura participou das duas últimas edições da Bienal do Livro do Rio, além de feiras e eventos. Já visitou 22 comunidades com UPPs da capital, estações do Metrô Rio, terminais rodoviários, estações da SuperVia, escolas e universidades. Comprometida com a democratização do acesso à leitura, a Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro beneficia inúmeras bibliotecas com doação de livros, contribuindo para a promoção da melhoria no aprendizado de crianças, jovens e adultos.

Editoras são parceiras

A ampla oferta de títulos – são mais de 8 mil livros cadastrados – é fruto da parceria do projeto com mais de 40 editoras, que também conta com o apoio do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel).

O slogan Dentro de um livro, a gente encontra mais que histórias. Encontra cidadania resume a importância da democratização do acesso à leitura.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *