Prêmio Jabuti anuncia finalistas de 2017

Na categoria romance, apenas uma editora emplacou sete dos dez selecionados
Na categoria romance, apenas uma editora emplacou sete dos dez selecionados

Publicado em O Globo

RIO – Principal premiação literária do país, o Prêmio Jabuti divulgou nesta terça-feira a lista dos seus primeiros finalistas.

Entre os selecionados da principal categoria, romances, estão:

– “Descobri que estava morto” (Tusquets), de João Paulo Cuenca

– “A tradutora” (Record), de Cristovão Tezza

– “Simpatia pelo demônio” (Companhia das Letras), de Bernardo Carvalho

– “Machado” (Companhia das Letras), de Silviano Santiago

– “Tristorosa”, de Eugen Weiss

– “Soy loco por ti America” (Companhia das Letras), de Javier Arancibia Contreras

– “Outros cantos” (Companhia das Letras), de Maria Valéria Rezende

– “O marechal de costas” (Companhia das Letras), de José Luiz Passos

– “O tribunal da quinta-feira” (Companhia das Letras), de Michel Laub

– Concorre ainda “Como se estivéssemos em palimpsesto de putas” (Companhia das Letras), de Elvira Vigna, morta em julho.

Assim como aconteceu com os finalistas do Prêmio Oceanos, anunciados em setembro, o grupo Companhia das Letras domina a categoria, com sete dos dez livros escolhidos.

A novidade deste ano é a adição de duas categorias às 27 já existentes:história em quadrinhos e livro brasileiro publicado no exterior. No ano passado, representantes do mundo da HQ haviam feito campanha para que a categoria entrasse no Jabuti. Concorrem “Hinário nacional” (Veneta), de Marcelo Quintanilha, e “Quadrinhos dos anos 10″(Companhia das Letras), de André Dahmer (quadrinista do jornal O GLOBO), entre outros.

Já a categoria livro brasileiro publicado no exterior contempla livros de autor(es) brasileiro(s) nato(s)/naturalizado(s) publicados no exterior em qualquer gênero, ficção ou não ficção. Raduan Nassar concorre com dois livros: “A cup of rage” e “Ancient tilage” (tradução, respectivamente, para o inglês de seus “Copo de cólera” e “Lavoura arcaica”).

INFANTIL DIGITAL

Na categoria infantil digital, os colunistas do GLOBO Luis Fernando Verissimo (com Willian Santiago) e Adriana Carranca (com Brunna Mancuso) concorrem ao lado de Marcelo Rubens Paiva e Alexandre Rampazo, Fernanda Takai e Ina Carolina, Antonio Prata e Caio Bucaretchil, com “Kidsbook Itaú criança”. Eles disputam com as obras “Monstros do cinema”, de Augusto Massi e Daniel Kondo; “Nautilus – Baseado na obra original de Jules Verne: Vinte mil léguas submarinas”, de Maurício Boff; “O negrinho do pastoreio: ;ivro animado”, de Alexandre Giaparelli Colombo; “Poemas de brinquedo”, de Álvaro Andrade Garcia; e “Quanto bumbum!”, de Isabel Malzoni (texto) e Cecilia Esteves (arte).

A cerimônia de entrega do Jabuti acontecerá dia 30 de novembro, no Auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer, em São Paulo. Os primeiros colocados de todas as categorias que compõem o prêmio receberão o troféu Jabuti e R$ 3,5 mil; também os vencedores dos segundos e terceiros lugares ganharão o troféu. Neste dia serão revelados, ainda, os vencedores do Livro do Ano – Ficção e Livro do Ano – Não ficção, que serão contemplados, individualmente, com o prêmio de R$ 35 mil, além da estatueta dourada.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *