Empresária Stephany Almeida sempre sai com um livro na bolsa - arquivo pessoal

Empresária Stephany Almeida sempre sai com um livro na bolsa – arquivo pessoal

Aline Rickly, no RDNews

Como ter espaço para a leitura diante de uma vida tão corrida como a da empresária e mãe de dois filhos Stephany Almeida, de 30 anos? Ela acorda às 6h30 todos os dias, coloca o filho Manoel, de 10 anos, para a escola, arruma a casa, dá almoço a filha Antonela, de 5 anos, e ainda cuida de sua loja de roupa em Areal (RJ), onde mora. Mas, mesmo com essa rotina, ela conseguiu ler, só neste ano, 84 livros e quer chegar aos 100 até dezembro.

Neste domingo (29), em que é comemorado o Dia do Livro, o G1 revela as dicas de Stephany para organizar o tempo e conseguir abrir espaço na rotina para desenvolver o hábito da leitura. A empresária disse que lê, em média, 10 livros por mês.

Sete dicas da Stephany

1 – Se organize com metas para o mês, para a semana, para o dia. “Eu nem sempre consigo cumprí-las, mas só de existir uma meta, já facilita a organização, por conta da rotina que é corrida, cheia de compromissos e responsabilidades”.

2 – Procure fazer o planejamento no início do mês com uma lista. “Faço uma lista inicial, e ao longo dos dias vou substituindo, acrescentando”.

3 – Faça do hábito de ler algo natural, sem cobranças. “A leitura é meu hobbie, então não importa se leio 10 ou 100 páginas por dia”.

4 – Saia sempre com um livro na bolsa. “Encaixe a leitura nos intervalos livres”.

5 – Dê uma chance ao livro, pois também é uma questão de prioridade. “Preciso escolher entre assistir TV, navegar na internet, ver um filme ou ler, mas como a leitura é minha paixão, acaba sempre sendo minha prioridade”.

6 – Você ainda pode agregar mais um. “Às vezes leio dois livros ao mesmo tempo, um físico e um digital, por exemplo”.

7 – Perpetue o hábito sendo também um agente de transformação. “No mundo de hoje é muito difícil incentivar uma criança a ler, porque elas querem informações rápidas, já nascem acostumadas com as facilidades da internet. Mesmo assim, eu não desisto e sempre compro livros novos, com temas que possam interessar, inovadores para meus filhos, por exemplo”.

Os livros trouxeram mais alegria para a vida da empresária Stephany Almeida, de Areal

Os livros trouxeram mais alegria para a vida da empresária Stephany Almeida, de Areal – arquivo pessoal

Blog e as leituras

Além de ter a rotina corrida, conciliada com a leitura de livros, Stephany não estimula apenas os filhos a desenvolverem a prática, ela compartilha as suas experiências em um blog, que já atraiu mais de 14,8 mil seguidores. Ela criou o perfil na internet, o Ste Bookaholic, há três anos, onde faz comentários e publica críticas sobre diversas obras.

Empresária indica cinco livros

Fã de romances de época, a empresária selecionou para o G1 os cinco melhores livros que já leu em 2017.A primeira posição, segundo ela, ficou com “As coisas que fazemos por amor”, de Kristin Hannah. “É uma história sobre família, maternidade e amor, que provocou um furacão de emoções em meu coração. Com personagens reais, reviravoltas surpreendentes e um desfecho repleto de ternura, empatia e amor”, disse Stephany.

Em segundo lugar, ela elegeu “Um acordo de cavalheiros”, de Lucy Vargas, um romance de época que, de acordo com a empresária, tem uma narrativa envolvente e sensual. Ela alerta ainda que o título tem personagens à frente de seu tempo e que valorizam o respeito e o empoderamento feminino.

Outro livro que está no topo da lista de Stephany é “Outlander – a viajante do tempo”, de Diana Galbadon. “Uma das mais lindas histórias de amor que já li, que supera as barreiras do tempo, com uma narrativa repleta de diálogos bem construídos, cenas emocionantes e referências históricas”, afirma.

Em quarto lugar, ela indica “Nossa música”, de Dani Atkins. Segundo Stephany, este é um romance que tem uma história dolorosa e linda. “Tocou meu coração e mostrou o quanto nossa vida é delicada e passageira e o quanto devemos vivê-la bem”, destaca.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments