Stephen King é o rei da adaptação para o cinema e a TV

Jogo Perigoso está disponível na Netflix. Foto: Netflix/Divulgação
Jogo Perigoso está disponível na Netflix. Foto: Netflix/Divulgação

Fernanda Guerra, no Diário de Pernambuco

Nos primeiros anos da década de 1970, Stephen King lançou o livro Carrie, a estranha, o primeiro a ser adaptado para os cinemas. Após a versão do filme, outros remakes foram lançados. De lá para cá, as obras do escritor norte-americano, hoje com 70 anos, ganharam projeção expressiva no cinema e na TV, tornando-o um dos autores mais adaptado no segmento audiovisual. Só em 2017, uma longa lista de produções surgiram a partir das obras de King: os filmes A torre negra e It: A coisa estrearam nos cinemas, os longas Jogo perigoso e 1922 foram lançados pela Netflix, que também exibiu a série O nevoeiro, extinta na primeira temporada. Nos Estados Unidos, também foi lançada a série Mr. Mercedes, ainda inédita no Brasil.

Para quem é fã do gênero terror e suspense, o longa-metragem Jogo perigoso, baseado no livro homônimo publicado em 1992, traz objetos clássicos do terror psicológico, como psicopata e alucinações, elementos recorrentes na obra do autor. Dirigido por Mike Flanagan, o título abrange para questões como machismo, pedofilia e abuso sexual. A produção acompanha Jessie (Carla Gurgino) presa à cama – mote que fez o público associar ao filme Louca obsessão (1992).

Com repercussão menor que Jogo perigoso, 1922 é estrelado por Thomas Jane, na pele de um fazendeiro que mata a esposa, Arlete (Molly Paker), auxiliado pelo filho, Henry (Dylan Schmid). Ele planeja cometer o crime quando ela decide se divorciar, vender a fazenda e se mudar para a cidade acompanhada do filho. O catálogo da Netflix também contempla outros títulos assustadores da obra do autor: Pacto maligno, Conexão mortal e Cemitério maldito, além de três temporadas do seriado Under the dome.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *