Pesquisador encontra nova história de Rei Artur, Merlin e o Santo Graal

Pesquisador encontrou nova história do Rei Artur (Foto: Divulgação)

Livro do século 16 apresentava a narrativa de uma batalha mágica envolvendo o mítico guerreiro britânico

Publicado na Galileu

Imagine se, daqui a uns séculos, um pesquisador encontrar uma história inédita da saga de Harry Potter? Foi mais ou menos isso que aconteceu enquanto o pesquisador Michael Richardson realizava uma consulta na bibliografia de Estudos Medievais na Universidade de Bristol, no Reino Unido. Ao investigar um livro do século 16, ele encontrou uma narrativa de uma batalha nunca antes contada do lendário Rei Artur e do mágico Merlin.

Os fragmentos das histórias estavam em pergaminhos e foram escritos a mão e contêm novas informações sobre a narrativa de Artur. De acordo com a tradição, a primeira obra que apresenta as aventuras do fictício rei britânico foi publicada em 1130.

“Esses fragmentos são um achado maravilhosamente incrível, que pode ter implicações para o estudo não apenas deste texto, mas também de outros textos relacionados e posteriores que moldaram nossa compreensão moderna da lenda arturiana”, disse em comunicado Leah Tether, que é presidente da Sociedade Internacional Arturiana. “O tempo e a pesquisa revelarão quais outros segredos sobre as lendas de Arthur, Merlin e o Santo Graal podem conter esses fragmentos.”

Nos textos encontrados, o rei Artur e o Mago Merlin se preparam para uma batalha contra o fictício Rei Claudas, que era o líder dos francos. De acordo com a narrativa, Merlin incentivou as tropas contra o inimigo e utilizou o estandarte de dragão de um guerreiro conhecido como Sir Kay: o desenho que representava a criatura cuspia fogo de verdade. Com dificuldade, Artur vence a batalha.

Os especialistas nas histórias de Artur estão agora reunindo outros fragmentos que estariam dispersos para localizar novas aventuras do rei britânico, de seu parceiro Lancelot e a busca pelo Santo Graal. O poeta francês Chrétien de Troyes, que viveu no século 12, é conhecido por ter adicionado a história de Camelot, o castelo lendário em que viveria Artur: de acordo com a narrativa, os guerreiros precisavam encontrar o objeto utilizado por Jesus na Última Ceia para restaurar a prosperidade do reino.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *