As diferenças entre o livro e o filme de Cemitério Maldito

Augusto Ikeda, no EiNerd

Em breve, estreia nos cinemas brasileiros o filme Cemitério Maldito, que se trata de mais uma adaptação dos livros de Stephen King. A obra foi lançada em 1983 e seis anos mais tarde, em 1989, um filme inspirado no livro foi lançado. E como é de praxe, existem pequenas, mas importantes diferenças entre as duas versões.

Caso você não conheça a obra, Cemitério Maldito aborda os Creed, uma família que se mudou para a cidade de Ludlow, no estado americano do Maine, e começou a vivenciar uma série de acontecimentos estranhos e bizarros após a morte de Church, o gato de estimação deles. E com a ajuda de um vizinho, percebem que um antigo cemitério, aos fundos da casa em que moram, pode ter relação com esses eventos.

Agora, vamos falar das diferença entre o livro e o filme. Ou seja, se não quer saber grandes detalhes da história, encerre sua leitura por aqui.

Ellie e Gage

Na obra e no filme lançado em 1989, Gage Creed, o integrante mais jovem da família, é morto após ser atropelado por um caminhão. Esse é um elemento muito importante da história, pois foi a partir daí que os demais acontecimento estranhos começaram a aparecer na vida dos Creed, aliado com a morte e o renascimento de Church. No entanto, para o novo longa, será a irmã mais velha do garoto, Ellie, que morrerá em seu lugar.

Dennis Widmyer, um dos diretores do novo filme de Cemitério Maldito, explicou que a mudança foi feita para adicionar algumas camadas psicológicas extras para a narrativa do filme. Além disso, esse fator adiciona um pouco mais de suspense, já que não sabemos qual será o papel de Gage a partir de agora.

Zelda

Zelda Goldman é a irmã de Rachel Creed, que tem sua importância em todas as versões de Cemitério Maldito. Na obra original e no novo filme, a personagem é descrita com uma menina de 10 anos que morreu após ser diagnosticada com meningite e ainda assombra Rachel.

No entanto, no filme lançado em 1989, Zelda foi interpretada por um ator adulto, o que foi feito com o intuito de acrescentar um pouco mais de terror. Mas de qualquer forma, a deterioração de Zelda e sua subsequente morte estão entre as partes mais assustadoras da história de Cemitério Maldito.

Timmy

Timmy Baterman é um adolescente de 17 anos, morto durante a Segunda Guerra Mundial e que foi enterrado no cemitério aos fundos da casa dos Creed. Ele acabou sendo ressuscitado por conta da maldição Micmac, só que apesar de sua aparência normal, retornou como um zumbi e precisou ser morto de uma vez por todas.

Timmy apareceu tanto no livro quanto no filme lançado em 1989. No entanto, acabou ficando de fora do novo longa.

O sotaque de Jud

Uma pequena, mas importante diferença do livro para o filme é a ausência do sotaque dito pelos moradores do estado de Maine, algo que havia ficado muito evidente por Stephen King no personagem Jud Crandall, vizinho dos Creed, que tinha um sotaque bem carregado na obra original.

Para o novo filme, o ator John Lithgow, intérprete de Jud Crandall, abriu mão do sotaque usado pela versão do livro. Em um entrevista, Lithgow acredita que essa mudança foi feita pelo fato de Jud ter se tornado um personagem mais sério para o longa.

Wendigo

Por fim, um aspecto muito importante do livro é a presença dos Wendigo, um monstro do folclore dos indígenas americanos que é capaz de mudar de forma e se trata de um híbrido entre ser humano e animal. Segundo as palavras de Jud, a criatura reside no cemitério em questão e era temido pelos habitantes nativos do local.

No filme de 1989, o monstro acabou ficando de fora da narrativa. No entanto, os trailers da mais nova adaptação de Cemitério Maldito já confirmaram a presença dessa criatura, que como você já deve ter notado, também é importante para o desenvolvimento da história.

Fontes: Mirror e Dread Central

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *