Canal Pavablog no Youtube
Cristina Danuta

Cristina Danuta

(1 comments, 12843 posts)

This user hasn't shared any profile information

Posts by Cristina Danuta

Ortodoxia (3)

0

“Num jardim Satanás tentou o homem; e num jardim Deus tentou Deus. De alguma forma sobre-humana ele passou pelo horror humano do pessimismo. O mundo foi abalado e o sol desapareceu do céu não no momento da crucificação, mas no momento do grito do alto da cruz: o grito que confessou que Deus foi abandonado por Deus.

E agora deixemos que os revolucionários escolham um credo dentre todos os credos e um deus dentre todos os deuses de inevitável recorrência e poder inalterável. Eles não encontrarão um outro deus que tenha ele mesmo passado pela revolta. Não (a questão torna-se difícil demais para a fala humana), mas deixemos que os próprios ateus escolham um deus. Eles encontrarão apenas uma divindade que chegou a expressar a desolação deles; apenas uma religião em que Deus por um instante deixou a impressão de ser ateu.”

G.K. Chesterton, em Ortodoxia.

Sobre a identificação. Terminei de ler “Ortodoxia”, muitíssimo bom! Recomendo.

Cristianismo Criativo

0

“Portando, criatividade não se trata de um detalhe sem importância para a vida cristã. Ao contrário, é algo essencial. O problema é que grande parte da igreja tem esquecido o quanto essa parte de nossa vida é importante. Ao agir dessa maneira, tem se tornado pobre e limitada na apreciação de si mesma, de seus semelhantes e do próprio DEUS. “

Por Frank Schaeffer, em “Viciados em mediocridade”, pág.18 (W4 Editora).

O leitor é criador

0

O texto é o lugar de uma experiência singular, privilegiada, de uma recreação da qual cada leitor pode se tornar o centro, por pouco que queira sair dessa passividade em que ele se empobrece, que o isola do texto, cujo sentido lhe escapa sempre em grande parte e necessariamente porque, fixado pelo autor, pertencendo somente ao autor, o leitor não tem parte nele. Que o leitor aprenda que ele não é o espectador deslumbrado ou entediado de uma história feita alhures com a qual ele não tem de ajustar contas. Que ele saiba apenas que o texto lhe fala dele e de sua própria história e, imediatamente, lhe aparecerão sentidos possíveis. O leitor aprenderá que o texto lhe traz em uma linguagem já codificada, que cabe somente a ele decodificar, o sopro noturno de sua vida mais longínqua, sepultada, indizível. Isto é dizer que o texto não tem um sentido fixado, que a variedade do texto está em todo o lugar e em lugar algum, que cada um tem o poder de fazer os sentidos existirem, de decidir os sentidos…

Serge Viderman, Le céleste et le Sublunaire.

O Caminho do Coração (3)

0
“A natureza do Deus bíblico é essencialmente relacional. Esta é a diferença entre o monoteísmo trinitário cristão e os outros monoteísmos unitários, como o Judaísmo e o Islamismo”.

“A pessoa é mais humana e mais próxima de Deus quando transcende a si mesma em amor por outra pessoa”.

“A rejeição da amizade como espaço que possibilita o compartilhar do amor impede a compreensão de um Deus que é amor e que nos criou segundo sua imagem e semelhança”.

Ricardo Barbosa em, O Caminho do Coração (Encontro Publicações)

As cores do crepúsculo

0
…dei-me conta de que aquilo que eu via pela primeira vez era o que eu sempre tinha visto. Ao final de minhas explorações eu retornava ao lugar de onde partira. O crepúsculo morara sempre dentro de mim. Ainda menino, eu já tinha um olhar crepuscular. Aquilo que eu via era, na realidade, o que eu sempre fora. Isso explicava a incompreensível nostalgia que sempre me acompanhara. O gosto pela solidão. O medo de morrer. O desejo de morrer. A vontade de chorar diante da beleza. A necessidade de deuses que retardassem o sol…

Cristina Danuta's RSS Feed
Go to Top