Canal Pavablog no Youtube
Cristina Danuta

Cristina Danuta

(1 comments, 12815 posts)

This user hasn't shared any profile information

Posts by Cristina Danuta

Livros como presente

3


Sou do tipo que costuma dar livros de presente e pular de alegria quando ganha um.

As crianças também entram no rol dos agraciados com livros e agora mais do que nunca, pois para quem não sabe o dia 12 de outubro, além de ser o dia da criança, também é o Dia Nacional da Leitura e a Semana Nacional da Leitura e da Literatura.

A data foi instituída pela Lei 11.899, assinada no dia 8 e publicada no dia 9 de Janeiro de 2009. Juntando-se as demais datas relacionadas ao livro, leitura e literatura, a saber:

– 02 de abril – Dia Internacional do Livro Infanto-Juvenil;
– 18 de abril – Dia Nacional do Livro Infantil;
– 23 de abril – Dia Mundial do Livro;
– 12 de outubro –Dia Nacional da Leitura e Semana da Leitura e da Literatura;
– 29 de outubro – Dia Nacional do Livro.

Quiçá essas datas sejam tão comemoradas como o carnaval, a páscoa, o natal… Graças a Deus boas ações para promoção da leitura tem se multiplicado pelo país e feito “nascer” novos leitores a cada dia.

Mas essa causa tem que ser literalmente abraçada por todos. Conhece um amigo que não gosta de ler? Que tal abrir a porta desse maravilhoso mundo para ele? Comece aos poucos, uma crônica aqui, um quadrinho ali, um conto acolá e logo ele será mais um viciado!

E vamos mudar o mundo! Tudo bem, o Brasil… e mais tarde o universo! rs

Bem quem quiser me mandar um livro de presente em cada uma das datas acima não precisa ficar constrangido(a). risos

Meu coração desnudado – LVI

0

Por que motivo o espetáculo do mar é tão infinitamente e tão eternamente agradável?
Porque o mar oferece, a um tempo, a idéia da imensidade e a do movimento. Seis ou sete léguas representam para o homem o raio do infinito. Eis aí um infinito diminutivo. Que importa, se ele basta para sugerir a idéia do infinito total? Doze ou quatorze léguas de líquido em movimento bastam para dar a mais alta idéia de beleza que se ofereça ao homem no seu habitáculo transitório.

Charles Baudelaire, em “Meu coração desnudado” (Ed. Nova fronteira)

Memórias

0

Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão

Mas as coisas findas
muito mais que lindas,
essas ficarão.

Carlos Drummond de Andrade, em Claro Enigma (Record)

Memórias

0

Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão

Mas as coisas findas
muito mais que lindas,
essas ficarão.

Carlos Drummond de Andrade, em Claro Enigma (Record)

O Deus (in)visível

0


“Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta”, Filipe implorou. No entanto, quando Jesus respondeu apontando para si mesmo, sem dúvida não foi o suficiente. Mais tarde, nessa mesma noite, Filipe e os outros o abandonaram. Talvez haja um pouco de Filipe em cada um de nós, o anseio de ver a Deus apenas uma vez, uma versão indubitável de fumaça e fogo para acabar com as nossas dúvidas. O que Deus oferece em resposta não satisfaz.
O mundo não consegue superar o enorme abismo entre o que se espera de Deus e o que Deus ofereceu em Jesus. Outras religiões respeitam Jesus como mestre sábio e líder admirável, mas não como Deus. Os adeptos da Nova Era. procuram algo mais místico, mais satisfatório pessoalmente. A melhor Expressão da Essência de Deus desperta tanta rejeição em nosso tempo quanto despertou no dele.

Philip Yancey – in, O Deus (in)visível

Cristina Danuta's RSS Feed
Go to Top