Canal Pavablog no Youtube
Cristina Danuta

Cristina Danuta

(1 comments, 12888 posts)

This user hasn't shared any profile information

Posts by Cristina Danuta

Ensaio sobre a cegueira

1

Ensaio sobre a cegueira é um livro onde o inesperado te pega. Saramago vai do sublime ao escroto em duas linhas de maneira impressionante e sem se deixar levar pela vulgaridade e, em seguida, retorna à sublimidade do texto. Um livro que nos faz sentir na pele as emoções e angustias nele narrado.

Todos temos os nossos momentos de fraqueza ainda que nos vale é sermos capazes de chorar, o choro muitaz vezes é uma salvação, há ocasiões em que morreríamos se não chorássemos.

Há esperanças que é loucura ter, Pois eu digo-te que se não fossem essas já eu teria desistido da vida.

O amor, que dizem ser cego, também tem a sua palavra a dizer.

Simplesmente Cristão

1

Vida Após Vida Após a Morte

Paulo e João, o próprio Jesus e todos os grandes mestres cristãos dos dois primeiros séculos declararam sua crença na ressurreição. “Ressurreição” não significa “ir para o céu quando você morrer”. Não se trata de “vida após a morte”, mas de “vida após vida após a morte”. Ao morrer, partimos para estar “com Cristo” (“vida após a morte”), mas nosso corpo permanece morto. É difícil descrever onde estamos e o que somos nesse ínterim, e a maior parte dos autores do Novo Testamento não tenta explicar. Podemos chamar de “céu” se quisermos, mas não significa que este seja o fim de todas as coisas. Aquilo que é prometido após esse ínterim é uma nova vida corpórea no novo mundo de Deus (vida após vida após a morte).

N. T. Wright, Simplesmente Cristão, Ultimato, pp. 230-231.

Vídeo Legendado: danieldliver

A história da minha vida

0

Numa palavra, a literatura é a minha Utopia. Ali, não sou deficiente. Nenhuma barreira dos sentidos me exclui do discurso doce e gracioso de meus amigos livros. Eles me falam sem embaraço ou constrangimento. As coisas que aprendi e as que me foram ensinadas parecem ridiculamente sem importância comparadas com “os grandes amores e as caridades celestiais” dos livros.

Helen Keller em A história da minha vida, capítulo XX páginas 94-95, José Olympio Editora, Rio de Janeiro: 2003.
Helen Keller nasceu em 1880 e faleceu em 1968. Surda e cega, Helen formou-se em Filosofia no Radcliffe College. Em sua autobiografia faz referência, com freqüência, a obra Bíblica e seu valor inestimável para sua vida. A sua descrição de um campo onde passou férias é impressionante. Aprendeu a falar. Tinha conhecimento de línguas estrangeiras, como Francês, Alemão e Latim. Foi escritora, jornalista e conferencista. Recebeu, desde cedo, o apoio necessário de uma professora, Anne Sullivan, que dedicou a Helen a sua vida, para que ela pudesse nos mostrar que não há obstáculos que não possam ser rompidos.

Vale Tudo

0

Sensacional livro sobre a vida do grande cantor brasileiro. Uma envolvente narraçao de Nelson Motta, que prende o leitor do início ao fim. Vale a pena conferir!

A história da minha vida

0

“Muitos poucos livros exigidos nos diversos cursos são impressos para cegos e sou forçada a tê-los soletrados em minha mão. Conseqüentemente, preciso de mais tempo para preparar minhas lições do que outras moças. A parte manual leva mais tempo e tenho perplexidades que elas não têm. Há dias em que a grande atenção que preciso dar aos detalhes abrasa meu espírito, e a idéia de que preciso passar horas lendo uns poucos capítulo, enquanto no mundo lá fora as outras moças estão rindo, cantando e dançando, me deixa revoltada; mas logo recupero minha resistência e expulso o desagrado do meu coração com risos. Porque, afinal, todo mundo que deseja obter verdadeiro conhecimento precisa escalar a Colina da Dificuldade sozinho, e já que não há nenhuma estrada fácil para o cume, preciso ziguezaguear ao meu próprio modo. Escorrego e recuo muitas vezes, caio, fico parada, corro à beira de obstáculos escondidos, perco a paciência, encontro o caminho de novo e o conservo melhor; ando com dificuldade para a frente, avanço, subo mais alto e começo a ver o horizonte amplo. Cada luta é uma vitória. Mais um esforço e eu alcanço a nuvem luminosa, as profundezas azuis do céu, as regiões elevadas do meu desejo. Mas nem sempre estou sozinha nessas lutas. O sr. William Wade e o sr. E.E.Allen, direto da Instituição Pensilvânia para a Instrução dos Cegos, conseguem-me muitos livros que preciso em relevo. A atenção tem sido de uma tal ajuda e incentivo para mim que jamais poderão ter noção dela algum dia.”

Helen Keller em A história da minha vida, capítulo XX páginas 94-95, José Olympio Editora, Rio de Janeiro: 2003.
Helen Keller nasceu em 1880 e faleceu em 1968. Surda e cega, Helen formou-se em Filosofia no Radcliffe College. Em sua autobiografia faz referência, com freqüência, a obra Bíblica e seu valor inestimável para sua vida. A sua descrição de um campo onde passou férias é impressionante. Aprendeu a falar. Tinha conhecimento de línguas estrangeiras, como Francês, Alemão e Latim. Foi escritora, jornalista e conferencista. Recebeu, desde cedo, o apoio necessário de uma professora, Anne Sullivan, que dedicou a Helen a sua vida, para que ela pudesse nos mostrar que não há obstáculos que não possam ser rompidos.

Cristina Danuta's RSS Feed
Go to Top