Cristina Danuta

Cristina Danuta

(1 comments, 12946 posts)

This user hasn't shared any profile information

Posts by Cristina Danuta

Para Francisco

0

Tenho procurado ler, ultimamente, textos que me façam ver a beleza de Deus fora da igreja. Para Francisco é um simples livro com profundas demonstrações da graça comum. Leitura leve e com uma capacidade ímpar de nos fazer repensar o valor das coisas corriqueiras da vida. Vale a pena conferir! 

Esse Ofício do Verso

0
“O gosto da maçã não está nem na própria maçã – a maçã não pode ter gosto por si mesma –, nem na boca de quem come. É preciso um contato entre elas. O mesmo acontece com um livro ou com uma coleção deles, uma biblioteca. O livro é um objeto físico em um mundo de objetos físicos, um conjunto de símbolos mortos, sendo necessário o aparecimento de um leitor atento para que as palavras e a poesia por trás delas saltem para a vida, ocorrendo a ressurreição da palavra.”

Bispo Berkeley, citado em
“Esse Ofício do Verso”
Jorge Luis Borges

Ortodoxia (3)

0

“Num jardim Satanás tentou o homem; e num jardim Deus tentou Deus. De alguma forma sobre-humana ele passou pelo horror humano do pessimismo. O mundo foi abalado e o sol desapareceu do céu não no momento da crucificação, mas no momento do grito do alto da cruz: o grito que confessou que Deus foi abandonado por Deus.

E agora deixemos que os revolucionários escolham um credo dentre todos os credos e um deus dentre todos os deuses de inevitável recorrência e poder inalterável. Eles não encontrarão um outro deus que tenha ele mesmo passado pela revolta. Não (a questão torna-se difícil demais para a fala humana), mas deixemos que os próprios ateus escolham um deus. Eles encontrarão apenas uma divindade que chegou a expressar a desolação deles; apenas uma religião em que Deus por um instante deixou a impressão de ser ateu.”

G.K. Chesterton, em Ortodoxia.

Sobre a identificação. Terminei de ler “Ortodoxia”, muitíssimo bom! Recomendo.

Ortodoxia (3)

0

“Num jardim Satanás tentou o homem; e num jardim Deus tentou Deus. De alguma forma sobre-humana ele passou pelo horror humano do pessimismo. O mundo foi abalado e o sol desapareceu do céu não no momento da crucificação, mas no momento do grito do alto da cruz: o grito que confessou que Deus foi abandonado por Deus.

E agora deixemos que os revolucionários escolham um credo dentre todos os credos e um deus dentre todos os deuses de inevitável recorrência e poder inalterável. Eles não encontrarão um outro deus que tenha ele mesmo passado pela revolta. Não (a questão torna-se difícil demais para a fala humana), mas deixemos que os próprios ateus escolham um deus. Eles encontrarão apenas uma divindade que chegou a expressar a desolação deles; apenas uma religião em que Deus por um instante deixou a impressão de ser ateu.”

G.K. Chesterton, em Ortodoxia.

Sobre a identificação. Terminei de ler “Ortodoxia”, muitíssimo bom! Recomendo.

Cristianismo Criativo

0

“Portando, criatividade não se trata de um detalhe sem importância para a vida cristã. Ao contrário, é algo essencial. O problema é que grande parte da igreja tem esquecido o quanto essa parte de nossa vida é importante. Ao agir dessa maneira, tem se tornado pobre e limitada na apreciação de si mesma, de seus semelhantes e do próprio DEUS. “

Por Frank Schaeffer, em “Viciados em mediocridade”, pág.18 (W4 Editora).

Cristina Danuta's RSS Feed
Go to Top