arte

Estas 5 intervenções urbanas levaram a literatura para as ruas

0

literatura-interna

Publicado no Hypeness

Quem disse que a literatura foi feita só para ficar quietinha dentro dos livros esperando pacientemente por um leitor? Não mesmo! Hoje, ela passeia pelas ruas de mãos dadas com outros projetos artísticos e serve de inspiração para quem passa desavisado.

Estas cinco intervenções urbanas foram responsáveis por mostrar que a literatura pode fazer parte da nossa rotina. Espia só!

1. Intervenção Urbano-Literária

Há alguns anos Porto Alegre recebeu uma narrativa diferente, em que cada parte da história era contada onde realmente havia acontecido. A trama, composta por Alessandro Garcia, foi dividida em 17 trechos, aplicados em forma de lambe-lambe pela cidade, buscando um diálogo maior entre espaço urbano e literatura. Além de ser possível acompanhar a história caminhando pelas ruas, ela também ficou disponível online.

2. Tá Escrito em Sampa

Uma conta no Instagram que se dedica a compartilhar os escritos encontrados nos muros de São Paulo. Poesia, pixo, lambe-lambe e muita identificação rolam soltas na conta @taescritoemsampa, que já tem mais de 57 mil seguidores.

literatura1

literatura2

Fotos: Reprodução Instagram

3. Poemas de chuva

Em Boston, nos Estados Unidos, os dias de chuva são uma oportunidade para apreciar a poesia olhando para o chão. O grupo de artistas Mass Poetry pintou as calaçadas da cidade com tinta transparente à prova d’água. Assim, sempre que chove por lá é possível ver poemas pelo chão. Genial, né?

literatura4-768x576

literatura5

Fotos: Mass Poetry

 

4. Um poema em cada árvore

Na cidade de Governador Valadares, em Minas Gerais, surgiu a ideia de “plantar poemas”. Desde 2010, são pendurados poemas contemporâneos nas árvores da cidade. O projeto foi idealizado pelo poeta Marcelo Rocha e colocado em prática pelo Instituto Psia e a iniciativa já foi replicada em mais de 130 cidades brasileiras em uma incrível mobilização nacional.

literatura6-768x576

literatura7-768x576

5. Roteiros da Cidade

Laura Guimarães vinha pensando em como ocupar a cidade de São Paulo. Foi quanto decidiu usar sua literatura para isso – e uma série de micro-contos de até 140 caracteres foi espalhada pelas ruas em forma de lambe-lambes. O projeto ganhou o nome de “microrroteiros das cidade”.

literatura8-768x576

literatura-interna

Ator britânico Ben Kingsley adaptará livro de Eça de Queiroz em série de TV

0
O ator britânico Ben Kingsley, que irá interpretar o personagem Conselheiro Acácio

O ator britânico Ben Kingsley, que irá interpretar o personagem Conselheiro Acácio – Johannes Eisele/Reuters

 

Publicado na Folha de S.Paulo

“O Primo Basílio”, romance de Eça de Queirós publicado em 1878, será adaptado para a televisão internacional pelo ator britânico Ben Kingsley, que estrelará no papel do pseudo-intelectual Conselheiro Acácio.

Segundo o site americano “Deadline”, o seriado será uma parceria entre as produtoras Lavender Pictures, de Kingsley, e a Nevision. Ainda não há emissora ligada ao projeto.

No romance, Eça de Queirós investiga a aparente perfeição de um lar burguês na Portugal do século 19 a partir de uma dona de casa entediada, Luisa, e o caso que mantém com seu primo, o Basílio do título.

Os incríveis desenhos de J.R.R. Tolkien

0

Luciana Galastri, na Galileu

Ao falarmos de Tolkien e desenhos, você provavelmente lembrará dos belos mapas da Terra Média que acompanham as edições de O Hobbit e O Senhor dos Anéis. Mas a habilidade do ‘pai’ de Frodo e Bilbo com as artes visuais não se limita à cartografia. Usando técnicas variadas, o escritor ilustrou vários de seus escritos. Há desenhos da Montanha da Perdição, do Olho de Sauron e até do momento em que Bilbo escapa dos elfos da floresta em barris.

O livro J.R.R. Tolkien: Artist and Illustrator, ainda sem edição no Brasil, traz mais de 200 dessas obras, desde rascunhos até pinturas mais complexas. Confira algumas de nossas preferidas:

 

 

tolkien1

Smaug (Foto: Reprodução)

 

tolkien2

O portão de Mordor (Foto: Reprodução)

 

tolkien3

Bilbo escapa dos elfos (Foto: Reprodução)

 

tolkien4

O banquete dos trolls (Foto: Reprodução)

 

tolkien5

Luar em um bosque (Foto: Reprodução)

Artista cria réplica da versão dos livros do Trono de Ferro

0

trono_ferro_game

Ana Carol Alves, no Game of Thrones BR

O Trono de Ferro, símbolo mais importante do sistema político em Westeros, se tornou um dos grande ícones da televisão por conta da série da HBO. E como bem sabemos, o trono retratado na série é um retrato muito romântico da versão dos livros.

Não é o trono que vejo enquanto estou escrevendo ‘The Winds of Winter’. Não é o trono que quero que meus leitores vejam. O trono descrito nos livros é grandioso, pesado, negro e retorcido, com degraus de ferro na frente, o assento alto em que o rei olha de cima todos na corte. Meu trono é uma fera que ameaça a sala do trono, feio e assimétrico. O trono da HBO não é nada disso. É grande, sim, mas nem perto do tamanho que descrevo nos livros. E por um bom motivo. Temos um grande set da sala do trono em Belfast, mas nem de perto grande o suficiente para comportar a sala do trono como a imaginei (…) O Trono de Ferro dos livros não passaria nem pelas portas do Paint Hall [estúdio onde a série é gravada]”, escreveu George R. R. Martin em seu blog.

A versão oficial dos livros ficou por conta do artista Marc Simonetti e ela ilustra a enciclopédia O Mundo de Gelo e Fogo, além dos calendários da saga.

Mas ela acaba de ganhar uma versão em carne e osso. O designer D. Schuyler Burks criou uma série de vídeos onde irá desenvolver réplicas de cadeiras famosas da cultura pop. Na última semana, ele divulgou este vídeo onde mostra o trabalho inspirado no Simonetti:

Designer cria fantásticos anéis em prata para os apaixonados por livros

0

follow-the-colours-aneis-livros-xannefran-capa

Carol T. Moré, no Follow the Colours

Depois dos anéis com a arquiteturas icônicas de várias cidades do mundo, eis os feitos exclusivamente para os apaixonados por livros! Criados pela americana Roxy Becofsky, a designer se inspira na literatura para dar vida à sua série de joias em ouro e prata. Roxy faz cada uma das peças à mão, o que lhe proporciona maior liberdade para transformar a maioria de suas ideias em novos produtos.

“Cada peça que eu faço é trabalhada em prata esterlina sólida. Eu desenho, faço a escultura, moldo, elenco e finalizo tudo sozinha. Sem terceirização! Minha loja ‘Xanne Fran’ é uma empresa de uma só mulher.”

Cada anel é feito individualmente e todos eles são únicos em sua própria maneira. A designer avisa que eles possuem pequenas falhas no metal e algumas partes podem ser ligeiramente mais escuras ou mais claras do que o retratado nas imagens.

A artista também cria modelos específicos para cada cliente, sob encomenda, com design personalizado. Além dos livros, Roxy trabalha em cima de outros temas como sereias, mapa mundi, botões, flores, foguetes.

follow-the-colours-aneis-livros-xannefran-01

follow-the-colours-aneis-livros-xannefran-02

follow-the-colours-aneis-livros-xannefran-03 follow-the-colours-aneis-livros-xannefran-04

follow-the-colours-aneis-livros-xannefran-05

follow-the-colours-aneis-livros-xannefran-capa

 

Go to Top