e-books

Amazon lança seu tablet, o Kindle Fire

0

Via :IG 

You Probably Won't Want Amazon's Kindle Fire for Christmas

A Amazon anunciou hoje seu tão aguardado tablet com Android para competir com o iPad, tablet da Apple. O Kindle Fire tem conexão apenas Wi-Fi, sem câmera e microfone, tela de 7 polegadas e processador com dois núcleos. Ele pesa apenas 413 gramas, tem memória interna de 8GB, bateria de 7,5 horas e vem com sistema operacional Android, mas a Amazon ainda não divulgou qual a versão do sistema.

Kindle Fire, o primeiro tablet da Amazon

Apesar de algumas especificações inferiores ao iPad, o preço do produto é bastante atraente: US$ 199 (cerca de R$ 360). Para efeito de comparação, a versão mais barata do iPad 2 nos EUA custa US$ 499 (cerca de R$ 900). “Estamos vendendo produtos premium, mas com preços que não são premium”, disse Jeff Bezos, CEO da Amazon, durante o anúncio. O produto se parece com o PlayBook, tablet lançado pela Research in Motion (RIM), fabricante do BlackBerry.

O produto possui tela de LCD com tecnologia IPS, que deixa as cores mais vivas, e feita com Gorilla Glass, que protege a tela contra riscos. O aparelho suporta multitarefa, então é possível escutar música enquanto usa outros aplicativos.

O modelo, inclusive, virá com uma série de aplicativos de diversos serviços da Amazon pré-instalados, como o Amazon Cloud Drive, serviço de backup de dados na nuvem, Amazon mp3, loja virtual de música, e também a Amazon Android App Store, loja de aplicativos da Amazon para o sistema do Google. Como todo o conteúdo do usuário estará armazenado na nuvem, não será necessário sincronizar o produto com o computador, como acontece no iPad.

Outra novidade do produto é o Amazon Silk, um navegador próprio desenvolvido pela Amazon especialmente para o tablet. De acordo com Bezos, o navegador divide o processamento de páginas de web entre o dispositivo e o servidor que armazena o conteúdo na internet, de modo que as páginas sejam visualizadas mais rapidamente. O Kindle Fire estará disponível a partir de 15 de novembro.

Kindle com tela sensível ao toque

Junto com o novo tablet, a empresa lançou também três novas versão do leitor de livros digitais Kindle. Duas delas, para surpresa de todos, terão tela de 7 polegadas sensível ao toque por meio de infravermelho, mas manterão a tela de e-ink. A primeira versão do novo Kindle Touch, apenas com Wi-Fi, terá preço de US$ 99 (R$ 179).

Haverá também, uma segunda versão, com conexão 3G livre, ou seja, sem ser atrelada com planos de dados de operadoras. Esta versão, segundo Jeff Bezos, CEO da Amazon, funcionará em 100 países. O produto custará US$ 149 (cerca de R$ 270).

Uma terceira versão, para quem não precisa de tela sensível ao toque, também está sendo lançada. Ela custará US$ 79 (cerca de R$ 143). A Amazon começa a pré-venda de todos os produtos hoje, mas eles começarão a ser entregues apenas em 21 de novembro. Todos os produtos permitirão armazenar todos os livros de graça na nuvem, por meio do Amazon Cloud Drive.

Bibliotecas públicas americanas emprestam livros para Kindle

0

Publicado originalmente na Galileu

A Amazon afirmou que mais de 11 mil instituições dos EUA vão disponibilizar gratuitamente livros digitais para o tablet

 A empresa americana Amazon divulgou hoje que mais de 11 mil bibliotecas públicas dos Estados Unidos vão passar a emprestar, a partir desta semana, livros no formato Kindle. E a novidade não está limitada aos que possuem o tablet. Quem tiver um smartphone ou um computador com o aplicativo Kindle instalado, também pode ler os e-books emprestados.

O sistema vai funcionar da seguinte forma: o leitor vai usar o site da própria biblioteca para ver os livros disponíveis. Quando escolher a obra, vai clicar em “Enviar para o Kindle”, e então será redirecionado para o site Amazon.com para o download. Se o usuário não estiver conectado à internet, pode fazer a transferência via USB.

O lado bom de emprestar um livro digital é que as bibliotecas não vão sofrer com danos nas obras. No Kindle, os leitores podem escrever o que quiserem em suas páginas eletrônicas – e essas anotações estarão disponíveis sempre que o mesmo usuário emprestar o próprio título ou se decidir comprá-lo mais tarde.

Go to Top