Canal Pavablog no Youtube

eventos

Cooperifa realiza a 3ª edição do ‘Natal com Livros’

0

Evento acontece no próximo dia 14 no Largo do Piraporinha; serão distribuídos 7.000 livros na quebrada

Integrantes da Cooperifa vão utilizar uma tradicional barraca de feira para expor e distribuir os livros / crédito book_swaping_flickr

Integrantes da Cooperifa vão utilizar uma tradicional barraca de feira para expor e distribuir os livros / crédito book_swaping_flickr

Publicado por Catraca Livre

A 3ª edição da ação cultural “Natal com Livros” vai distribuir 7.000 (adultos e infantis) nas quebradas da zona sul da capital, no próximo domingo, dia 14, a partir das 11h. O evento acontece no Largo de Piraporinha, na altura do nº 1.000 da Estrada do M’Boi Mirim. A iniciativa, realizada pela Cooperifa, é Catraca Livre.

“Resolvemos imitar o tráfico de drogas e vamos dar a primeira dose grátis. Mas a nossa dose é de literatura”, diz o poeta Sérgio Vaz, idealizador da Cooperifa. O objetivo fazer com que os livros cheguem às pessoas para incentivá-las a criar gosto pela leitura. “Resolvemos imitar o tráfico de drogas e vamos dar a primeira dose grátis. Mas a nossa dose é de literatura”, diz Vaz.

Além disso, ao longo da iniciativa os integrantes da Cooperifa vão utilizar uma tradicional barraca de feira para expor e distribuir os livros no Largo de Piraporinha, local de grande movimentação de moradores dos diversos bairros que formam o Jardim Ângela.

SERVIÇO

O QUE
3ª edição do Natal com Livros
QUANTO
Catraca Livre
ONDE
Largo de Piraporinha
Avenida Guarapiranga, altura do nº 1000
Parque Alves de Lima
São Paulo
Dom 14/12 às 11:00

Crianças de Porto Alegre lançam livro sobre temas como amor, família e espiritualidade

0

Quatorze pequenos deixaram seus pensamentos registrados em “O Que Eu Penso aos Cinco Anos?”

Autores do livro "O Que Eu Penso aos 5 Anos?", que será lançado nesta terça-feira na Capital Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Autores do livro “O Que Eu Penso aos 5 Anos?”, que será lançado nesta terça-feira na Capital
Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Luísa Martins, no Zero Hora

A educadora Tatiana Hoffmann faz às crianças uma pergunta que mesmo os adultos têm dificuldade em responder. O que é o amor?

– Amor é o que faz a gente amar – rebate Sofia Dastis, como se fosse a maior obviedade.

Pensamentos como esse, puros na essência, estão reunidos no livro O Que Eu Penso aos Cinco Anos?, um projeto da editora Multifoco que será lançado amanhã, em um evento que só não terá sessão de autógrafos porque os 14 autores ainda não estão completamente alfabetizados: são alunos de 11 escolas infantis de Porto Alegre.

A publicação é a primeira de um projeto ambicioso, que tem o propósito de identificar em que ponto da vida se perde a ingenuidade típica da infância. A editora pretende questionar as crianças sobre os mesmos temas (família, amor, religião, natureza) quando elas tiverem 10 anos. Depois, na adolescência, aos 15. O encerramento será com o livro O Que Eu Penso aos 20 Anos?.

Poetinhas generosos e protetores do planeta

– Vai ser um exemplo muito claro de que as pessoas nascem boas, mas vão se corrompendo com o passar do tempo. Se conseguíssemos preservar a simplicidade da infância, certamente teríamos um mundo mais digno – afirma o diretor regional da Multifoco, Rubens Barros.

A inocência dos pequenos às vezes se transforma até em poesia.

– Cada pessoa tem um tipo de ser – filosofou Letícia Coelho, sem saber a grandeza do que dizia, quando questionada sobre pessoas diferentes.

Gabriel Feijó, que já fez seis anos, deu uma resposta digna de um teórico:

– A gente pode se assustar com o diferente, mas depois fica tudo bem.

Dois dias bastaram para que as pérolas infantis viessem à tona. Como cada criança estuda em uma instituição diferente, o ponto de encontro foi na Escola de Educação Infantil Janelinha, na Zona Norte, onde Tatiana – a professora responsável – estimulou os alunos com desenhos, historinhas e jogos pedagógicos.

– É surpreendente o pensamento associativo que as crianças têm nessa faixa etária – afirma ela.

Victor Teitelbaum, por exemplo, citou um personagem de desenho animado para demonstrar entender que nem todas as famílias são iguais:

– O Nemo (peixinho protagonista de Procurando Nemo, filme da Disney) tem pai e não tem mãe.

O zelo com a natureza foi o ponto de destaque: aos cinco anos, os alunos parecem ter plena certeza de que o planeta precisa de atenção. “Reciclar o lixo”, “não jogar lixo no chão” e “cuidar das plantas” são algumas das expressões que figuraram entre as respostas.

Ainda crianças, ainda bem

Apesar da pouca idade, as crianças tinham consciência de que estavam participando de um projeto literário. Mas bastou um brinquedinho aqui e um livrinho acolá para dispersá-las, abrindo espaço à espontaneidade esperada pela organizadora do livro, a funcionária pública Renata Duarte.

– Queríamos falas genuínas, e não forçadas – explica Renata.

Tudo foi gravado para que, das filmagens, fossem pinçadas as frases mais interessantes. Os pais ficaram em outra sala, para não interferir na desenvoltura dos filhos, cujos sorrisos, muitos deles banguelas, estampam uma autoestima nas alturas.

– O Victor está superempolgado. Não sei se sabe a dimensão do que é lançar um livro, mas entende que não são todas as crianças que podem fazer isso. Ele está orgulhoso do projeto, que está marcando de uma maneira forte essa fase tão especial – afirma sobre o filho a arquiteta Daniele Teitelbaum.

Para a diretora da escola Janelinha, Viviane Roncato, a atividade serviu para que as crianças soubessem que, sim, são pequenas, mas têm voz – e devem expressá-la.

– Foi uma ótima ideia esse livro – grita, animada, Gabriela Recena, também de cinco anos, para reafirmar a tese de Viviane.

Mas não pense que o imaginário das princesas e dos super-heróis, tão comuns nesta idade, ficou de fora do repertório. Quando surgiu a pergunta sobre o sentido da vida – complexa até para os mais estudados –, Victor não teve dúvidas:

– Virar um Power Ranger de verdade.

O evento

-Lançamento do livro O Que Eu Penso aos Cinco Anos? (Multifoco)

-Quando: amanhã, das 18h30min às 20h30min

-Onde: Kids Choice Casa de Festas (Rua Carlos Trein Filho, 1.105, Porto Alegre)

-Preço do livro: R$ 45

Os 14 autores mirins

-Antônio Barcelos

-Arthur Klein

-Beatriz Carmo

-Bernardo Moraes

-Caio Bozouian

-Gabriel Feijó

-Gabriela Recena

-Letícia Coelho

-Luigi Daltrini

-Manuela Maino

-Mathias Kuhn

-Sofia Dastis

-Tarso dos Santos

-Victor Teitelbaum

Detalhe ZH

O projeto lembra o livro Casa das Estrelas: O Universo Contado Pelas Crianças, organizado pelo professor colombiano Javier Naranjo. Ele compilou, ao longo de quase 10 anos, as melhores frases dos alunos – crianças de cinco a 10 anos – do Estado de Antioquía, no leste da Colômbia. O dicionário, que vai de A de água (“Transparência de tomar”) a V de violência (“A parte ruim da paz”), foi o mais vendido da Feira Internacional do Livro de Bogotá, em abril de 2013.

Autora Carolina Maria de Jesus é celebrada em feiras e relançamentos

0
Carolina Maria de Jesus em 1958 na favela do Canindé, às margens do rio Tietê, onde viveu até lançar 'Quarto de Despejo' (foto: Divulgação/Audalio Dantas)

Carolina Maria de Jesus em 1958 na favela do Canindé, às margens do rio Tietê, onde viveu até lançar ‘Quarto de Despejo’ (foto: Divulgação/Audalio Dantas)

Karla Monteiro, na Folha de S.Paulo

Aos 60 anos, a professora Vera Eunice de Jesus Lima está descobrindo, “estupefata”, como ela gosta de dizer, a “força e a poesia” de sua mãe, Carolina Maria de Jesus (1914-1977).

Até então, Vera se via apenas como personagem de uma fábula de miséria e glória, que começa em 1958, na favela do Canindé, nos arredores do estádio da Portuguesa, em São Paulo, e termina silenciosa em um sítio em Parelheiros, zona sul da cidade.

“Não tinha dimensão da importância dela. Só agora, com este rebuliço, é que fui reler tudo o que ela escreveu. É como se eu estivesse conhecendo a minha mãe agora”, diz, sentada na sala do apartamento de dois quartos, em condomínio de Interlagos.

O “rebuliço” tem razão de ser: uma série de eventos marcam o centenário da escritora negra, favelada, semianalfabeta, nome acidental e revolucionário da literatura brasileira, que desapareceu das estantes das livrarias.

Carolina Maria de Jesus será a homenageada da edição deste ano da Flink Sampa, festival de literatura negra que acontece neste sábado (22) e domingo (23), no Memorial da América Latina. Haverá o relançamento de dois de seus livros: “Quarto de Despejo” (Ática, 200 págs., R$ 34,90) e “Diário de Bitita” (Sesi-SP, 216 págs., preço a definir).

Ela é também a homenageada da Balada Literária, com eventos que vão até domingo em SP. E no Rio, foi a estrela da Flupp (Festa Literária Internacional das Periferias), na semana passada.

Na segunda (17), foi lançado, na Câmara Municipal de SP, o livro “Onde Estaes Felicidade?”, com dois contos inéditos e apoio do MinC.

“Para o grande público, é um resgate de Carolina”, diz Uelinton Farias Alves, professor de literatura brasileira da Universidade Zumbi dos Palmares e curador da Flink.

“Hoje há muitos autores de periferia, como o Paulo Lins. Ela é a precursora. Abriu um precedente na literatura”.

CONFIRA DESTAQUES DA FLINK SAMPA

Sábado (22)

14h – Mesa Carolina Maria de Jesus, com Audálio Dantas, Vera Eunice e Elzira Perpétua

16h – Conversa com as misses negras Deise Nunes, Yitayish Ayenew (Israel) e Leila Lopes (Angola) e Paulo Borges

Domingo (23)

14h – Lançamento do livro “O Leito do Silêncio”, da escritora angolana Isabel Ferreira

16h – Palestra com a ativista Graça Machel, viúva de Nelson Mandela, em defesa das mulheres e crianças

FLINKSAMPA
QUANDO sab. (22) e dom. (23), das 9h às 19h
ONDE Memorial da América Latina, av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda, tel. (11) 3823-4600
QUANTO grátis
CLASSIFICAÇÃO livre

 

Evento: VIII Encontro de Blogs de Letras

0

Carla Adrielle, no Depois que eu mudei

A companhia dos livros dispensa com grande vantagem a dos homens.
_Marquês de Maricá

blogs de letras

Vamos falar de coisa boa?

Pois bem, sábado (08/11) eu estive presente no VIII Encontro de Blogs de Letras, organizado pela Cassia Carrenho e Sérgio Pavarini.

Em todos os encontros sempre tem uma editora convidada disposta a nos ensinar tudo sobre a parte editorial, marketing entre outros assuntos que surgem a partir do bate papo. É uma forma de todos terem uma maior proximidade com a editora. Bom, dessa vez tivemos o privilégio de celebrar os 100 anos da Editora Saraiva juntamente com o selo Benvirá (2010) que teve maior destaque nesse evento, com a participação especial das duas editoras Débora Guterman e Paula Carvalho, ambas são editoras de ficção e não ficção da Saraiva (selo Benvirá).

A conversa foi sobre a Benvirá, além de conhecermos um pouco mais sobre os últimos lançamentos – que por sinal estão imperdíveis- entre eles, o livro “Um Sorriso ou Dois” do blogueiro e publicitário Frederico Elboni, sucesso nas redes sociais com o Entenda os Homens.

Depois de aprender muito e conhecer todos os últimos lançamentos, fomos apresentado ao autor e jornalista Klester Cavalcanti (Dias de Inferno na Síria), ele foi premiado por 3 vezes (2005, 2007 e 2013) com o prêmio mais respeitado do meio da literatura, o prêmio Jabuti de Literatura. Ele também atuou em diversos segmentos jornalístico como revistas famosas como a Veja e IstoÉ Gente, entre outros. Mas não para por aí, Klester também ganhou vários prêmios de Jornalismo no Brasil e no Exterior. Indormível.

dias de inferno na siria

Foi um grande privilégio, pelo menos pra mim, poder ouvir e imaginar todo o cenário devastador pelo qual o Klester passou na Síria, ele conversou conosco cerca de uma hora sobre tudo que vivenciou em um país onde o que se ver é guerra e destruição, além de compartilhar conosco as torturas sofridas durante aquele período de “futuro incerto”. Resumindo foi um bate papo surpreendente onde tiramos grandes lições, entre elas, a de jamais desisti de um sonho, mesmo que ele pareça impossível,pois o Klester não desistiu nem por um minuto. Sem duvida ele é um grande repórter não apenas pela sua coragem, mas principalmente pelo seu amor a profissão – dava para perceber o tamanho da sua gratidão a todos que fizeram parte dessa sua história – , ele foi racional nos momentos de sofrimento, conseguiu segurar a emoção, e se manteve sempre confiante, mesmo sob forte opressão. Isso é admirável, se não um dom que pouquíssimas pessoas possuem na vida. A história dele daria um belo filme,com cenas fortes porém reais sobre a triste realidade que mata todos os dias jovens, idosos, mulheres e crianças em uma guerra sem fundamento que não seja a morte e a tomada do poder.

autografo

Como em todos os eventos do Blogs de Letras, todos os blogueiros são surpreendidos com um kit maravilhoso da editora convidada. Nesse encontro não foi diferente, celebrando os 100 anos de Saraiva, nós, leitores é que recebemos um lindo presente contendo seis livros, entre eles “Dias De Inferno Na Síria”, 2 botons, um bloquinho de anotações e uma caneta exclusiva.

“É lendo que agente cresce, e aprende. Pessoas como eu, tímida, com poucos amigos, descobriu, meio que sem querer e sozinha a magia por de trás dos livros. Nunca mais poderei dizer que conheci a solidão, pois agora os livros não me permiti se sentir só, a cada página aberta um novo mundo surge pra mim, a cada personagem descoberto desde o meu preferido até o vilão, me redescubro uma nova mulher,cheia de coragem, entre risos e lagrimas e assim vou reescrevendo minha história, com os livros, transmitindo essa lição para a minha filha que desde já demonstra grande interesse e curiosidade pelos livros (motivo de orgulho e sensação de dever quase cumprido). Eu desejo ser referencia para ela (já que não tive esse mesmo incentivo dos meus pais), hoje me dedico a ensina-la sobre como os livros pode ser o seu melhor amigo e a força que eles tem de nos movimentar interna e externamente.”

kit blogs de letras

Como sempre tivemos a gincana literária que consiste em grupos de até 5 pessoas, e o desafio nos é lançado, são feitas algumas perguntas valendo pontos, dessa forma o grupo que obtiver mais acertos ganha um prêmio surpresa… No fim, eu e meu grupo ganhamos um prêmio tão incrível que nenhum de nós acreditamos, cada um levou um LEV (leitor de livro digital) de presente!

lev

Por fim, deixou aqui, mais uma vez, a minha gratidão a “tia” Cassia e ao “tio” Sérgio, são pessoas que de alguma forma acreditaram/acreditam em mim. Talvez vocês dois não saibam, talvez pela minha grande e chata, timidez que me bloqueia há tanto tempo, me impedindo de vivenciar muitas outras coisas e oportunidades bacanas como os nossos encontros, mas espero que saibam que estar presente em quase todos os nossos encontros tem me feito muito bem, e que bom que eu encontrei vocês, as pessoas que me propuseram muito mais que um simples encontro, vocês me ensinaram que para ler basta querer,abrir um livro e se deixar levar ou mais que isso, para estar entre os que amam os livros não existe uma ponte que nos separa, não,muito pelo contrário. Também me ensinaram que não tem essa de o melhor leitor ou pior, existe sim, pessoas dispostas a se conhecerem a dividirem experiências.

Nos encontros conheci pessoas de todos os tipos, todos com um único objetivo: ler por amor, não por obrigação. E nesse espaço democrático que é os nossos encontros descobrir que existem pessoas que leem mais de pressa, outros nem tanto, mas no fim somos todos iguais lutando pelo mesmo objetivo; levar a leitura o mais longe possível fazer com que as pessoas se apaixonem pelo mesmo elo que nos liga, os livros.

Para quem quiser conhecer mais sobre os encontros é só curtir a fanpage clicando Aqui, e se você deseja fazer parte dos encontros, é só ficar atento nas redes sociais do evento, pois todo mês a equipe organizadora divulga um formulário com as instruções para participação. Se você é, em especial, um blogueiro literário tem grande chance de conseguir participar.

Eventos Literários: VI, VII e VIII Encontros de Blogs de Letras

0

Camila, no Leitora Compulsiva

Olá, pessoal.
Hoje estou aqui para contar para vocês um pouquinho do que rolou nos últimos três Encontros de Blogs de Letras, que rolaram nos dias 15/08, 07/10 e 08/11 respectivamente. Eu bem que pretendia ter feito um post para cada um dos encontros, mas esse ano tem sido bem complicado para mim e estou com a maior dificuldade de montar os posts especiais aqui para o blog. Até tenho conseguido ler bastantes, mas quando vou sentar aqui para postar, alguma coisa acontece e acabo me enrolando!!

blogs-de-letras

Para quem ainda não conhece, os Encontros de Blogs de Letras são promovidos pelo pessoal do Publishnews – em especial a Cássia Carrenho – e conta com apoio do Sérgio Paravini, do Pavablog. O intuito desses encontros é promover uma aproximação dos blogueiros literários e as editoras. Cada encontro tem uma editora como patrocinadora. O pessoal da editora comparece, fala sobre o trabalho que realizam e dão a oportunidade de tirarmos dúvidas. As editoras que já participaram dos encontros são, respectivamente: Record, V&R, Única, Gutenberg, SESI-SP Editora, Ediouro, Kobo e E-Galáxia, Saraiva.

Vou tentar resumir tudo o que rolou nesses últimos encontros, para vocês perceberem porque é que acho que esse é o melhor evento literário que rola aqui em São Paulo! rs…

VI Encontro de Blogs de Letras – 15/08/2014

No mês de agosto desse ano rolou o VI Encontro de Blogs de Letras, com participação do pessoal do Grupo Ediouro. O encontro aconteceu no espaço de eventos da Fnac de Pinheiros e teve início com um bate-papo super bacana, mediado pelo Sérgio Pavarini, que levantou questões relacionadas aos blogs literários e sua relação com as editoras. Esse bate-papo foi uma espécie de preparação para os encontros especiais que aconteceram na Bienal do Livro!! Uma coisa super bacana desses encontros é que ele reúne blogueiros literários das mais diversas gerações e com mais ou menos tempo de blog. Assim temos uma grande oportunidade de trocar experiências!

blogs-de-letras-VI

O encontro ainda teve a participação de Carolina Chagas, a editora executiva da Ediouro. Tivemos a oportunidade de conhecer mais sobre o trabalho que é feito pela Ediouro e sobre sua história. Foi bacana lembrar de quantos livros da minha infância foram editados por eles! rs… Aproveitamos também para tirar muitas dúvidas sobre séries em andamento ou até sobre aquelas que foram canceladas. Uma coisa super bacana que rola nesses encontros é ainda a possibilidade de dirigirmos nossas críticas diretamente para o pessoal das editoras e aproveitamos esse encontro com a Carolina Chagas para reclamar de algumas capas de séries! rs…

blogs de letras

Diferentemente do que aconteceu nos outros eventos, dessa vez tivemos como tema do encontro o livro “A Bibliotecária de Auschwitz”, do autor Antonio G. Iturbe. O livro foi lançado pelo selo Agir, que pertence ao Grupo Ediouro. O livro foi apresentado aos blogueiros e ficamos todos muito curiosos! Com certeza trata-se de uma história emocionante e um livro que vale a pena ser lido.

A gincana foi super divertida e o pessoal soltou a criatividade para “vender” o livro. O grupo vencedor foi premiado com um vale-presente da Fnac!!

Todos os participantes receberam um exemplar do livro juntamente com um apoio de livros em forma de mãos que é muito bacana!! Em breve pretendo fazer a resenha do livro por aqui e quem sabe até uma promoção!!!

a bibliotecaria de auschwitz

Para conferir todas as fotos do evento, basta clicar AQUI!

VII Encontro de Blogs de Letras – 07/10/2014

blogs de letras  - VII

Depois de uma pausa no mês de setembro em razão dos eventos especiais da Bienal do Livro, em outubro aconteceu o VI Encontro de Blogs de Letras, que contou com a participação de Tiago Ferro, editor e um dos idealizadores do site E-Galáxia e de Beatriz Simonini, da empresa Kobo. O tema desse encontro foram os livros digitais. O encontro aconteceu no espaço de eventos da Livraria Martins fontes e contou com a participação de blogueiros já conhecidos e de pessoas que estavam participando pela primeira vez!

O formato foi um pouco diferente, mas foi um super evento. Confesso que sou suspeita porque adoro livros digitais e toda oportunidade que tenho de aprender mais sobre eles é ótima!

Tivemos início com a tradicional apresentação. Cada blogueiro se apresentou, disse o nome do blog e falou um pouco a respeito do último livro que tinha lido. Nessas horas sempre pego o meu bloquinho e anoto várias dicas! rs… É super bacana ver como o gosto literário do pessoal é diferente.

Tem gente que prefere os clássicos, os mais filosóficos, as biografias, os de jornalismos e também aqueles que curtem livros mais comerciais (como é o meu caso!)

encontro blogs de letras

Depois tivemos um bate-papo super interessante com Tiago Ferro, que falou sobre os livros digitais aqui no Brasil e sobre os principais desafios a ser enfrentados. Ele nos apresentou o E-Galáxia e falou sobre o funcionamento do site, que tem o intuito de interligar os mais diversos profissionais do mercado literário. Os profissionais se cadastram no site e colocam seus serviço à disposição dos autores, que podem escolher quem vai trabalhar em seus projetos.

evento blogs de letras

producao do livro

*Imagem retirada do site http://www.e-galaxia.com.br/

Tivemos ainda um bate-papo super interessante com a Beatriz Simonini, da empresa Kobo. Além de super simpática, Beatriz mostrou que conhece muito sobre e-books e sobre o trabalho feito pela empresa que trabalha. Coube à ela tentar responder as perguntas mais técnicas dos blogueiros. Muitos ainda tem dúvidas em relação à experiência de leitura, já outros, usuários mais antigos como eu, aproveitaram para questionar algumas coisas como por exemplo como são estabelecidos os preços dos e-books em comparação aos livros físicos! Foi uma discussão muito interessante e instrutiva.

20141007_195034[1]

Dessa vez não tivemos a tradicional gincana, mas o pessoal da Kobo mandou dois aparelhos para serem sorteados e adivinhem só?! Fui uma das contempladas e voltei para casa com um Kobo Glo lindo! Eu tinha rascunhado esse texto com as minhas primeiras impressões sobre o aparelho, mas resolvi que vou fazer um post à parte sobre ele!!

camila - evento blogs de letras

Para conferir todas as fotos do evento, basta clicar AQUI!

VIII Encontro de Blogs de Letras – 08/11/2014

Para terminar o post, finalmente chegamos ao VIII Encontro de Blogs de Letras, que rolou nesse último sábado e contou com o apoio da Editora Saraiva! O evento aconteceu no auditório do prédio da Editora, que fica no bairro de Pinheiros em São Paulo. Cheguei ao evento acompanhada das blogueiras Milena Cherubim – do blog Memories of The Angel – e Daniele Vintecinco – do blog Vintecinco Devaneios e logo encontramos outros blogueiros queridos! O auditório estava todo preparado para nos receber e kits da Editora Saraiva contendo livros foram dispostos nos lugares de todos os participantes!

blogueiras

No início do evento tivemos a apresentação de todos, que ainda responderam à pergunta: “Qual o seu livro favorito deste ano?” Mais uma vez peguei o meu bloquinho e anotei várias dicas! rs…

Na sequência tivemos um bate-papo com Debora Guterman e Paula Carvalho, editoras de ficção e não ficção do Selo Benvirá. As duas editoras falaram um pouco sobre a história da Saraiva e do Selo Benvirá. Foi bacana saber mais sobre a criação do selo e sobre o catálogo deles! Tenho pouquíssimos livros da Benvirá na estante, mas descobri que eles tem livros bem legais! Vou procurar dar mais atenção aos livros deles quando for escolher livros novos.

encontro blogs de letras VIII

Após o bate-papo rolou a gincana, que voltou nesse evento com força total. Achei as perguntas bem difíceis (confesso!!). Preciso aprender a estudar mais antes dos encontros!! rs… Tive a impressão que não sabia nada do que eles estavam falando e só pude ajudar o meu grupo com apoio moral!! rs… Pelo menos conseguimos fazer 5 pontos!! rs…

Enquanto a apuração dos pontos da gincana era feita, a Cássia chamou ao “palco” Klester Cavalcanti, jornalista recifense de 43 anos que já trabalhou em alguns dos maiores veículos de comunicação do Brasil, entre eles Veja, Viagem e Turismo, Vip, Estadão e IstoÉ. Klester já recebeu prêmios internacionais, como o de Melhor Reportagem Ambiental da América do Sul, conferido pela agência Reuters e pela ICUN (International Union for Conservation of Nature, ou União Mundial para a Natureza) e o Natali Prize, o mais importante prêmio de Jornalismo de Direitos Humanos do mundo. Já foi agraciado, também, com o Prêmio Vladimir Herzog de Direitos Humanos e com o Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo.

klester cavalcanti

Ele é autor dos livros Direto da Selva, Viúvas da Terra, O Nome da Morte e Dias de Inferno na Síria. Este último livro é um dos lançamentos da Benvirá e foi sobre ele que o autor conversou com todo mundo. Klester contou um pouco sobre sua experiência na viagem que fez à Síria. Seu objetivo era captar o lado humano da guerra, deixando um pouco de lado os números!

encontro blogs de letras

Ficamos completamente hipnotizados pela narrativa do autor, que passou por situações aflitivas e correu muitos riscos. Ele enfrentou muitos problemas com a polícia e chegou inclusive a ser preso! Todas essas experiências estão retratadas no livro do autor. O melhor de tudo é que todos os participantes ganharam um exemplar do livro e saímos de lá com ele autografado!! Apesar de não ser chegada em não-ficção, estou completamente doida para ler esse livro!!!

Depois desse super depoimento do autor, só restava dar o resultado da gincana!! E os 5 integrantes do grupo vencedor foram presenteados com um LEV, o leitor digital da Saraiva!! Demais, não?! Fiquei super feliz, mesmo não fazendo parte do grupo, porque sei que quem ganhou o aparelho vai fazer um excelente uso!! A Milena, do Memories of the Angel, foi uma das vencedoras e já avisou que vai me deixar brincar um pouco com o aparelho dela para contar mais sobre ele para vocês! rs…

Para conferir todas as fotos do evento, basta clicar AQUI!

Enfim… Esse foi um resuminho do que rolou nos três encontros e espero que vocês tenham gostado. Esse é um dos melhores eventos literários que rola aqui em São Paulo porque não tem gritaria, não tem disputa de egos e ninguém tenta parecer melhor do que ninguém! Tudo é muito organizado e é necessário ter a inscrição aprovada para participar, o que faz com que só quem está mesmo interessado aparece! São eventos maduros, com discussões válidas sobre o mercado literário. Aos trinta e dois anos, fico um pouco cansada de ir a eventos onde tudo o que eu escuto é que o personagem é gatinho e que os leitores são team fulano ou team sicrano! rs…

Go to Top