Canal Pavablog no Youtube

listas

8 livros brasileiros que vão mudar a sua vida

0
(Foto: flickr - creative commons / Juan Carlos Mejía)

(Foto: flickr – creative commons / Juan Carlos Mejía)

Publicado na Galileu

Pedimos aos nossos leitores, através das redes sociais, recomendações de livros escritos por autores brasileiros. Mas livros especiais, que haviam mudado a vida das pessoas e que eles recomendavam. Confira aqui algumas das melhores indicações:

Senhora – José de Alencar (por Aline Goulart)

“Me fez ver como ‘amor e ódio andam juntos’, e como o pódio da vingança depois de alcançada não resta nada além da solidão. Fora que é digno de filme estilo Hollywood”

Meu pé de laranja lima – José Mauro de Vasconcelos (por Rita Burnatowiski)

“O primeiro que li e que me despertou para esse universo maravilhoso”

Memórias Póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis ( por Will Conserva)

“Simplesmente me fez ver a vida de uma perspectiva que eu jamais vi, me inspira como compositor, nas minhas tentativas de ser escritor. Machado de Assis foi um ser humano fantástico”

O Alienista – Machado de Assis (por Patrick Castilho)

“Porque faz uma reflexão sobre os hábitos e costumes que temos como ‘normais’. Estes que usamos como parâmetros para julgar as outras culturas como exóticas, loucas e bárbaras”

Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres – Clarice Lispector (por Clarissa Olivares)

Identificação resume. Além de amar o mar – presença forte na obra da Clarice -, a narrativa poética (ainda que em prosa) da autora me encanta. Destaque para o trecho: “Aí estava o mar, a mais ininteligível das existências não-humanas. E ali estava a mulher, de pé, o mais ininteligível dos seres vivos.(…)” até “(…) O sal, o iodo, tudo líquido deixam-na por uns instantes cega, toda escorrendo – espantada de pé, fertilizada.”(pág. 91/92)

Grande sertão: veredas – Guimarães Rosa (também por Clarissa Olivares)

Fiquei pensando em “Guimarês” por uns 20 dias (rs), pela narrativa cheia de neologismos que coloca o leitor ainda mais dentro do universo do sertão. Ainda trago comigo vários trechos. Destaco este: “O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem”

Capitães da areia – Jorge Amado (por Mayara Freitas)

Mudou minha vida porque foi através dele que despertei para o hábito da leitura.

Éramos Seis – Maria José Dupré (por Valéria Lisboa)

Li, menina, pequena, e me encantei com aquele mundo caseiro, a Avenida Angélica, a São Paulo antiga, a família, o amor da Dona Lola e a sua abnegação pelos filhos…Li e reli. Inúmeras vezes. Sinto saudade da menina que fui e das histórias em que acreditei, piamente, durante a minha primeira infância. Tudo tão pueril! E tão mais bonito…

20 livros para ler antes de abrir seu próprio negócio

0
Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

Abrir um seu próprio empreendimento exige muita motivação e coragem. Veja lista com 20 livros que podem ajudar

Publicado no Universia Brasil

Começar um próprio negócio requer muita dedicação e preparo. Portanto, estar pronto para encarar desafios é essencial na vida de qualquer empreendedor. Muitos dos grandes empresários não têm formação universitária e muitas vezes seguiram por trilhas difíceis. Nada melhor do que aprender com aquelas que já estiveram na situação que você se encontra agora. Selecionamos 20 livros que te ajudarão a dar o passo inicial. Confira:

1. Will it fly?, de Thomas K. McKnight
A primeira questão levantada por aqueles que decidem abrir seu próprio negocio é “será que dará certo?”. Para fazer seu negócio decolar, McKnight escreveu o livro “Will it fly?”, em tradução literal “vai voar?” com 44 capítulos de dicas pessoais e profissionais para quem quer ter sucesso como empreendedor.

2. Sorte ou talento, de Bo Peabody
Ser bem-sucedido é uma questão de sorte ou talento? Esta é a questão levantada por Bo Peabody em seu livro, que visa ajudar aqueles que querem abrir seu próprio negócio mas não sabem exatamente como. O autor defende que os dois conceitos caminham lado a lado, já que é preciso ser experto o suficiente para perceber o momento em que a pessoa está tendo sorte para seguir avançando.

3. The Fire Starter Sessions, de Danielle LaPorte
Se você ainda não teve coragem de dar o primeiro passo para abrir seu negócio, o texto de LaPorte é o impulso que esta lhe faltando. Cheio frases motivacionais, o livro conta com 16 sessões que ajudaram a iniciar a nova etapa.

4. Consultor de Ouro, de Alan Weiss
Considerado a “bíblia” dos empreendedores, o livro de Weiss ajuda os empresários a colocarem conceitos na prática: dicas de como montar seu escritório e até o modo mais eficiente de distribuir funções estão descritos no texto que deu ao autor o titulo de “Estrela dos negócios”.

5. Start Run & Grow a Successful Small Business, de Toolkit Media Group
O passo a passo para montar seu pequeno negócio esta no livro de Toolkit Media Group, que ensina técnicas de planejamento e estudo de mercado entre outros recursos necessários para sobreviver no meio.

6. O Executivo Descalço, de Carrie Wilkerson
Se sua ideia é iniciar um projeto em casa ou online, este livro é para você. A história de Wilkerson, unida aos métodos utilizados pelo autor para estabelecer sua própria fonte de renda servem como norte a todos que desejam seguir pelas mesmas trilhas que ele.

7. The Business Start-Up Kit, de Steven D. Strauss
Em tradução literal “O kit para começar negócios”, foi escrito por Strauss, colunista no site USAToday.com e uma das maiores autoridades norte-americanas sobre pequenos negócios. Além de dicas e métodos, o livro serve como grande apoio a aqueles que desejam iniciar seu próprio negócio.

8. Start Your Own Business, de Rieva Lesonsky
Junto aos editores da revista Entrepreneur, Lesonsky escreveu um livro sobre as primeiras iniciativas a serem tomadas por aqueles que desejam começar seu próprio negócio. Com mais de 200 mil cópias vendidas, o livro tem o slogan a promessa “O único livro de iniciação que você precisará – isso porque seu negócio dará certo!

9. A arte do começo, de Guy Kawasaki
Com dicas que vão desde como economizar dinheiro até como motivar sua equipe, o livro de Kawasaki é um manual para iniciantes no empreendedorismo que auxiliará a todos que resolverem se arriscar nos negócios.

10. Escape da Nação dos Cubículos, de Pamela Slim
Guia e motivação são palavras chaves para descrever “Escape da nação dos cubículos”. O livro foi escrito para aqueles que, embora estejam no escritório e trabalhando para um chefe, sonham em começar seu próprio negócio. Nele, Slim dá dicas de como atrair clientes e manter-se no mercado de trabalho.

11. Guia Prático de Planejamento de Negócios, de David H. Bangs Jr.
Bangs Jr., banqueiro e empresário, escreveu o guia visando ajudar todos que são iniciantes no mundo dos negócios. Modos de encarar oportunidades a adversidades, como analisar possíveis fraquezas e pontos fortes dentro do próprio negócio, além de analise de (mais…)

8 livros pouco conhecidos que todo administrador deve ler

0

noticia_102583

Acrescente essas indicações à lista de leitura e aproveite as dicas

Marcela Agra, no Administradores

Livros são instrumentos valiosos para o nosso crescimento pessoal e profissional. Todo empreendedor busca histórias inspiradoras ou biografias de pessoas que admira para se manter motivado. Além desses, obras de estudiosos e pensadores como Peter Drucker, por exemplo, sempre serão relevantes para a formação educacional e profissional de qualquer administrador.

A questão é que, muitas vezes, os mesmos livros são continuamente indicados nas universidades, MBAs e rodas de conversas entre empreendedores. É difícil encontrar obras não tão conhecidas e que ainda assim tenham o que acrescentar. Pensando em fugir das indicações batidas, agrupamos aqui oito livros pouco conhecidos que trazem lições práticas e que todo administrador deve ler.

Confira a lista abaixo, anote as dicas e boa leitura!

Google – A Biografia

Steven Levy, autor desse livro, é um jornalista que escreve sobre computadores, tecnologia, segurança de dados, criptografia, Internet, cibersegurança etc. É o principal contribuidor em tecnologia do Newsweek, atuando como editor sênior do jornal. Como sempre escreveu sobre o tema, Levy oferece oferece insight diferenciado sobre o Google neste livro. Ele teve acesso sem precedentes à empresa, e, de dentro do escritório batizado como Googleplex, conta com detalhes como funciona uma das gigantes mundiais da tecnologia.

A loja de tudo – Jeff Bezos e a era da Amazon

A Amazon foi pioneira na comercialização de livros na internet. Mas não parou por aí. Hoje, a empresa é de fato “a loja de tudo”, como diz o título desse livro e, mesmo sendo um dos maiores e-commerces do mundo, é conhecida também pela incomparável forma de atender o cliente. O jornalista Brad Stone conta nesse livro o que aprendeu acompanhando funcionários e executivos da empresa de perto, bem como também amigos e familiares de Jeff Bezos, fundador da Amazon.

Nelson Mandela: Uma entrevista com ensinamentos

É inegável que a vida de Mandela é exemplar. Lições de sua história são utéis a qualquer pessoa que deseja exercer papel de liderança. Esse livro simula uma entrevista com Nelson Mandela, depois de sua morte. As questões colocadas na obra são respondidas com falas e escritos verídicos do ativista, e são categorizadas por temas, para facilitar a vida do leitor.
Briga de cachorro grande: como a Apple e o Google foram à guerra e começaram uma revolução

Duas empresas “rivais” impulsionaram o mundo a mudar. A busca de Google e Apple por bater a competição no campo dos dispositivos móveis levou cada uma das marcas a investir em formas de se tornarem as melhores do mercado. O jornalista Fred Vogelstein acompanhou essa “briga de titãs” desde o início, lá nos primeiros anos do milênio. Nesse livro ele relata histórias sobre espionagem corporativa, acusações de plágio, acordos controversos e processos judiciais que envolvem as duas empresas e a forma como elas vêm se confrontando para dominar a forma como consumimos informação.

Minhas Invenções – A autobiografia de Nikola Tesla

Tesla foi um dos inventores de maior relevância para a evolução da eletricidade. Essa autobiografia breve do engenheiro eletricista mostra como suas obras – experimentos e teoria – revolucionaram a história, influenciando grandemente nossos sistemas contemporâneos de eletricidade.
Criatividade S.A.: Superando as forças invisíveis que ficam no caminho da verdadeira inspiração

Escrita por Ed Catmull, um dos fundadores da Pixar Animation Studios – e seu atual CEO -, a obra é um relato da trajetória de sucesso (e fracassos) do estúdio de animação mais relevante de sua área atualmente. No livro ele leva o leitor para as salas de reuniões da empresa, onde acontecessem as sessões de brainstorm, e fornece insights poderosos sobre criatividade, como reconhecer boas ideias e desenvolvê-las e outros aspectos. Como CEO, Catmull compartilha também os desafios e estratégias para gerir uma das empresas criativas de maior sucesso no mundo.

Como o Google funciona

Mais um sobre o Google. Nesse livro, Eric Schmidt e Jonathan Rosenberg elencam lições de negócios que consideram valiosas quanto ao funcionamento do Google e a forma como a empresa é gerenciada. Temas como estratégia, cultura corporativa, tomada de decisões, contratação de funcionários e capacidade de adaptação e inovação são abordados na obra. O que fez dessa marca a gigante global que ela é hoje? Os relatos dos bastidores mostram como o Google manteve o espírito de inovação ao longo dos anos, alcançando a posição de lider de mercado que ocupa hoje.

Eu, S.A.: Construa um exército de um homem só, liberte seu deus interior (do rock) e vença na vida e nos negócios

O astro da banda Kiss é um mestre do branding. Com mais de 100 milhões de álbuns vendidos, a banda de rock manteve sua identidade ao longo dos anos e construiu de fato uma marca. São bonecos, quadrinhos, itens de vestuário, jogos, filmes, todos originados nas personas criadas para sustentar a imagem da banda. No livro, Simmons oferece a empreendedores e aspirantes algumas ferramentas que considera essenciais para se chegar no topo, os seus “13 passos para o sucesso”.

25 livros que todo universitário deve ler

0

livros-todo-universitario-deve-ler-noticias

Alguns livros são eternizados por seus ensinamentos e histórias. Confira 25 títulos que todo estudante na universidade deve ler

Publicado na Universia Brasil

O hábito de leitura está novamente sendo difundido em meio aos universitários. Além de aumentar vocabulário, mostrar uma realidade diferente ao leitor, melhorar sua escrita e ajudar na compreensão de matérias acadêmicas e do mundo, os livros também se tornaram um meio de interação social. Preparamos uma lista com 25 livros que todo aluno na faculdade deveria ler para abrir um novo mundo de oportunidades. Confira:

1. Liberdade de Jonathan Franzen
O livro fala sobre o triangulo amoroso vivido por três alunos, que se vêem diante da questão: seguir o coração ou a razão? Quando colocados diante da decisão de preservar uma amizade duradoura ou arriscar tudo em nome do amor, os amigos não sabem qual rumo devem seguir. O dilema é enfrentado por muitos jovens, que podem se sentir inspirado pela leitura .

2. Este Lado do Paraíso de F. Scott Fitzgerald
Após sua formatura, o ex-universitário se vê perdido e não sabe exatamente o rumo que sua vida esta tomando, nem o que deve fazer daquele momento em diante. Este conflito também e vivido por ex- alunos de faculdades, que depois de formados não sabem quais trilhas devem seguir.

3. Norwegian Wood de Haruki Murakami
O significado e importância da amizade e amor verdadeiro são os principais temas deste livro emocionante, que ensina a valorizar os bens mais preciosos que temos: as pessoas que estão ao nosso redor e nos apóiam.

4.1984 de George Orwell
Em uma sociedade de grandes e fortes relações de poder, onde o estado tem controle sobre tudo, alguns jovens questionam e enfrentam influentes a fim de expor suas opiniões. Você arriscaria sua liberdade para isso?

5. Crime e Castigo de Fyodor Dostoyevsky
Após matar um penhorista, o jovem Raskolnikov tenta encontrar sua verdadeira essência e busca incessantemente justificar sua atitude e seu lugar na vida. O livro faz refletir sobre os valores que cada um traz dentro de si e mostra que toda ação tem uma reação.

6. Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley
Considerada uma “utopia negativa” pelo próprio autor, o livro narra a história de um mundo futuro, onde a felicidade é valorizada e a individualidade não. Assim, as personagens seguem um padrão de vida e é estabelecido o questionamento: É possível ser feliz sendo como os outros?

7. Cem anos de solidão de Gabriel Garcia Marquez
O livro mostra o quão importante é ter apoio externo para viver uma vida de maneira otimista. Além disso, é possível ver como a solidão é capaz de destruir e dominar tudo ao nosso redor.

8. O Grande Gatsby de F. Scott Fitzgerald
O romance, que acontece durante a primeira Guerra Mundial, mostra como jovens devem acreditar em sua própria capacidade, expondo que eles podem realizar grandes feitos. Além disso, o livro mostra a impossibilidade de refazer algo errado do passado e expõe a importância de amigos verdadeiros.

9. Lolita de Vladamir Nobokov
Compreensão, amor, perdão e sacrifício são algumas das lições passadas pelo livro polêmico, que narra a história do amor proibido entre um homem de meia idade e Lolita, uma ninfeta de 12 anos.

10. Adeus as armas de Ernest Hemingway
O desgaste emocional e físico vivido por jovens rapazes durante a primeira guerra mundial é ainda maior devido ao pouco contato deles com o amor, além da pouca fé no futuro. O romance faz refletir sobre importância do afeto para construção pessoal.

11. As Vinhas da Ira de John Steinbeck
Durante a crise nos Estados Unidos, uma família muda-se para Califórnia a fim de encontrar uma vida melhor. A importância do amor, das amizades, da família e do apoio são destacadas no texto.

12. O Mestre e a Margarida de Mikhail Bulgakov
A trama narra a chegada do diabo a Moscou na década de 20, e trata da luta entre o bem e o mal entro outros temas paradoxos, fazendo refletir como o lado ruim podem ser mais honesto do que a sociedade e regimes políticos.

13. A Cabana do Tio Tom de Harriet Beecher Stowe
Entre elogios e críticas, o romance de Stowe acontece em um período controverso na sociedade norte-americana e, por isso, ensina a compreender valores e princípios da nação estaduniense.

14. O Estrangeiro de Albert Camus
As indiferenças do universo unidas ao livre arbítrio e a intuição podem gerar uma grande mudança na vida dos jovens. A história narra a vida de um assassino que não se sente culpado pelo crime que comete até o momento em que observa os absurdos do mundo que o cerca.

15. A Arte da Felicidade de Dalai Lama
As respostas de Dalai Lama durante entrevistas podem ajudar as pessoas a entenderem o verdadeiro significado do amor e como buscar a felicidade na vida.

16. Fausto de Johann von Goethe
A aposta entre Deus e Mefistófeles pela conquista da alma de Fausto torna-se uma jornada de desafios por sua liberdade. A narrativa mostra a diferença entre mal e o bem, ambos presentes do dia a dia de qualquer universitário – e pessoa – diariamente.

(mais…)

Livros de colorir: entenda fenômeno em 10 cifras impressionantes

0

G1 lista números do filão que está ‘salvando’ o mercado editorial em 2015.
Obras já venderam R$ 25 milhões e influenciaram vendas de lápis de cor.

Os seis lviros para colorir mais vendidos de 2015 até aqui (Foto: Divulgação)

Os seis lviros para colorir mais vendidos de 2015 até aqui (Foto: Divulgação)

Cauê Muraro, no G1

Chamam-se “jardineiros” os salvadores do mercado editorial brasileiro em 2015. Não precisam ler uma linha sequer: as ferramentas são estojos de lápis de cor. O apelido é referência ao grande best-seller do ano no país: “Jardim secreto”, da escocesa Johanna Basford. A obra encabeça o atual acontecimento literário do país – livros de colorir para adultos. O G1 consultou editoras e analistas de mercado e separou dez cifras impressionantes que explicam o boom (veja abaixo).

Eles são antiestresse, interativos, sintoma da infantilização do mundo atual – as opiniões a respeito dos títulos para colorir variam.

“Eles estão movimentando gráficas, editores, ilustradores. Mas, óbvio, é um fenômeno que vai acabar. Todo ano tem algo assim”, afirma ao G1 Cassia Carrenho, gerente-geral do PublishNews, portal que analisa o mercado. Dois exemplos de ondas anteriores: livros eróticos, como “Cinquenta tons de cinza”, e os religiosos. “O mercado editorial não lança moda, ele só segue a moda. Uma tendência em todas as áreas, não é só no editorial, de voltar um pouco às raízes, o ‘handmade'”, continua Cassia.

Outra facilidade óbvia para trazer sucessos internacionais de colorir ao Brasil: eles não precisam ser traduzidos. Além disso, é comum que o “leitor”, depois de concluir a pintura, compre uma segunda obra. E eventualmente uma terceira, uma quarta… As próximas tendências do setor devem ser livros para colorir de nicho, temáticos. A nova leva terá títulos sobre gatos e bichos em geral, além de clássicos para colorir (tipo “O pequeno príncipe”) e uma série sobre “cidades do mundo’. O êxodo rural dos jardineiros era mesmo questão de tempo.

livros-de-colorir_1

Os livros de colorir também reduziram o estresse do mercado editorial do Brasil ao amenizar a crise do setor. Venderam R$ 25,18 milhões entre janeiro e maio deste ano e evitaram queda do faturamento geral com relação a 2014. O número está em um estudo do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel) e do Instituto de Pesquisa Nielsen.

livros-de-colorir_2Escrito – ou desenhado – pela escocesa Johanna Basford, “Jardim secreto” iniciou sua trajetória por aqui a tempo de aproveitar o Natal: saiu, muito calculadamente, em 27 de novembro. Desde então, virou o líder absoluto do ranking nacional, com 880 mil cópias (e contando…), informa a Sextante. “No nosso catálogo, entra em não ficção, mas poderia entrar em arte ou em autoajuda, pois transcende essa categorização”, afirma a gerente de aquisições da Sextante, Nana Vaz de Castro. Versátil, também transcendeu o status de livro-presente-natalino. “Em abril foi realmente um escândalo.” É que era “véspera” do dia das mães.

livros-de-colorir_3Com mais de meio milhão de exemplares vendidos desde o lançamento, em abril, o vice-campeão do ano no Brasil também é assinado por Johanna Basford. A Sextante informa que tem pelo menos outros oito títulos para colorir previstos para os próximos meses – incluindo um obrigatório sobre gatos.

livros-de-colorir_4Nem só de jardim e floresta vive o filão dos livros para colorir. A categoria se divide em subespécies: tem, por exemplo, a vertente “gatos” (por enquanto, apenas os animais, mas nunca se sabe), a vertente “mandalas” e a vertente “datas comemorativas” (“Mãe, te amo com todas as cores” para o dia das mães e “Amor em todas as cores” para o dia dos namorados”). O Instituto Nielsen – responsável junto do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel) pelo Painel das Vendas de Livros do Brasil – calcula que existam pelo menos 76 títulos de colorir para adultos circulando atualmente. Por enquanto.

livros-de-colorir_5O portal PublishNews, que monitora o mercado editorial brasileiro, informa que cinco dos dez livros de não ficção mais vendidos do ano, entre janeiro e maio, são títulos de colorir para adultos. Mas por que não ficção? “Teve até uma tendência a colocar como autoajuda. Mas, se não fosse para relaxar – o que, aliás, é um grande marketing –, seriam o quê? Livros de ilustração. É não ficção”, justifica ao G1 Cassia Carrenho, gerente-geral do site.

livros-de-colorir_6É culpa das mães. Graças a elas, ou ao dia delas, maio foi um mês especialmente bom para os livros de colorir: os oito primeiros colocados no top ten de não ficção foram de colorir, mostra PublishNews. Sintomaticamente, “Mãe, te amo com todas as cores” foi o quarto colocado no ranking de maio. Comparando com o mesmo mês de 2014, neste ano as vendas cresceram 27% em volume e 21% em faturamento, totalizando R$ 115,8 milhões – em 2014, foram R$ 95,7 milhões.

livros-de-colorir_8O Instituto Nielsen informa que o preço médio dos livros de colorir é de R$ 27,98 – considerando todos os segmentos, o preço é R$ 39,26. O mais caro dentre os “coloridos” pesquisados é “Netter anatomia para colorir”, que custa R$ 91,73. Mas ele tem função didática e é voltado a público específico. O vice-campeão é a versão em inglês de “Floresta encantada”, que sai por R$ 64,54. O mais barato de todos é “Contos de fada supercolorir”, com preço médio de R$ 7,89.

945-preco-do-estojoCom 120 cores, o estojo metálico top de linha da Faber-Castell é o mais caro da marca, que o descreve como voltado a “profissionais [designers, ilustradores] e amadores exigentes”. De acordo com a fabricante, há “jardineiros exigentes”, que gastaram R$ 945 para adquirir um desses, com itens importados da Alemanha. A empresa informa, no entanto, que os favoritos dos consumidores dos livros de colorir são os estojos aquareláveis de 48 cores (R$ 80) e de 36 cores (R$ 60).

livros-de-colorir_9Um efeito colateral do fenômeno foi o aumento das vendas de lápis de cor. O G1 apurou que chegou a faltar o produto em grandes redes do setor. A Kalunga informa que houve alta de 210% das vendas em maio de 2015 na comparação com o mesmo mês do ano passado. Canetas hidrográficas e apontadores também saíram mais. Na Armarinhos Fernando, a procura por lápis de cor chamou atenção sobretudo por ter ocorrido fora do período “voltas às aulas”, em que as vendas são tradicionalmente altas. A Faber-Castell informa que, em abril, as vendas cresceram cinco vezes em relação a abril de 2014. Desde então, houve reforço na produção dos estojos de 36 e de 48 cores.

livros-de-colorir_10Editado pela independente Bebel Books, “Suruba para colorir” convenientemente não tem qualquer ilustração na capa. Na  contracapa, um aviso: “18+”. Assinado pelo jornalista e escritor Xico Sá, o texto ali avisa: “Tons de cinza um cacete”. Segundo a editora, o projeto nasceu de “uma brincadeira entre amigos’. São 34 ilustrações, de nomes como Laerte, Adão, João Montanaro e Fabio Zimbres. A primeira edição saiu com 1,8 mil exemplares.  A segunda, com 3,6 mil. Diante do sucesso e dos pedidos, chegou-se a uma terceira – com 25 mil exemplares, um recorde da editora. “Pra gente, é um número inimaginável. Nem nos meus sonhos mais dourados eu iria ter conseguido”, comemora ao Bebel.

Go to Top