listas

Os 12 livros mais vendidos da história

0

Carlos Willian Leite, na Revista Bula

Em 2012 a Revista Bula publicou o primeiro levantamento sobre os dez livros literários mais vendidos da história, em 2015 repetimos o levantamento utilizando os mesmos critérios do levantamento anterior — pouco se alterou em relação ao resultado de três anos antes: apenas a inversão na ordem de alguns dos livros mais vendidos e a inclusão de dois novos títulos à lista. A metodologia para se chegar ao resultado foi a mesma utilizada em 2012: consultamos reportagens, entidades editoriais, empresas de pesquisas de mercado e publicações especializadas. Livros religiosos, políticos, educacionais e de curiosidades como: “Bíblia Sagrada”, “Iluminatti: Sociedade Secreta”, “Corão”, “Dicionário Xinhua Zidian”, “A Arte da Guerra” e “Livro Guiness dos Recordes” não foram contabilizados, apenas livros literários.

Participaram do levantamento as publicações: “The Paris Review”, “Washington Post”, “Open Culture”, “The Guardian”, “Telegraph”, “Toronto Star”, “New York Times”, “Global Times”, “Financial Times”; as entidades editoriais International Publishers Association (IPA), European and International Booksellers Federation (EIBF) e International Federation of Library Associations and Institutions (IFLA); e as empresas de auditagem e pesquisas de mercado Nielsen e a GfK.

Os livros, “Cinquenta Tons de Cinza” e “O Senhor dos Anéis”, apesar de terem sido publicados em mais de um volume — foram considerados como um livro único — porque, originalmente, seus autores os conceberam como obra única, diferentemente da série Harry Potter.

Embora não exista concordância sobre os números exatos do mercado de livros ao longo dos séculos, os levantamentos das publicações, instituições e empresas mencionadas, parecem ser o que mais se aproximam do consenso editorial.

Harry-Potter-e-a-Pedra-Filosofal

1 — Harry Potter e a Pedra Filosofal
(J.K. Rowling)
Publicado em 1997, “Harry Potter e a Pedra Filosofal” é o primeiro volume da série Harry Potter, da britânica J. K. Rowling. O livro narra a história de um garoto órfão que vive infeliz com seus tios. Até que, repentinamente, ele recebe uma carta contendo um convite para ingressar em uma famosa escola especializada em formar jovens bruxos. Estima-se que tenha vendido entre 850 e 950 milhões de cópias.

Dom-Quixote

2 — Dom Quixote
(Miguel de Cervantes)

Publicado em Madrid em 1605, “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes, é composto de 126 capítulos, divididos em duas partes. O livro narra a história de Dom Quixote de La Mancha, um cavaleiro errante que perdeu a razão e, junto com seu fiel escudeiro Sancho Pança, vive lutas imaginárias. Estima-se que tenha vendido entre 600 e 630 milhões de cópias.

O-Conde-de-Monte-Cristo

3 — O Conde de Monte Cristo
(Alexandre Dumas)

Publicado em 1844, “O Conde de Monte Cristo é, juntamente com “Os Três Mosqueteiros”, a obra mais conhecida de Alexandre Dumas e uma das mais celebradas da literatura universal. O livro narra a história de um marinheiro que foi preso injustamente. Quando escapa da prisão, e toma posse de uma misteriosa fortuna e arma uma plano para vingar-se daqueles que o prenderam. Estima-se que tenha vendido entre 300 e 350 milhões de cópias.

Um-Conto-de-Duas-Cidades

4 — Um Conto de Duas Cidades
(Charles Dickens)

Publicado em 1859, “Um Conto de Duas Cidades”, de Charles Dickens, é um romance histórico que trata de temas como culpa, vergonha e retribuição. O livro cobre o período entre 1775 e 1793, da independência americana até a Revolução Francesa. Dickens evita o posicionamento político, centrando a narrativa nas observações de cunho social. Estima-se que tenha vendido entre 280 e 300 milhões de cópias.

O-Pequeno-Príncipe

5 — O Pequeno Príncipe
(Antoine de Saint-Exupéry)

Publicado em 1943, “O Pequeno Príncipe”, de Antoine de Saint-Exupéry, é uma das obras mais traduzidas da história. Por meio de uma narrativa poética, o livro busca apresentar uma visão diferente de mundo, levando o leitor a mergulhar no próprio inconsciente. Estima-se que tenha vendido entre 250 e 270 milhões de cópias. (mais…)

14 livros que você deveria ler, segundo Mark Zuckerberg

0

20150519170334_660_420

Publicado no Olhar Digital

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, fez uma lista com 14 livros que ele considera que todo mundo deveria ler. Ele inclusive criou o clube do livro “A Year of Books”, em que discute os livros que está lendo com membros da rede social. Confira a lista abaixo.

‘The Muqaddimah’, de Ibn Khaldun
O livro foi escrito em 1377 pelo historiador islâmico Ibn Khaldun e tenta despir preconceitos de registros históricos e encontrar elementos universais sobre o progresso da humanidade.

‘Sapiens: uma breve história da humanidade’, de Yuval Harari Noah
Publicado pela primeira vez em 2014, “Sapiens” é um aclamado best-seller que conta a evolução do Homo Sapiens. Zuckerberg escreveu que ‘Sapiens’ é uma perspectiva contemporânea ao que é em ‘The Muqaddimah’.

‘The New Jim Crow’, de Michelle Alexander
A professora de direito da Universidade Estadual de Ohio Michelle Alexander abre a discussão da “Guerra às Drogas” em seu livro e conta a criação de uma cultura que criminaliza população negra.

‘O fim do poder’, de Moisés Naím
Naím é ex-diretor executivo do Banco Mundial e membro sênior do Carnegie Endowment for International Peace. Em seu livro, ele faz uma investigação histórica sobre a mudança de poder em governos autoritários, militares e de grandes empresas sobre a população.

‘Criatividade S.A.’, de Ed Catmull
O livro conta a história da Pixar e é escrito por um dos seus fundadores. A história intercala a narrativa com lições de gestão e empreendedorismo.

‘Os anjos bons da nossa natureza’, de Steven Pinker
No livro, Pinker estuda como a violência tem diminuído ao longo do tempo, apesar de ser ampliada pelo noticiário e mídia social. Vale ressaltar que Bill Gates também considera esse livro como um dos melhores que já leu. (mais…)

8 livros brasileiros que vão mudar a sua vida

0
(Foto: flickr - creative commons / Juan Carlos Mejía)

(Foto: flickr – creative commons / Juan Carlos Mejía)

Publicado na Galileu

Pedimos aos nossos leitores, através das redes sociais, recomendações de livros escritos por autores brasileiros. Mas livros especiais, que haviam mudado a vida das pessoas e que eles recomendavam. Confira aqui algumas das melhores indicações:

Senhora – José de Alencar (por Aline Goulart)

“Me fez ver como ‘amor e ódio andam juntos’, e como o pódio da vingança depois de alcançada não resta nada além da solidão. Fora que é digno de filme estilo Hollywood”

Meu pé de laranja lima – José Mauro de Vasconcelos (por Rita Burnatowiski)

“O primeiro que li e que me despertou para esse universo maravilhoso”

Memórias Póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis ( por Will Conserva)

“Simplesmente me fez ver a vida de uma perspectiva que eu jamais vi, me inspira como compositor, nas minhas tentativas de ser escritor. Machado de Assis foi um ser humano fantástico”

O Alienista – Machado de Assis (por Patrick Castilho)

“Porque faz uma reflexão sobre os hábitos e costumes que temos como ‘normais’. Estes que usamos como parâmetros para julgar as outras culturas como exóticas, loucas e bárbaras”

Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres – Clarice Lispector (por Clarissa Olivares)

Identificação resume. Além de amar o mar – presença forte na obra da Clarice -, a narrativa poética (ainda que em prosa) da autora me encanta. Destaque para o trecho: “Aí estava o mar, a mais ininteligível das existências não-humanas. E ali estava a mulher, de pé, o mais ininteligível dos seres vivos.(…)” até “(…) O sal, o iodo, tudo líquido deixam-na por uns instantes cega, toda escorrendo – espantada de pé, fertilizada.”(pág. 91/92)

Grande sertão: veredas – Guimarães Rosa (também por Clarissa Olivares)

Fiquei pensando em “Guimarês” por uns 20 dias (rs), pela narrativa cheia de neologismos que coloca o leitor ainda mais dentro do universo do sertão. Ainda trago comigo vários trechos. Destaco este: “O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem”

Capitães da areia – Jorge Amado (por Mayara Freitas)

Mudou minha vida porque foi através dele que despertei para o hábito da leitura.

Éramos Seis – Maria José Dupré (por Valéria Lisboa)

Li, menina, pequena, e me encantei com aquele mundo caseiro, a Avenida Angélica, a São Paulo antiga, a família, o amor da Dona Lola e a sua abnegação pelos filhos…Li e reli. Inúmeras vezes. Sinto saudade da menina que fui e das histórias em que acreditei, piamente, durante a minha primeira infância. Tudo tão pueril! E tão mais bonito…

20 livros para ler antes de abrir seu próprio negócio

0
Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

Abrir um seu próprio empreendimento exige muita motivação e coragem. Veja lista com 20 livros que podem ajudar

Publicado no Universia Brasil

Começar um próprio negócio requer muita dedicação e preparo. Portanto, estar pronto para encarar desafios é essencial na vida de qualquer empreendedor. Muitos dos grandes empresários não têm formação universitária e muitas vezes seguiram por trilhas difíceis. Nada melhor do que aprender com aquelas que já estiveram na situação que você se encontra agora. Selecionamos 20 livros que te ajudarão a dar o passo inicial. Confira:

1. Will it fly?, de Thomas K. McKnight
A primeira questão levantada por aqueles que decidem abrir seu próprio negocio é “será que dará certo?”. Para fazer seu negócio decolar, McKnight escreveu o livro “Will it fly?”, em tradução literal “vai voar?” com 44 capítulos de dicas pessoais e profissionais para quem quer ter sucesso como empreendedor.

2. Sorte ou talento, de Bo Peabody
Ser bem-sucedido é uma questão de sorte ou talento? Esta é a questão levantada por Bo Peabody em seu livro, que visa ajudar aqueles que querem abrir seu próprio negócio mas não sabem exatamente como. O autor defende que os dois conceitos caminham lado a lado, já que é preciso ser experto o suficiente para perceber o momento em que a pessoa está tendo sorte para seguir avançando.

3. The Fire Starter Sessions, de Danielle LaPorte
Se você ainda não teve coragem de dar o primeiro passo para abrir seu negócio, o texto de LaPorte é o impulso que esta lhe faltando. Cheio frases motivacionais, o livro conta com 16 sessões que ajudaram a iniciar a nova etapa.

4. Consultor de Ouro, de Alan Weiss
Considerado a “bíblia” dos empreendedores, o livro de Weiss ajuda os empresários a colocarem conceitos na prática: dicas de como montar seu escritório e até o modo mais eficiente de distribuir funções estão descritos no texto que deu ao autor o titulo de “Estrela dos negócios”.

5. Start Run & Grow a Successful Small Business, de Toolkit Media Group
O passo a passo para montar seu pequeno negócio esta no livro de Toolkit Media Group, que ensina técnicas de planejamento e estudo de mercado entre outros recursos necessários para sobreviver no meio.

6. O Executivo Descalço, de Carrie Wilkerson
Se sua ideia é iniciar um projeto em casa ou online, este livro é para você. A história de Wilkerson, unida aos métodos utilizados pelo autor para estabelecer sua própria fonte de renda servem como norte a todos que desejam seguir pelas mesmas trilhas que ele.

7. The Business Start-Up Kit, de Steven D. Strauss
Em tradução literal “O kit para começar negócios”, foi escrito por Strauss, colunista no site USAToday.com e uma das maiores autoridades norte-americanas sobre pequenos negócios. Além de dicas e métodos, o livro serve como grande apoio a aqueles que desejam iniciar seu próprio negócio.

8. Start Your Own Business, de Rieva Lesonsky
Junto aos editores da revista Entrepreneur, Lesonsky escreveu um livro sobre as primeiras iniciativas a serem tomadas por aqueles que desejam começar seu próprio negócio. Com mais de 200 mil cópias vendidas, o livro tem o slogan a promessa “O único livro de iniciação que você precisará – isso porque seu negócio dará certo!

9. A arte do começo, de Guy Kawasaki
Com dicas que vão desde como economizar dinheiro até como motivar sua equipe, o livro de Kawasaki é um manual para iniciantes no empreendedorismo que auxiliará a todos que resolverem se arriscar nos negócios.

10. Escape da Nação dos Cubículos, de Pamela Slim
Guia e motivação são palavras chaves para descrever “Escape da nação dos cubículos”. O livro foi escrito para aqueles que, embora estejam no escritório e trabalhando para um chefe, sonham em começar seu próprio negócio. Nele, Slim dá dicas de como atrair clientes e manter-se no mercado de trabalho.

11. Guia Prático de Planejamento de Negócios, de David H. Bangs Jr.
Bangs Jr., banqueiro e empresário, escreveu o guia visando ajudar todos que são iniciantes no mundo dos negócios. Modos de encarar oportunidades a adversidades, como analisar possíveis fraquezas e pontos fortes dentro do próprio negócio, além de analise de (mais…)

8 livros pouco conhecidos que todo administrador deve ler

0

noticia_102583

Acrescente essas indicações à lista de leitura e aproveite as dicas

Marcela Agra, no Administradores

Livros são instrumentos valiosos para o nosso crescimento pessoal e profissional. Todo empreendedor busca histórias inspiradoras ou biografias de pessoas que admira para se manter motivado. Além desses, obras de estudiosos e pensadores como Peter Drucker, por exemplo, sempre serão relevantes para a formação educacional e profissional de qualquer administrador.

A questão é que, muitas vezes, os mesmos livros são continuamente indicados nas universidades, MBAs e rodas de conversas entre empreendedores. É difícil encontrar obras não tão conhecidas e que ainda assim tenham o que acrescentar. Pensando em fugir das indicações batidas, agrupamos aqui oito livros pouco conhecidos que trazem lições práticas e que todo administrador deve ler.

Confira a lista abaixo, anote as dicas e boa leitura!

Google – A Biografia

Steven Levy, autor desse livro, é um jornalista que escreve sobre computadores, tecnologia, segurança de dados, criptografia, Internet, cibersegurança etc. É o principal contribuidor em tecnologia do Newsweek, atuando como editor sênior do jornal. Como sempre escreveu sobre o tema, Levy oferece oferece insight diferenciado sobre o Google neste livro. Ele teve acesso sem precedentes à empresa, e, de dentro do escritório batizado como Googleplex, conta com detalhes como funciona uma das gigantes mundiais da tecnologia.

A loja de tudo – Jeff Bezos e a era da Amazon

A Amazon foi pioneira na comercialização de livros na internet. Mas não parou por aí. Hoje, a empresa é de fato “a loja de tudo”, como diz o título desse livro e, mesmo sendo um dos maiores e-commerces do mundo, é conhecida também pela incomparável forma de atender o cliente. O jornalista Brad Stone conta nesse livro o que aprendeu acompanhando funcionários e executivos da empresa de perto, bem como também amigos e familiares de Jeff Bezos, fundador da Amazon.

Nelson Mandela: Uma entrevista com ensinamentos

É inegável que a vida de Mandela é exemplar. Lições de sua história são utéis a qualquer pessoa que deseja exercer papel de liderança. Esse livro simula uma entrevista com Nelson Mandela, depois de sua morte. As questões colocadas na obra são respondidas com falas e escritos verídicos do ativista, e são categorizadas por temas, para facilitar a vida do leitor.
Briga de cachorro grande: como a Apple e o Google foram à guerra e começaram uma revolução

Duas empresas “rivais” impulsionaram o mundo a mudar. A busca de Google e Apple por bater a competição no campo dos dispositivos móveis levou cada uma das marcas a investir em formas de se tornarem as melhores do mercado. O jornalista Fred Vogelstein acompanhou essa “briga de titãs” desde o início, lá nos primeiros anos do milênio. Nesse livro ele relata histórias sobre espionagem corporativa, acusações de plágio, acordos controversos e processos judiciais que envolvem as duas empresas e a forma como elas vêm se confrontando para dominar a forma como consumimos informação.

Minhas Invenções – A autobiografia de Nikola Tesla

Tesla foi um dos inventores de maior relevância para a evolução da eletricidade. Essa autobiografia breve do engenheiro eletricista mostra como suas obras – experimentos e teoria – revolucionaram a história, influenciando grandemente nossos sistemas contemporâneos de eletricidade.
Criatividade S.A.: Superando as forças invisíveis que ficam no caminho da verdadeira inspiração

Escrita por Ed Catmull, um dos fundadores da Pixar Animation Studios – e seu atual CEO -, a obra é um relato da trajetória de sucesso (e fracassos) do estúdio de animação mais relevante de sua área atualmente. No livro ele leva o leitor para as salas de reuniões da empresa, onde acontecessem as sessões de brainstorm, e fornece insights poderosos sobre criatividade, como reconhecer boas ideias e desenvolvê-las e outros aspectos. Como CEO, Catmull compartilha também os desafios e estratégias para gerir uma das empresas criativas de maior sucesso no mundo.

Como o Google funciona

Mais um sobre o Google. Nesse livro, Eric Schmidt e Jonathan Rosenberg elencam lições de negócios que consideram valiosas quanto ao funcionamento do Google e a forma como a empresa é gerenciada. Temas como estratégia, cultura corporativa, tomada de decisões, contratação de funcionários e capacidade de adaptação e inovação são abordados na obra. O que fez dessa marca a gigante global que ela é hoje? Os relatos dos bastidores mostram como o Google manteve o espírito de inovação ao longo dos anos, alcançando a posição de lider de mercado que ocupa hoje.

Eu, S.A.: Construa um exército de um homem só, liberte seu deus interior (do rock) e vença na vida e nos negócios

O astro da banda Kiss é um mestre do branding. Com mais de 100 milhões de álbuns vendidos, a banda de rock manteve sua identidade ao longo dos anos e construiu de fato uma marca. São bonecos, quadrinhos, itens de vestuário, jogos, filmes, todos originados nas personas criadas para sustentar a imagem da banda. No livro, Simmons oferece a empreendedores e aspirantes algumas ferramentas que considera essenciais para se chegar no topo, os seus “13 passos para o sucesso”.

Go to Top