Canal Pavablog no Youtube

livros

“Notre-Dame de Paris”, de Victor Hugo, lidera vendas na internet após incêndio

0

O escritor Victor Hugo concebeu o clássico “Notre-Dame de Paris” em 1831Colagem / French Government,Ministry of Culture/Zahar

Em 1831, quando o livro fez sucesso entre os franceses, movimento cidadão fez com que as autoridades reabilitassem a catedral, na época em estado de decrepitude

Publicado na Gaucha Zh

Romance do escritor Victor Hugo, o clássico Notre-Dame de Paris (1831) tornou-se número um de vendas pela internet na França desde o incêndio que destruiu parcialmente a catedral na segunda-feira (15), colocando em risco um dos pontos turísticos mais apreciados no mundo.

Em muitas livrarias, a obra está esgotada. O fenômeno também foi observado com o livro Paris é uma Festa (1964), de Ernest Hemingway, depois dos ataques de 13 de novembro de 2015, em que diversos pontos de Paris, incluindo a boate Bataclan, foram palco de atentados.

Diante da demanda pelo clássico de Victor Hugo, conhecido também por Os Miseráveis, os editores do romance em formato de bolso decidiram lançar novas tiragens e doar os lucros ao fundo lançado para financiar a reconstrução da catedral.

Escrito em 1831, Notre-Dame de Paris se passa em 1482, na época do reinado de Luís XI. O romance foi adaptado muitas vezes ao cinema. A versão mais famosa é a animação da Disney (1996).

Uma passagem no romance se tornou bastante compartilhada nas redes sociais, em vários idiomas, após incêndio: “Todos os olhares se dirigiam para a parte superior da catedral e era algo extraordinário o que viam: na parte mais elevada da última galeria, acima da rosácea central, uma grande chama subia entre os campanários com turbilhões de faíscas, uma grande chama revolta e furiosa”.

Em torno dos personagens Quasímodo e da cigana Esmeralda, Victor Hugo fez da catedral a verdadeira heroína de Notre-Dame de Paris, com o objetivo de chamar a atenção sobre o estado de decrepitude do monumento. Na época, o sucesso da obra provocou um movimento cidadão que foi capaz de fazer com que as autoridades reabilitassem a catedral.

O romance Notre-Dame de Paris (que só ganharia o nome O Corcunda de Notre-Dame após a primeira edição inglesa) também está disponível gratuitamente e legalmente, em francês, na Gallica, biblioteca digital da Biblioteca Nacional da França.

Monster Hunting | Netflix desenvolverá filme baseado nos livros

0

Divulgação

Filme não tem data de estreia definida.

Denyson Hernani, no Jornada Geek

Segundo informações do Deadline (via ScreenRant), a série de livros infantis, A Babysitter’s Guide to Monster Hunting de Joe Ballarini, ganhará filme desenvolvido pelo serviço de streaming, Netflix.

De acordo com a fonte, o filme irá adaptar o primeiro livro da série com direção de Rachel Talalay. Além dos livros originais, Joe Ballarini irá escrever o roteiro para a próxima adaptação.

A produção do filme está dividida entre a Netflix, Walden Media e Montecito Pictures Company.
Ainda não existem informações para a data de estreia de A Babysitter’s Guide to Monster Hunting.

Pequenas Realidades, de Tabitha King, será lançado no Brasil

0

Romance de estreia da escritora que é esposa de Stephen King

Cesar Gaglioni, no Jovem Nerd

A editora DarkSide anunciou que vai lançar no Brasil o livro Pequenas Realidades, de Tabitha King. O romance foi publicado originalmente em 1981, como a estreia da escritora, que também é esposa de Stephen King.

A trama gira em torno de Dorothy Hardesty Douglas, a filha de um ex-presidente dos EUA, que agora vive uma vida pacata. Entusiasta de miniaturas e maquetes, ela possui uma réplica da Casa Branca em seus mínimos detalhes. Ao conhecer um homem que trabalhou em um projeto secreto do governo, Dorothy descobre uma forma sinistra de aperfeiçoar seu hobby.

O lançamento acontece em 29 de maio.

Catedral de Notre-Dame serviu de cenário para livros e filmes

0

Clássico da Disney é inspirado em livro de Victor Hugo, lançado com objetivo de reforçar a necessidade de preservar a catedral | Foto: Divulgação / Disney / CP

Um dos pontos turísticos mais visitados de Paris, atingido por um incêndio, foi destaque no clássico “Corcunda de Notre-Dame”

Publicado no Correio do Povo

A Catedral de Notre-Dame, que foi atingida por um incêndio de grandes proporções nesta segunda-feira, é conhecida não só por ser um dos principais pontos turísticos de Paris e, consequentemente, um dos locais mais visitados do mundo. A igreja também é famosa no universo pop, pois já serviu de cenário para grandes produções do cinema, além de ser destaque na literatura.

O clássico da Disney, o “Corcunda de Notre-Dame” (1996), inspirado no livro homônimo do autor Victor Hugo — publicado em 1831 —, tem a catedral como centro da história e talvez seja a adaptação mais famosa. O filme retrata a vida de Quasimodo, um sineiro corcunda que vive recluso na catedral com medo de não ser aceito na sociedade por conta da aparência.

Vale lembrar que na época em que a obra de Victor Hugo foi lançada o objetivo do autor era reforçar a necessidade de preservar a catedral. O livro foi publicado inicialmente com o título “Notre-Dame de Paris, 1482”.

A Disney anunciou no início deste ano que pretende fazer um live-action de “Corcunda de Notre-Dame”, ainda sem data prevista para estrear.

Além disso, a história de Quasimodo foi retratada em outras diversas adaptações para o cinema e televisão. Em 1923, por exemplo, foi lançada a primeira versão cinematográfica da obra, estrelada por Lon Chaney. Em 1939, o filme norte-americano dirigido por William Dieterle fez muito sucesso na época por conta da brilhante atuação de Charles Laughton.

“Notre-Dame de Paris” é mais uma adaptação do livro de Victor Hugo. É um filme mudo francês de 1911, dirigido por Albert Capellani e estrelado por Henry Krauss e Stacia Napierkowska.

Já em 1999, o diretor Patrick Timsit foi o responsável por “Quasimodo d’El Paris”, uma comédia francesa baseada na obra original. A catedral de Notre-Dame ainda teve destaque nas telonas no longa Meia Noite em Paris, que se passa na Cidade Luz.

Rocco anuncia data de lançamento e título nacional de quarto livro de Cormoran Strike

0

Vinicius Ebenau, no Animagos

A Rocco revelou através de suas redes sociais a data de lançamento e o título nacional de Lethal White, quarto livro da série policial “Cormoran Strike”, escrito por Robert Galbraith, pseudônimo da autora J.K. Rowling. De acordo com a editora, Branco Letal estará nas livrarias em pouco menos de um mês, em 11 de maio!

Ao Animagos, a Rocco divulgou com exclusividade a sinopse oficial em português, além da capa nacional. Confira ambas abaixo:

“Eu vi matarem menino… foi estrangulado, no cavalo.”

Quando Billy, um jovem problemático, vai à agência do detetive particular Cormoran Strike procurando sua ajuda na investigação de um crime que ele pensa ter testemunhado quando criança, Strike fica profundamente aflito. Embora tenha problemas mentais evidentes e não consiga se lembrar de muitos detalhes concretos, há algo de sincero nele e na história que conta. Mas antes que Strike consiga interrogá-lo melhor, Billy foge de seu escritório em pânico.

Tentando chegar ao fundo da história de Billy, Strike e Robin Ellacott — antes sua secretária, agora uma sócia na agência — partem seguindo um rastro tortuoso que os leva pelas ruas do submundo de Londres, até um refúgio secreto dentro do Parlamento e a uma mansão bela, porém sinistra, no interior do país.

E durante esta investigação labiríntica, a própria vida de Strike não está nada fácil: graças à fama recente como detetive particular, ele não consegue mais agir nos bastidores, como antigamente. Além disso, sua relação com a antiga secretária carrega mais tensão do que no passado — Robin agora é inestimável para Strike nos negócios, mas a relação pessoal dos dois é muito mais espinhosa.

O livro foi publicado originalmente em 18 de setembro do ano passado. A BBC One já anunciou que o adaptará como a mais nova temporada da série de televisão Strike, em quatro episódios. Os roteiros serão escritos por Tom Edge, que já havia adaptado O Bicho-da-Seda e Vocação Para o Mal, ambos em dois episódios cada. A primeira temporada, baseada em O Chamado do Cuco, teve três episódios. Tom Burke e Holliday Grainger retornarão em seus papéis como Cormoran Strike e Robin Ellacott, respectivamente. Cada temporada da série foi assistida por mais de 7 milhões de pessoas no Reino Unido. No Brasil, Strike é exibida primeiramente pelo canal a cabo MAX.

Go to Top