O Jesus Muçulmano

0

“Jesus viu uma pessoa roubando. Jesus perguntou: ‘Roubaste?’ O homem respondeu: ‘Nunca! Eu juro por Aquele que é mais digno de adoração que ninguém’. Jesus disse: ‘Creio que Deus fez falhar a minha vista.'”

“Disse Jesus aos discípulos: ‘Em verdade vos digo, não desejais nem este mundo nem o próximo.’ Eles disseram: ‘Profeta de Deus, explicai-nos essa questão, pois julgávamos desejar um deles.’ Ele disse: ‘Se houvésseis desejado este mundo, haveríeis obedecido ao Senhor do mundo, que tem as chaves dos tesouros do mundo em Suas mãos. Se houvésseis desejado o outro mundo, haveríeis obedecido ao Senhor que o possui, e Ele vô-lo haveria dado. Mas não quereis nem um nem outro.'”

“Revelou Deus a Jesus: ‘Ó Jesus, eu te concedi o amor dos pobres e misericórdia para com eles. Tu os amas, e eles te amam e aceitam como seu guia e líder espiritual, e tu os aceitas como companheiros e seguidores. São dois traços de caráter. Sabe que quem me encontrar no Dia do Julgamento com esses dois traços de caráter, encontrou-me com a mais pura das obras e a mais amada por Mim.'”

“Disse Cristo: ‘Quem aprendeu, agiu e distribuiu conhecimento — é a pessoa chamada de grande no reino do céu.'”

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Meu legado espiritual (2)

1

“Não conheço você e não sei nada a seu respeito, apenas conheço as minhas dores e as minhas feridas; são elas que me ajudam a compreender as suas.”

resposta de James Houston a um jovem pastor brasileiro após uma sessão de aconselhamento

“Vivemos num tempo carente de espiritualidade na teologia ou de teologia na espiritualidade.”

“Numa de suas palestras, o dr. Houston apresentou o que ele mesmo chamou de ‘princípios pelos quais vale a pena viver e morrer’.”

“Num tempo de relações mais impessoais e profissionais, em que professores e alunos, pastores e ovelhas carecem de maior intimidade.”

“Que este livro inspire muitos de nós a viver com coerência e paixão e a deixar nosso legado para as próximas gerações.”

trechos do prefácio de Ricardo Barbosa no livro Meu legado espiritual, de James Houston (Mundo Cristão).

Leia +

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

A Cabana (1)

0

“Tinha consciência de que prometer coisas a Deus era idiota e irracional…”

O autor toca levemente nesse assunto que está tão na moda ultimamente. Logo no início do livro o personagem principal, em sua ignorância acerca das coisas de Deus, apela para o caminho mais fácil, prometendo recompensas a Deus em troca de Sua ajuda. Em seu desespero ele queria seguir a estrada larga que não leva a lugar nenhum, uma estrada que não traz resultados: barganhar com Deus.
Porém, ao longo da estória, ele vai percebendo que Deus não precisa de nossas “oferendas” para dar o seu amor. O amor de Deus é totalmente incondicional.

Martins

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

O Jesus Muçulmano

0

“Jesus viu uma pessoa roubando. Jesus perguntou: ‘Roubaste?’ O homem respondeu: ‘Nunca! Eu juro por Aquele que é mais digno de adoração que ninguém’. Jesus disse: ‘Creio que Deus fez falhar a minha vista.'”

“Disse Jesus aos discípulos: ‘Em verdade vos digo, não desejais nem este mundo nem o próximo.’ Eles disseram: ‘Profeta de Deus, explicai-nos essa questão, pois julgávamos desejar um deles.’ Ele disse: ‘Se houvésseis desejado este mundo, haveríeis obedecido ao Senhor do mundo, que tem as chaves dos tesouros do mundo em Suas mãos. Se houvésseis desejado o outro mundo, haveríeis obedecido ao Senhor que o possui, e Ele vô-lo haveria dado. Mas não quereis nem um nem outro.'”

“Revelou Deus a Jesus: ‘Ó Jesus, eu te concedi o amor dos pobres e misericórdia para com eles. Tu os amas, e eles te amam e aceitam como seu guia e líder espiritual, e tu os aceitas como companheiros e seguidores. São dois traços de caráter. Sabe que quem me encontrar no Dia do Julgamento com esses dois traços de caráter, encontrou-me com a mais pura das obras e a mais amada por Mim.'”

“Disse Cristo: ‘Quem aprendeu, agiu e distribuiu conhecimento — é a pessoa chamada de grande no reino do céu.'”

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

A Cabana (1)

0

“Tinha consciência de que prometer coisas a Deus era idiota e irracional…”

O autor toca levemente nesse assunto que está tão na moda ultimamente. Logo no início do livro o personagem principal, em sua ignorância acerca das coisas de Deus, apela para o caminho mais fácil, prometendo recompensas a Deus em troca de Sua ajuda. Em seu desespero ele queria seguir a estrada larga que não leva a lugar nenhum, uma estrada que não traz resultados: barganhar com Deus.
Porém, ao longo da estória, ele vai percebendo que Deus não precisa de nossas “oferendas” para dar o seu amor. O amor de Deus é totalmente incondicional.

Martins

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Go to Top