Canal Pavablog no Youtube

Memórias

0

Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão

Mas as coisas findas
muito mais que lindas,
essas ficarão.

Carlos Drummond de Andrade, em Claro Enigma (Record)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

O livro dos prazeres

1
” – Deus não é inteligente, compreende, porque Ele é a Inteligência, Ele é o esperma e óvulo do cosmos que nos inclui. Mas eu queria saber por que você, em vez de chamar Deus, como todo o mundo, chama o Deus?

– Porque Deus é um substantivo.

– É a professora primária que está falando.

– Não, Ele é substantivo como substância. Não existe um único adjetivo para o Deus.

‘Vós sois deuses’. Mas éramos deuses com adjetivos. “

Clarice Lispector, Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

O livro dos prazeres

1
” – Deus não é inteligente, compreende, porque Ele é a Inteligência, Ele é o esperma e óvulo do cosmos que nos inclui. Mas eu queria saber por que você, em vez de chamar Deus, como todo o mundo, chama o Deus?

– Porque Deus é um substantivo.

– É a professora primária que está falando.

– Não, Ele é substantivo como substância. Não existe um único adjetivo para o Deus.

‘Vós sois deuses’. Mas éramos deuses com adjetivos. “

Clarice Lispector, Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

O Deus (in)visível

0


“Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta”, Filipe implorou. No entanto, quando Jesus respondeu apontando para si mesmo, sem dúvida não foi o suficiente. Mais tarde, nessa mesma noite, Filipe e os outros o abandonaram. Talvez haja um pouco de Filipe em cada um de nós, o anseio de ver a Deus apenas uma vez, uma versão indubitável de fumaça e fogo para acabar com as nossas dúvidas. O que Deus oferece em resposta não satisfaz.
O mundo não consegue superar o enorme abismo entre o que se espera de Deus e o que Deus ofereceu em Jesus. Outras religiões respeitam Jesus como mestre sábio e líder admirável, mas não como Deus. Os adeptos da Nova Era. procuram algo mais místico, mais satisfatório pessoalmente. A melhor Expressão da Essência de Deus desperta tanta rejeição em nosso tempo quanto despertou no dele.

Philip Yancey – in, O Deus (in)visível

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

O Deus (in)visível

0


“Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta”, Filipe implorou. No entanto, quando Jesus respondeu apontando para si mesmo, sem dúvida não foi o suficiente. Mais tarde, nessa mesma noite, Filipe e os outros o abandonaram. Talvez haja um pouco de Filipe em cada um de nós, o anseio de ver a Deus apenas uma vez, uma versão indubitável de fumaça e fogo para acabar com as nossas dúvidas. O que Deus oferece em resposta não satisfaz.
O mundo não consegue superar o enorme abismo entre o que se espera de Deus e o que Deus ofereceu em Jesus. Outras religiões respeitam Jesus como mestre sábio e líder admirável, mas não como Deus. Os adeptos da Nova Era. procuram algo mais místico, mais satisfatório pessoalmente. A melhor Expressão da Essência de Deus desperta tanta rejeição em nosso tempo quanto despertou no dele.

Philip Yancey – in, O Deus (in)visível

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Go to Top