“O amanhã existe. A história de quem transformou a luta contra o câncer infanto-juvenil no Brasil” chega às livrarias a partir do dia 26. Publicação fala sobre os 15 anos da casa

Roberta Moraes, no Mundo do Marketing

A história da família que contribuiu para a fundação da Casa Ronald McDonald no Brasil será contada no livro “O amanhã existe. A história de quem transformou a luta contra o câncer infanto-juvenil no Brasil”, que chega às livrarias de São Paulo a partir de 26 de novembro e do Rio de Janeiro a partir de 9 de dezembro. Escrito pelo jornalista Renato Lemos, a publicação retrata o drama vivido por Francisco Neves, o “Chico”, hoje superintendente da entidade. A família dele foi fundamental para que o Rio de Janeiro recebesse uma sede do projeto patrocinado pela rede de fast-food McDonald’s.

A Casa Ronald McDonald é referência no acolhimento de crianças e jovens com câncer e seus familiares e beneficia, anualmente, cerca de 30 mil pessoas de Norte ao Sul do país. A história da família Neves com a Instituição começou no final da década de 1980, quando o filho de Chico, Marquinhos, foi diagnosticado com câncer. Com a cotização de amigos, Francisco e a mulher Sônia seguiram para os Estados Unidos com o caçula, onde foram acolhidos pela Casa Ronald McDonald. O menino morreu em 1990 e a família decidiu transformar a dor em voluntariado, ajudando outras famílias na mesma situação.

Em 1994, foi fundada a filial da entidade no Rio de Janeiro, com o objetivo de abrigar moradores de outras cidades e estado em tratamento médico na capital fluminense. Em 15 anos de atuação no Brasil, com apoio do McDonald´s, o instituto desenvolve e apoia programas que viabilizam diagnóstico precoce, tratamento de qualidade e apoio psicossocial.

1