Contando e Cantando (Volume 2)

Posts tagged 17ª Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro

‘Não imaginei ver tantos leitores no Brasil’, diz David Nicholls na Bienal

0

David-Nicholls-006

Publicado no TNOnline

“Não sabia que chovia no Rio. Está parecendo até Londres. Londres com praia”, brincou o inglês David Nicholls no início de seu bate-papo com o público na Bienal do Livro do Rio.
O clima no auditório Conexão Jovem foi bastante caloroso, o exato oposto do frio desta noite de sábado (5) no Rio. Uma legião de fãs, especialmente garotas, lotou o auditório para ver o escritor.

David Nicholls, 48, é autor do best-seller “Um Dia”, que já vendeu mais de 5 milhões de exemplares no mundo -450 mil no Brasil desde 2011, quando foi publicado pela Intrínseca. A editora lançou neste mês “Nós”, novo romance do autor.

Bastante simpático, mandou recados para as fãs, ouviu declarações de amor e comentou com ironia e modéstia o início de sua carreira.

“Não posso expressar como estou feliz em ver tantos jovens leitores no Brasil. Nunca imaginei isso. Estou muito honrado”, afirmou.”Na Inglaterra, temos que lutar para fazer os jovens lerem. Muitos só querem saber de jogos, dos computadores.”

‘UM DIA’
Vários fãs fizeram perguntas sobre a criação do romance “Um Dia”, que inspirou um filme homônimo em 2011, protagonizado por Anne Hathaway e Jim Sturgess. O romance retrata o encontro de Dexter e Emma na noite de formatura da faculdade e os acompanha ao longo de 20 anos, sempre na mesma data: 15 de julho.

“Quando escrevi ‘Um Dia’, tinha acabado de virar pai. Foi como uma despedida de minha juventude.”

Terceiro romance de Nicholls, o livro tornou-se um sucesso em vários países.
“Tenho muito orgulho dele. Foi uma virada na minha carreira. Se tivesse que escolher apenas um entre meus livros, seria ele.”

No mais recente romance, “Nós”, ele narra a história de um homem de 54 anos que planeja uma viagem pela Europa para tentar reacender seu casamento.

“Eu quis contar o que acontece depois do casamento, o que acontece depois que o casal tem um bebê. Ainda é uma história de amor, mas numa etapa posterior a ‘Um Dia'”, contou.
“Eu queria que o livro fosse uma espécie de viagem, uma perseguição, uma coisa épica. As viagens podem ser emocionantes, revigorantes, mas também trazer alguns desastres.”
A relação entre o protagonista de “Nós” e seu filho universitário reflete um pouco o convívio tenso que Nicholls teve com o pai.

“Resolvi respirar fundo e confrontar esse assunto. Na metade do livro ele morreu. Isso tornou o processo muito emotivo.

ATOR HORRÍVEL
Nicholls contou que levou muito tempo para assumir a vontade de ser um escritor. Por um longo período tentou viver como ator. “Mas era um ator horrível”, comentou, arrancando risos do público.

Só começou a escrever profissionalmente aos 33 anos. Um dos fãs perguntou qual era seu conselho para aspirantes a escritor.

“Ler, ler, ler e pensar da forma como um escritor pensa. Tentar entender por que o escritor construiu determinada cena dessa forma. O mais difícil de escrever é justamente escrever, ter disciplina e foco.”

Sobre a literatura brasileira, diz conhecer apenas um livro, um escrito por Clarice Lispector -não revelou o título.”É uma escritora muito difícil. Vocês acham difícil? A reputação de Clarice está crescendo muito na Europa e nos EUA”, comentou.

Uma outra fã quis saber para qual time de futebol o escritor torce.
“Isso pode ser uma coisa horrível para se dizer no Brasil, mas eu nunca vi uma partida inteira de futebol na minha vida”, confessou, aos risos da plateia.

Texto de MARCO RODRIGO ALMEIDA, ENVIADO ESPECIAL
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS)

Em sua 17ª edição, Bienal dá mais espaço para os adolescentes

0
 Thalita Rebouças vai falar amanhã na Bienal Foto:  Divulgação

Thalita Rebouças vai falar amanhã na Bienal. Foto: Divulgação

Jovens dominam o mercado dos livros

Publicado em O Dia

Rio -Em grupos, com sacolas cheias de livros, promovendo encontros e lotando as filas de autógrafos, os jovens são a cara da Bienal do Livro. Em sua 17ª edição e homenageando os autores argentinos, o maior evento literário do país não para de crescer, fisicamente e em conteúdo. Com mais espaço — os pavilhões cresceram em 25 mil m² — e mais de 200 escritores convidados, sendo 27 deles estrangeiros, as novidades foram direcionadas, em sua maioria, para os adolescentes.

De acordo com Tatiana Zaccara, diretora da Bienal, os jovens leitores foram o próprio motor da expansão da feira. “O movimento do mercado editorial é em torno do segmento de literatura para jovens. Tínhamos várias programações desse gênero acontecendo no mesmo dia e simultaneamente, e com isso vimos a necessidade de crescer”, diz Tatiana. Para preencher os novos ambientes, o evento espera um público de 600 mil pessoas, mas esse número pode inflar com o feriado de segunda-feira. “A ideia é que a Bienal seja um programa para passar o dia, que tenha mais áreas livres para as pessoas aproveitarem, como as esteiras no jardim.”

Foi com isso em mente que o público adolescente ganhou mais um centro de atividades, além da tradicional Conexão Jovem. Projetada para ser uma grande estrutura quadrada, a Cubovoxes teve curadoria de João Alegria, historiador e diretor do Canal Futura. “O Cubovoxes foi pensado entendendo o jovem leitor como um sujeito ativo na sociedade. Além de consumidor de cultura e narrativas, ele as produz”, diz o curador. Assim, temas como violência, família e participação política serão abordados por convidados que não necessariamente atuam na literatura. “O símbolo do cubo é o de uma caixa de som. Ela reúne as ideias em um lugar para propagar mais alto”, explica João, que também é curador do Bamboleio, espaço infantil da Bienal.

Com mais de 1,5 milhão de livros vendidos, a escritora Thalita Rebouças é líder de vendas no segmento de literatura jovem. Na Bienal deste ano, ela comemora 15 anos de carreira com o lançamento de dois títulos: ‘Fala Sério Irmão/Irmã’ e ‘Um Ano Inesquecível’, volume de contos escrito a quatro mãos, junto a Paula Pimenta, Bruna Vieira e Babi Dewet. Apesar de ter transitado na escrita adulta e infantil, Thalita não abre mão do público que a consagrou: “Os jovens estão lendo cada vez mais e isso é muito evidente. É um público muito fiel.” As redes sociais, supostamente os vilões da concentração, são aliados de Thalita. “Essas ferramentas só facilitaram a aproximação com os leitores. Não tem essa. Quando o livro é bom, eles param para ler”, afirma a autora.

O homenageado do ano também irá atrair o público juvenil. Mauricio de Sousa, que completa 80 anos em outubro, vai se reunir com fãs na segunda-feira. ‘’Estou orgulhoso dessa homenagem, ainda mais na Bienal, onde posso estar perto dos meus leitores. E vem mais por aí. Pretendo lançar a Turma da Mônica adulta. Os personagens envelheceriam junto com os leitores’’, adianta Mauricio.

Em época de crise econômica, a Bienal respira tranquila. “Acreditamos muito na Bienal e decidimos que ela não precisaria perder nada, só crescer”, declara a diretora Tatiana.

PROGRAME-SE

SEXTA-FEIRA
PEDRO BANDEIRA — O premiado autor da série ‘Os Karas’ fala sobre a psicologia em seus livros. Fórum de Educação, 10h15.

LEANDRO NARLOCH,JOSÉ ANDARILLO, ZOARA FAILLA E VIVIANE SALES — A discussão debate o papel do jovem como consumidor e produtor de literatura. Fórum de Educação, 11h30.

YASMIN THAINÁ, SILVANA BAHIA E BRUNO DUARTE — Três jovens criadores falam sobre suas narrativas engajadas. Cubovoxes, 15h.

SÁBADO
THALITA REBOUÇAS — Comemorando 15 anos de carreira, a autora conversa com os fãs. Conexão Jovem, 11h.

JULIA QUINN — Mesa com a americana que criou a série best-seller ‘Os Bridgertons’. Conexão Jovem, 13h.

MARIANA ENRÍQUEZ E LUIZ EDUARDO MATTA — Conversa com dois jovens escritores, um brasileiro e uma argentina. Cubovoxes, 15h.

WILL CONRAD — Um dos mais consagrados cartunistas brasileiros fala sobre a sua trajetória. Cubovoxes, 17h.

DAVID NICHOLS — O autor do best-seller ‘Um Dia’ divulga o lançamento ‘Nós’. Conexão Jovem, 18h.

DOMINGO
EDUARDO SPOHR — O criador da trilogia ‘Filhos do Eden’ fala sobre o sucesso na internet. Conexão Jovem, 14h.

MARCUS FAUSTINI E RAFAEL DRAGAUD — A mesa discute a relação dos jovens com as novas tecnologias. Cubovoxes, 15h.

Confira a programação completa no site oficial: http://www.bienaldolivro.com.br/

BIENAL DO LIVRO. Riocentro. Av. Salvador Allende 6.555, Barra da Tijuca (3035-9348). Funcionamento: Seg, dia 7 de setembro, das 10h às 22h. De ter a sex, das 9h às 22h. Sáb e dom, das 10h às 22h. R$ 16. Até dia 13.

Começa amanhã o maior evento literário do país, a Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro 2015

0

bienal-do-livro-rj

Publicado no Meu Guru

Em uma época em que tudo o que se fala e se faz gira em torno da tecnologia, internet e games, há quem diga que livro é considerado ultrapassado. Mas as inscrições já feitas por escolas da rede pública só provam o contrário, pois em apenas uma hora, 145 mil alunos do ensino fundamental preencheram as vagas de inscrições da Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro 2015.

A maior feira literária do Brasil está marcada para começar amanhã (3) e segue até o dia 13 (domingo), no Riocentro. Para preencher a programação desses 10 dias de evento, estão confirmados cerca de 200 autores de diversos estilos literários e de diferentes partes do mundo.

Entre os destaques internacionais da 17ª Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro está David Nicholls, autor de Um dia, esse livro teve grande repercussão no Brasil, chegando a marca de 450 mil exemplares vendidos somente aqui, essa edição também contará com a presença de Jeff Kinney, autor da saga Diário de um banana.

O Brasil estará muito bem representado pelos grandes nomes da literatura contemporânea, marcarão presença os autores: Ferreira Gullar, Antônio Prata, Pedro Gabriel, Ruy Castro, Gregório Duvivier e Ignácio Loyola Brandão.

Já para o público teen, o Encontro com Autores e o Conexão Jovem abrem espaço para nomes celebrados pelos adolescentes. Os participantes nacionais confirmados são: Thalita Rebouças, Eduardo Spohr, Carina Rissi, Carolina Munhóz, Sophia Abraão, Bruna Vieira, Paula Pimenta e Babi Dewet.

Além dos muitos autores consagrados, a Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro prestará homenagem ao pai da Mônica, o desenhista Mauricio de Sousa que receberá merecidamente o prêmio José Olympio, do Sindicato Nacional dos Editores de Livros.

Para completar a vasta programação da 17ª Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, a Argentina foi o país escolhido para ser homenageado e vem sendo grande destaque nas feiras literárias do mundo. Entre os 14 autores argentinos convidados, está Eduardo Sacheri, autor do romance A Pergunta dos Seus Olhos (2005) deu origem a O Segredo dos Seus Olhos, Oscar de melhor filme estrangeiro em 2010, e Noé Jitrik, um dos críticos literários mais importantes do mundo.

“A Argentina tem o maior número de leitores da América Latina e Buenos Aires é a cidade com maior quantidade de livrarias no mundo. O Brasil é um dos principais destinos das obras que têm tradução apoiada pelo governo”, ressalta o diplomata Gonzalo Entenza, encarregado da programação de seu país na Bienal.

Além das sessões com os autores, a programação oficial da Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro 2015 continua com o Café Literário, palco de debates sobre aspectos culturais. O espaço terá uma área especial para autógrafos. Também estão na programação os grupos de saraus, atividades dinâmicas, como o Cubovoxes e o Bamboleio.

A Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro é resultado de uma parceria de mais de três décadas entre o SNEL (Sindicato Nacional dos Editores de Livros) e a Fagga | GL events Exhibitions.

A feira conta ainda com a realização do Ministério da Cultura através da Lei Federal de Incentivo à Cultura e com o patrocínio do Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, pela Lei estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.

Para mais informações e programação completa, acesse  www.bienaldolivro.com.br
Serviço:

17ª Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro

Data: 09 a 13 de setembro de 2015
Local: Riocentro
Horário: Dias de semana: 9h00 às 22h00 e aos Fins de semana: 10h00 às 22h00

Go to Top