Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Anel

Anúncio no RS: Parecia declaração de amor, mas era trabalho da faculdade

0
Anúncio de venda de anel que viralizou no Facebook era um trabalho de faculdade

Anúncio de venda de anel que viralizou no Facebook era um trabalho de faculdade

Lucas Azevedo, no UOL

“Ela disse não” — e´esse o título de um classificado curioso que foi publicado na edição impressa do jornal gaúcho Zero Hora na manhã da última quinta-feira (17). Com um “textão”, o anunciante de Porto Alegre (RS) colocava à venda um anel de ouro 18K.

Segundo o autor do anúncio, a anel era o que havia restado do pedido de casamento que ele descreve com riqueza de detalhes.

O próprio jornal compartilhou uma foto do anúncio em suas redes sociais e a história viralizou no Facebook. Ao final da quinta-feira, os jornalistas do Zero Hora publicaram a “real história”: não era o triste relato de uma desilusão amorosa, mas um trabalho de faculdade.

O autor é o mestrando em Letras da PUCRS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul) Samir Arrage. E a publicação, um experimento para a disciplina de literatura comparada, do mestrado em escrita criativa.

Até a manhã desta sexta (17), mais de 800 e-mails enchiam a caixa do e-mail divulgado para entrar em contato com o dono do anel.

ela disse não

Bem casado e com filho a caminho

“Tive a ideia de veicular esse miniconto de ficção, que nada tem a ver com minha história pessoal, como forma de experimentar a literatura invadindo outros espaços [o da publicidade em jornal]”, conta Arrage.

Samir é “bem casado”, e sua mulher está grávida do primeiro filho do casal.

“Desenvolvi um trabalho em que escrevi pequenos contos e, um deles, fiz tragicômico, parodiando a linguagem de um anúncio de classificados”, explica o publicitário, que não esperava tamanha repercussão com a iniciativa.

Das correspondências recebidas, muitas pessoas se interessaram pelo negócio e solicitam mais informações sobre o anel à venda, outros se compadecem pelo sofrimento do personagem.
‘Tu merece coisa melhor’

“A maioria dos e-mails é em um tom de ‘ah, tu merece coisa melhor, bola pra frente’. Muita gente consolando”, conta o publicitário. Ele conta que algumas mensagens pareciam paquera, elas sugeriam: “vamos conversar mais…”

“Não foi pensado nem proposital. Esperava receber meia dúzia de e-mails e anexar no final do trabalho da faculdade”, diz.”Até brinquei que nunca mais algo que eu escrever vai ter tanta gente lendo.”

Veja o texto na íntegra:

ELA DISSE NÃO

VENDE-SE anel de ouro 18k c/ brilhante, s/ uso, única (possível) dona declinou. Acendi velas, forrei o piso c/ pétalas (vermelho metálico) preparei talharim à carbonara (receita copiada da internet). Operei o saca-rolhas, servi 2 taças com malbec (argentino). Jazz (instrumental/americano) ao fundo. Antes da sobremesa: encostei joelho (direito) no piso soterrado por flores. Destampei o casulo aveludado. Proposta feita. Ao que parece, oportunidade única, p/ ela, nunca foi. Lacrimejou/berrou/culpou a rotina (1 clichê). C/ apenas 8 meses de uso, fui substituído por 1 rapazote 0km. 1 estagiário de Direito, 23 anos (revisado em rede social). Colega de trabalho, mais potência, 6 gomos no abdômen. Em péssimo estado, busco, ao menos, recompensa financeira. Voltei a fumar (clichê, 2). Bem que mamãe (falecida, 3 anos) sempre avisava: as coisas do coração não têm pisca-pisca. Enfim, negocia-se. Aceitamos ofertas/trocas/ombro amigo e histórias a combinar c/ essa. Envie p/: [email protected]

Livros, bibliotecas e apoio à greve dos professores. O que querem os estudantes que ocupam 68 escolas públicas no Rio de Janeiro

0

o-ESCOLAS-OCUPAO-570

Rafael Nardini, no Brasil Post

O Colégio Estadual Prefeito Mendes de Moraes, na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, foi o primeiro a ser ocupado. Daquele 21 de março para cá, o número subiu bastante. Segundo a Assembleia Nacional dos Estudantes Livres (Anel), já são 68 escolas ocupadas em 23 cidades fluminenses.

A inspiração é clara: o movimento iniciado nas escolas de São Paulo para barrar a reorganização escolar proposta pelo governo Geraldo Alckmin (PSDB), que fecharia 94 colégios paulistas e acabaria com a transferência de cerca de 311 mil estudantes.

As bandeiras são também bastante parecidas:

Os pedidos principais são por melhorias na estrutura das escolas e da qualidade do ensino. Falta de acesso aos laboratórios, de livros didáticos e bibliotecas que não existem ou não funcionam. Mas também reclamam de banheiros, bebedouros, cadeiras, mesas, salas de aula e até de bebedouros. As reclamações e os pedidos tomam as redes sociais.

Segundo o G1, outro problema que os alunos pedem solução é o transporte: a demora na emissão do RioCard (passe livre para os estudantes) e, por vezes, o impedimento de embarcar nos ônibus, mesmo de usando uniforme e comprovante de matrícula.

13012747_1096218330420396_6149298346801785251_n

RJ | OCUPA TUDO! A cada dia mais e mais escolas aderem a ocupação e transforma a sua escola em escola de luta! Já são 64! FORA PEZÃO E TODOS QUE ATACAM A EDUCAÇÃO!

 

Os alunos, que passaram a realizar eles mesmos alguns dos serviços necessários às escolas, como pintura e pequenas manutenções, precisam de doações, como água mineral, material de higiene e alimentos. E eles apoiam os cerca de 20 mil professores que estão em greve desde o dia 2 de março.

A mudança foi tomada após 50 dias de greve na rede pública estadual e com o saldo de 68 escolas ocupadas pelos alunos. Com a antecipação das férias, os estudantes vão ter aulas durante as olimpíadas.

Como seus alunos, os professores também têm muito a reclamar do governo Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ).

Ao El País, o coordenador do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro, Marcelo Santana, afirma que um professor, com 16 horas semanais de carga horária, ganha por R$ 2,3 mil por mês líquidos. Os ganhos sobem para R$ 4,6 mil se acumular 40 horas por semana. Em assembleia nesta terça-feira, os professores deciram manter os braços cruzados.

Go to Top