1

Vicente Carvalho, no Hypeness

O modelo educacional vigente é tema recorrente de debates acalorados acerca do papel da escola na vida das pessoas, onde se questiona a forma como dividimos as séries, as disciplinas (já parou pra pensar o quanto esse nome é desencorajador?), as grades (outra palavra péssima), as ementas e por aí vai.

No Brasil, algumas iniciativas saíram do debate, foram para a prática e estão rompendo com o modelo tradicional de escola de uma forma jamais vista. São projetos como o Âncora, em Cotia (SP), e o Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento (CPCD), em Curvelo (MG) que pregam a autonomia de aprendizagem, a liberdade para as escolhas e a integração com a comunidade, dentre outros conceitos norteadores.

O documentário “Quando sinto que já sei” registra práticas educacionais inovadoras que estão ocorrendo em nosso país. A obra reúne depoimentos de pais, alunos, educadores e profissionais de diversas áreas sobre a necessidade de mudanças no tradicional modelo de escola.

Durante quase três anos, os diretores Antonio Lovato, Raul Perez e Anderson Lima visitaram iniciativas em oito cidades brasileiras – projetos que estão criando novas abordagens e caminhos para uma educação mais próxima da participação cidadã, da autonomia e da afetividade.

Como forma de expandir o alcance do documentário, ele foi liberado na íntegra no Youtube, e vale a pena separar pouco mais de uma hora do seu dia para esse projeto transformador:

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10