Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Belo Horizonte Mg

Um poema em cada árvore (Mobilização Nacional 2013)

1

A poesia orgulhosamente apresenta:

1

Publicado por Instituto Psia

Dia 21 de setembro de 2013 será realizado o Um poema em cada árvore (Mobilização Nacional), quando acontecerá em 70 cidades brasileiras uma edição simultânea do Um poema em cada árvore – iniciativa de incentivo à leitura que utiliza as árvores como suporte de leitura.

No dia em que se comemora o Dia da árvore, uma rede poetas, educadores, agentes culturais e sociais estarão mobilizados em levar a poesia aonde o povo está.
O Um poema em cada árvore é uma iniciativa de incentivo à leitura realizada mensalmente desde agosto de 2010 na cidade de Governador Valadares, Minas Gerais.
Idealizada pelo poeta Marcelo Rocha e realizada pelo Instituto Psia, a iniciativa caracteriza-se por utilizar as árvores como suporte para a leitura, pendurando mensalmente poemas de poetas desconhecidos do grande público nos oitis valadarenses.
Esta foi uma forma encontrada para construir novos espaços de fruição poética, ampliar o acesso da população à poesia e colocar o trabalho de poetas contemporâneos em contato com novos públicos.
O Um poema em cada árvore foi uma das iniciativas finalistas do Prêmio Vivaleitura 2011 e atualmente é um dos projetos finalistas do Prêmio Vivaleitura 2012, premiação executada pela OEI – Organização dos Estados Ibero-Americanos.

CIDADES

ALEXANDRIA – RN
ALMENARA – MG
AQUIDAUANA – MS
AROAZES – PI
BACABAL – MA
BAGÉ – RS
BELO HORIZONTE – MG
BOQUEIRÃO – PB
CAMPINA GRANDE – PB
CAMPO GRANDE – MS
CAMPO NOVO DO PARECIS – MT
CAMPOS DOS GOYATAZES – RJ
CANELA – RS
CAXIAS DO SUL – RS
CERQUILHO – SP
CHAPADA GAÚCHA – MG
CONGONHAS – MG
CRUZ DO ESPÍRITO SANTO – PB
CURITIBA – PR
DIVINÓPOLIS – MG
DOURADOS – MS
ESPLANADA – BA
EUNÁPOLIS – BA
FORTALEZA – CE
FREDERICO WESTPHALEN – RS
GARANHUNS – PE
GARÇA/SP
GOVERNADOR VALADARES
GUARANÉSIA – MG
HERVAL D’ OESTE – SC
IBATEGUARA – AL
ILHÉUS – BA
ITABAIANA – PB
ITABUNA – BA
JARAGUARI -MS
LIVRAMENTO DE NOSSA SENHORA – BA
MAJOR SALES – RN
MANAUS – AM
MARINGÁ – PR
NOVA ANDRADINA – MS
PARANÁ – RN
PELOTAS – RS
PIAÇABUÇU – AL
PIRACICABA – SP
PORTEIRINHA – MG
PORTO ALEGRE – RS
PORTO VELHO – RO
PRATA DO PIAUÍ/- PI
QUELUZ – SP
RIBAS DO RIO PARDO – MS
RIO DE JANEIRO – RJ
RIO DOCE – MG
SALVADOR – BA
SANTA CRUZ DO SUL – RS
SANTA MARIA – RS
SANTO ANDRÉ – SP
SÃO FRANCISCO DE PAULA – RS
SÃO FRANCISCO DO SUL – SC
SÃO JOSÉ DO CALÇADO – ES
SÃO MATEUS -ES
SÃO PEDRO DA ALDEIA – RJ
SOBRADINHO – DF
TEIXEIRA DE FREITAS – BA
UBERABA – MG
UIRAUNA – PB
UNAI – MG
VALENÇA – BA
VILA VELHA – ES
VITÓRIA – ES
XAPURI – AC

1

2

dica do Jarbas Aragão

Pais criam cadernos virtuais para tornar mochila de filho mais leve

0

Aplicativo para iPad teve 9 mil downloads em três meses.
Casal já recuperou 8% do investimento na criação do Studying Pad.

Studying Pad (Foto: Reprodução da internet)

Studying Pad (Foto: Reprodução da internet)

Lilian Quaino, no G1

Ver o filho de 10 anos carregando todos os dias a mochila pesada com o material escolar fez uma promotora de Justiça e um advogado se tornarem empreendedores em soluções de tecnologia, investindo numa área bem distinta da formação em direito. Maria Juliana de Brito Santos Moysés e seu marido Luiz Antônio Moysés Junior, preocupados com as reclamações do filho João Victor, resolveram pensar num aplicativo para o iPad do garoto que substituísse os cadernos. A ideia vingou e hoje é usada por toda a família, até pela pequena Maria Fernanda, de 7 anos.

O casal que vive em Moramos em Nova Lima, cidade vizinha a Belo Horizonte (MG), bateu na porta da IDS Tecnologia, maior parceira Apple do Brasil, e encomendou o aplicativo, que a empresa mineira desenvolveu em cerca de 90 dias. Disponível para download por qualquer pessoa na Apple Store desde janeiro, o Studying Pad já é o sétimo mais baixado na categoria educação na loja virtual. A versão gratuita vem com dois cadernos, mas o estudante pode comprar a extensão com pacotes de até oito cadernos.

“Em três meses já foram mais de 9 mil downloads. Pedimos para criarem também uma versão em inglês. O Brasil é o maior usuário, em segundo lugar vêm os EUA. Canadá, Inglaterra e Portugal também já aderiram ao aplicativo”, comemora Juliana, empreendededora de primeira viagem.

Ela afirma que ainda este ano o aplicativo será desenvolvido para Android.

Studying Pad aberto (Foto: Reprodução da internet)

Studying Pad aberto (Foto: Reprodução da internet)

Juliana explica que os cadernos são muito funcionais, têm agenda sincronizada com o horário das aulas, cronograma de aulas, possibilidade de inclusão de fotos, aplicativo para desenhos, digitação por toque ou por teclado conectado via Bluetooth. O estudante pode ainda imprimir ou exportar o conteúdo em formato PDF para compartilhar as aulas com outros colegas.

Ela lembra que o aplicativo serve para alunos de todas as categorias – do ensino fundamental até concurseiros – ou para qualquer pessoa que goste de ter seus textos organizados e arquivados. Ela mesma tem cadernos do Studying Pad para suas receitas.

“O aluno marca na agenda o dia e o horário da aula de matemática e o aplicativo, naquela hora, já abre o caderno de matemática. O aplicativo permite imprimir e enviar por e-mail. Tem ainda um sistema de busca por palavra”, explica Juliana.

A pequena Maria Fernanda com o Studying Pad (Foto: Arquivo pessoal)

A pequena Maria Fernanda com o Studying Pad
(Foto: Arquivo pessoal)

A empreendedora já recuperou 8% do investimento que fez ao encomendar o aplicativo – ela ganha da Apple um percentual a cada download feito. Juliana explica que pagou à IDS um preço que considerou justo pelo desenvolvimento do produto e disse que o investimento, que não revelou, é acessível a qualquer família de classe média.

“A gente apostou. Não entendemos nada disso. Levamos a ideia à IDS e pedimos para desenvolverem o aplicativo. Fizeram fielmente tudo que eu sugeri”, disse Juliana.

O diretor responsável pela área técnica e estudo de novas soluções da IDS, Patrick Tracanelli, diz que a próxima etapa é firmar parcerias com instituições de ensino para usar o aplicativo como ferramenta pedagógica. Ele explica como desenvolveu o produto:

“Fazemos a entrega de um aplicativo em aproximadamente 90 dias. É um processo minucioso que consiste em algumas etapas, como definição do escopo com o cliente, orçamento, desenvolvimento do mapa de funcionalidades, criação da interface e identidade visual, adequação e criação de frameworks, entre outras. A pessoa torna sua ideia realidade e ainda consegue uma fonte de renda pois, para cada download, 70% do valor vai para ela e o restante para a Apple”.

João Victor e o pai Luiz Antônio usando o aplicativo (Foto: Arquivo Pessoal)

João Victor e o pai Luiz Antônio usando o aplicativo
(Foto: Arquivo Pessoal)

Patrick acredita que o Studying Pad tem potencial para se tornar uma grande rede social de aprendizado, focado no processo de negócio das escolas.
“Nossa intenção não é só usar a tecnologia como existe hoje, facilitando tarefas que já existiam antes, mas criando um novo ambiente de estudo, trazendo de fato a tecnologia para o processo de ensino”, disse o executivo.

Para Juliana, a questão ambiental também pesa a favor do aplicativo: “A natureza agradece a economia de papel”.

Confira as 20 melhores instituições do país segundo o Enem por Escola 2011; apenas uma é pública

0

Aluna em sala de estudos teóricos avançados do colégio Objetivo, na av. Paulista (centro de São Paulo)
Aluna em sala de estudos teóricos avançados do colégio Objetivo, na av. Paulista (centro de São Paulo)

Publicado no UOL

O Colégio Objetivo Integrado, de São Paulo, é a melhor escola do país segundo dados do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) por Escola divulgados na tarde desta quinta-feira pelo MEC (Ministério da Educação). A escola obteve média geral 737,152. Dentre as 20 melhores, sete delas estão no Estado de São Paulo.

O Estado de Minas Gerais aparece com seis escolas entre o grupo de elite, inclusive o segundo lugar: Colégio Elite Vale do Aço, em Ipatinga,  com média geral  718,88 e o terceiro lugar, Colégio Bernoulli, em Belo Horizonte, média geral 718,18.

Apenas uma escola da rede pública aparece no ranking dos melhores. É o Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa, com nota 704,285.

Este ano, segundo o MEC, as notas da redação foram desprezadas para o cálculo da média geral.

Veja as 20 melhores segundo o Enem por Escola 2011

EscolaCidadeEstadoNotaRede
OBJETIVO COLÉGIO INTEGRADOSAO PAULOSP737,15Privada
COLEGIO ELITE VALE DO ACOIPATINGAMG718,88Privada
COLEGIO BERNOULLI – UNIDADE LOURDESBELO HORIZONTEMG718,18Privada
VERTICE COLEGIO UNID IISAO PAULOSP714,99Privada
COLEGIO ARI DE SA CAVALCANTEFORTALEZACE710,54Privada
INST DOM BARRETOTERESINAPI707,07Privada
INTEGRADO DE MOGI DAS CRUZES OBJETIVO COLEGIOMOGI DAS CRUZESSP706,12Privada
COL DE APLICACAO DA UFV – COLUNIVICOSAMG704,28Federal
COLEGIO SANTO ANTONIOBELO HORIZONTEMG702,31Privada
COL DE SAO BENTORIO DE JANEIRORJ702,16Privada
COLEGIO HELYOSFEIRA DE SANTANABA694,59Privada
OBJETIVO JUNIOR COLEGIOTAUBATESP693,47Privada
COLEGIO SANTO AGOSTINHOBELO HORIZONTEMG690,56Privada
COLEGIO MAGNUM AGOSTINIANO – NOVA FLORESTABELO HORIZONTEMG689,17Privada
MOBILE COLEGIOSAO PAULOSP687,25Privada
COLEGIO POSITIVO – ENSINO MEDIO – SEDECURITIBAPR686,55Privada
COLEGIO BANDEIRANTESSAO PAULOSP686,42Privada
COLEGIO SAO JOAO BATISTA NOVA FRIBURGONOVA FRIBURGORJ686,1Privada
COLEGIO MOTIVO – UNIDADE IIRECIFEPE685,89Privada
ETAPA COLEGIOVALINHOSSP685,25Privada
  • Fonte: MEC

 

Notas

Foram divulgadas apenas as notas das instituições em que mais de 50% dos alunos inscritos no último ano do ensino médio fizeram a prova. Além disso, somente as escolas com no mínimo dez alunos participam do cálculo. As escolas sem divulgação, com menos de 10 alunos participantes, somam 1.185 escolas, ou 4,77% do total. Já as escolas com menos de 50% da taxa de participação somam 54,67% ou 13.581 estabelecimentos -ou seja, mais da metade das instituições não teve as menções divulgadas.

Somente entram no cálculo as notas das provas de linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; e ciências da natureza e suas tecnologias. As notas da redação não são computadas para a média geral. Essa é a única prova que não é corrigida pela TRI (Teoria de Resposta ao Item).

Renda

Entre os alunos que fizeram a prova, a maioria é proveniente de famílias com renda per capita de um a cinco salários mínimos, totalizando 83,86%.

“O Enem não é um ranking de avaliação entre escolas. Ele é uma avaliação dos alunos, dos estudantes. Portanto, é insuficiente como avaliação do estabelecimento escolar, mesmo porque temos escolas cuja natureza é muito distinta”, afirmou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, durante a divulgação dos números.

“Os melhores alunos da rede pública têm um desempenho médio superior que a rede privada”, destacou o ministro. As escolas com melhor desempenho, nas palavras de Mercadante, “são colégios com poucos alunos, de tempo integral, que selecionam os alunos [que a frequentam]”.

(*Com reportagem de Camila Campanerut, do UOL, em Brasília)

foto: Juca Varella/Folhapress

Go to Top