Cintia Ferreira, no Green Me

Uma instalação que remete a um poço cheio de livros coloridos, e que parece não ter fim. Essa é a ideia por trás da obra de arte criada pelo artista eslovaco Matej Kren, que está em exposição na Biblioteca Municipal de Praga.

Intitulada de Idiom, ela foi originalmente instalada na Bienal Internacional de São Paulo, em 1995. Atualmente pode ser vista logo na entrada da Biblioteca.

A Idiom é uma escultura aberta com centenas de livros, e uma abertura lateral que permite ao visitante entrar nela e a admirar por vários ângulos.

O que cria a ilusão de ótica de infinito são dois espelhos colocados no chão e no teto. Quem olha tem a impressão de que a instalação é um verdadeiro arco-íris de livros e que não tem fim.

Depois do período em exposição, todos os livros utilizados voltam ao seu propósito original, de serem lidos e proporcionarem o mergulho no infinito, que a escultura de Matej Kren conseguiu ilustrar com tanta precisão.