Posts tagged bibliotecas digitais

Bibliotecas virtuais e os livros tradicionais

0

publicado na Gazeta

Hoje, fazendo um expurgo na minha biblioteca, escolhendo livros que eu tinha em duplicata, livros meus que não foram vendidos porque tinham uma manchinha ou algum defeito pequeno de confecção e outros que eu já li e não vou ler de novo, para doar ao projeto Floripa Letrada, que os disponibiliza aos usuários do transporte coletivo, lembrei-me de uma matéria que vi na televisão, recentemente, sobre bibliotecas virtuais.

eBook-e1430135014817

É claro que as bibliotecas como as conhecemos hoje não vão acabar, as bibliotecas virtuais não vão substituí-las, mas já são realidade. E é claro que, apesar das novidades tecnológicas como os leitores de livros eletrônicos, como Kindle, tablets e smarfones, o livro de papel impresso continuará existindo por muito e muito tempo.

Mas as bibliotecas digitais estão aí, oferecendo livros para quem tem os leitores eletrônicos ou quiser lê-los na tela do computador. A biblioteca da USP e a Biblioteca Nacional Digital, por exemplo, estão com grande parte de seu acervo digitalizados. Outras bibliotecas de grandes universidades também estão digitalizando seus acervos. A Escola Dante Aliguieri, de São Paulo, tem mais de sessenta mil livros já em versão digital.

A Biblioteca Mundial da Unesco, que abriga obras do mundo inteiro, também oferece seu acervo digitalizado e disponível. E muitas outras pelo mundo afora já tem seu acervo digitalizado.

Então a tendência para um futuro próximo é termos tudo o que já foi publicado transportado para a versão virtual e o que está sendo publicado e que será publicado, sair com a versão tradicional impressa e outra digital.

As editoras estão vendendo também, via internet, seus livros digitais. Aliás, as grandes editoras já se organizaram e criaram uma Distribuidora de Livros Digitais. Os escritores, mesmo os alternativos, que fazem suas edições próprias, estão fazendo também uma edição digital quando publicam seus livros.

Então podemos aproveitar as grandes bibliotecas digitais que nos oferecem grandes acervos em versão virtual, quase sempre gratuitamente, pois muita coisa não tem mais direito autoral.

Se não tivermos o Kindle ou um tablet, ou o smartfone, que atenuam o brilho das suas telas, podemos também ler os livros digitais na tela de nossos computadores, embora nossos olhos não tenham sido feitos para enfrentar o brilho intenso e a radiação por muito tempo. Mas não precisamos ler tudo de uma vez, podemos ler pequenos ou médios trechos de cada vez.E aproveitar, de um jeito ou de outro, a imensa gama de títulos que nos são oferecidos por lojas e bibliotecas virtuais.

Luiz Carlos Amorim é coordenador do Grupo Literário A ILHA

Capes libera conteúdos da National Geographic na internet

0
Capes libera conteúdos da National Geographic na internet

Reprodução

Além das revistas, podem ser acessados outros materiais históricos e relevantes da Cengage Learning

Publicado no Administradores

Todas as edições da revista National Geographic — de 1988 até hoje — a partir de agora podem ser acessadas pelo Portal de Periódicos da Capes. Além dessa biblioteca digital é possível buscar conteúdos em outras publicações como The Economist, The Financial Times, Sabin Americana, Gale World Scholar e Ninetheenth Century.

A Chantam House Collection Online, uma das mais recentes bibliotecas digitais abertas ao público, traz documentos sobre a política internacional fundada após a conferência da Paz de Paris. São quase cem anos de documentos entre 1920 e 2010 dedicados aos estudos sobre desenvolvimento de situações que envolvem paz e guerra.

Além dessas publicações estão acessíveis ao público outros conteúdos como o Slavery and Anti-Slavery Collection, que registram temas sobre a escravidão e abolição incluindo fatos sobre o tráfico de escravos no Atlântico, e movimentos de acordos transatlânticos entre os séculos XVI ao XIX. O The Sunday Times Digital Archives oferece artigos com análises e comentários sobre acontecimentos e sociedade em geral no ano de 1822.

O objetivo dessas plataformas virtuais é tornar essas informações acessíveis para que sejam fontes de conhecimento, e também utilizadas como ferramentas para estudos e pesquisas tanto para estudantes, desde o grau primário a universidade, como professores, pesquisadores e curiosos em geral.

Em todos os casos os arquivos estão disponíveis digitalmente desde a primeira edição, e oferecem ao leitor informações raras de fontes confiáveis que o ajudarão a compreender o contexto atual sobre diversos temas, já que os conteúdos são profundos e permitem reflexões.

Conheça um pouco mais sobre as coleções que estão nas bibliotecas virtuais da Capes:

National Geographic – Ciências, História, Tecnologia, Meio Ambiente, Cultura, são apenas alguns dos conteúdos da National Geographic Virtual Library. O leitor pode viajar por diversos períodos da revista que estão disponíveis integralmente desde a primeira edição, de 1888, até os dias atuais.

The Economist – Leitura essencial para quem quer saber sobre política, atualidades e negócios, desde 1843. Com imagens e suplementos de pesquisa, The Economist Historical Archive é uma fonte primária essencial para pesquisar e retransmitir conhecimentos sobre os séculos passados.

The Financial Times – Possibilita pesquisar a história econômica e financeira dos últimos 120 anos. The Financial Times Historical Archive contém artigos e propagandas impressas no papel desde 1888 acessíveis para pesquisas e visualizações.

Sabin Americana – A coleção apresenta trabalhos sobre as Américas, entre outros, publicados em todo o mundo e é baseada na bibliografia de José Sabin. São 29 mil obras entre documentos e livros que falam que abordam exploração, comércio, colonialismo, escravidão, abolição, movimento ocidental, nativos americanos, ações militares desde 1500 até o início dos anos 1900.

Gale Word Scholar – Essa coleção proporciona uma volta ao passado na história da América Latina e Caribe desde o período de 1800 aos dias atuais. O portal Word Scholar: Latin America and the Caribbean oferece acesso a referências, periódicos, multimídias, relatórios, revistas, jornais, entre outros.

Nineteenth Century – Recurso inovador, essa coleção é focada em disponibilizar materiais confiáveis para estudos do século XIX, a partir de documentos digitalizados diversos e parcerias com as principais bibliotecas do mundo.

Go to Top