Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged bruxo

“Animais Fantásticos e Onde Habitam” terá franquia de cinco filmes

0

animaisfantasticos

Publicado no UOL

“Animais Fantásticos e Onde Habitam” ainda nem estreou, mas já ganhou quatro continuações no cinema.

Segundo a conta oficial da franquia no Twitter, serão no total cinco filmes, ao invés de uma trilogia, como inicialmente havia sido divulgado.

A informação foi entregue por ninguém menos que J.K. Rowling. A criadora de Harry Potter revelou nesta quinta-feira (13), durante um evento de perguntas e respostas organizado pela Warner Bros. Pictures em antecipação ao lançamento do longa, que desenvolveu roteiro para cinco filmes.

“Acho que quando vocês perceberem qual história que estamos realmente contando, vocês entenderão que ela não pode ser contada em só um filme!”, disse a escritora no Twitter.

Os fãs já especulam, inclusive, que a famosa batalha de Dumbledore e Grindelwald, citada nos livros de “Harry Potter”, pode estar em uma das continuações.

“Animais Fantásticos e Onde Habitam” chega aos cinemas em 17 de novembro deste ano e ao lado de Eddie Redmayne, que interpreta o magizoologista Newt Scamander. No universo de Harry Potter, Newt é o autor do livro didático usado na escola de magia de Hogwarts.

Esta é a estreia de Rowling como roteirista e tem na direção David Yates, veterano da franquia “Harry Potter”, que comandou o último filme do bruxo, “As Relíquias da Morte – Parte 2”.

Leitores de Harry Potter podem parar Donald Trump, diz pesquisa

1
Daniel Radcliffe, intérprete de Harry Potter, em cena de Harry Potter e as Relíquias da Morte, 2010 (Divulgação/VEJA)

Daniel Radcliffe, intérprete de Harry Potter, em cena de Harry Potter e as Relíquias da Morte, 2010 (Divulgação/VEJA)

 

Um estudo da Universidade da Pensilvânia mostrou que americanos que leem Harry Potter tendem a odiar mais Trump a cada livro terminado

Publicado na Veja

A mágica parece estar a favor da democrata Hillary Clinton na corrida eleitoral americana. Segundo um estudo realizado pela Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, ler a saga do bruxo Harry Potter gera uma visão negativa acerca do republicano Donald Trump. Além disso, quanto mais livros da série de J.K. Rowling alguém lê, pior fica sua opinião sobre o magnata.

Em 2014, Diana Mutz, professora de comunicação da Universidade da Pensilvânia, realizou uma pesquisa nacional com americanos para perguntar sobre seu hábito de consumo dos livros de Harry Potter. Na ocasião, a pesquisadora analisou a opinião dos leitores sobre temas polêmicos, como casamento gay e pena de morte. Mutz decidiu continuar seu estudo neste ano para avaliar os sentimentos dos leitores em relação a Trump.

De acordo com a pesquisadora, três principais pontos das obras de Rowling se opõem às políticas do bilionário: oposição ao autoritarismo, valorização da tolerância e das diferenças e oposição à violência e punição. Outro estudo, de 2014, já mostrava que estudantes que leem os livros sobre o bruxo crescem menos preconceituosos com relação a minorias e imigrantes.

A cada livro da saga de Potter que um leitor termina, sua avaliação sobre o candidato republicano cai entre dois e três pontos, de um total de 100, segundo o estudo. “Parece pouco, mas para alguém que lê os sete livros, o impacto total em sua estima sobre Trump pode cair 18 pontos”, afirma Mutz.

A notícia agradou Rowling, que já deixou bem clara sua aversão ao republicano no passado. Em junho, a britânica publicou uma carta aberta na qual chama Trump de “fascista” e critica seu temperamento de “um segurança de balada instável”. No último final de semana, a escritora compartilhou a pesquisa em seu Twitter e comentou que o estudo “fez o seu dia”.

Livro de Harry Potter sairá em 31 de outubro no Brasil

0
Indianos posam com o novo livro de J.K. Rowlingís - ARUN SANKAR / AFP (31/7/2016)

Indianos posam com o novo livro de J.K. Rowlingís – ARUN SANKAR / AFP (31/7/2016)

 

Publicado no Jornal Cruzeiro

O feitiço de J. K. Rowling funcionou mais uma vez – pelo menos no palco. A crítica teatral britânica aplaudiu a peça “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”, que estreou no sábado (30), em Londres, e chegou a compará-la a um Dickens, só que com mágica. A edição em inglês chegou às livrarias do mundo em 31 de julho. A brasileira sairá em 31 de outubro, pela Rocco.

O problema é que ainda deve demorar para os fãs do bruxinho poderem ver a peça montada pelo mundo. Ela funcionará como livro? É pedir muito que uma geração de jovens acostumados à linguagem do best-seller leiam um texto teatral? O formato de roteiro não deve ser obstáculo, porque a leitura flui, como deve ser um best-seller -e as descrições das cenas trazem algo do humor que marca Rowling, que assina o livro em parceria com o diretor John Tiffany e o dramaturgo Jack Thorne.

Porém, como boa literatura infantojuvenil, o livro tenta encantar não só pela técnica, mas por falar de questões que meninas e meninas vivem como conflitos: o que eu quero ser quando crescer? Devo seguir os planos que meus pais traçaram para mim? E é esse o conflito central do livro. Na primeira cena, encontramos Harry Potter adulto, com três filhos, prestes a embarcar o do meio, Alvo, para a escola de magia de Hogwarts.

A relação dos dois é péssima. Filho de um sujeito que encarna a virtude, Alvo responde às expectativas depositadas sobre si com agressividade contra o pai. É um personagem em luta para fortalecer a própria identidade perante os pais. Chegando à escola, Alvo acaba selecionado para a Sonserina, escola de bruxos malvadinhos que sempre foram inimigos de Harry, que é da Grifinória, a casa dos valentes.

Para completar, Alvo ainda vira melhor amigo de Scorpius, filho do arquirrival de Harry nos tempos de escola, Draco. Também no centro da trama, estão as viagens no tempo, pelas quais os personagens tentam mudar o passado, disparando a ação na trama. No fim, elas também remetem às relações familiares. Ao fazer planos para os filhos, os pais da trama também tentam reescrever o próprio passado, gerando uma série de ressentimentos.

Os autores acertam ao voltar ao tema do amadurecimento, já presente na série original, que pode ser lida como um romance de formação. Porém, a influência de Dickens, tão evidente nos outros livros, inclusive com o senso de ironia dickensiano, aqui aparece mais diluída. O erro está quando a história cai na armadilha do best-seller: em dado momento, passa a apostar mais na ação do que nos personagens -problema que pode ser resolvido no teatro, a depender dos atores. Harry Potter e a Criança Amaldiçoada. (Folhapress)

Agora é pra valer: novo livro de Harry Potter é o último da série

0
(foto: Divulgação)

(foto: Divulgação)

 

J. K. Rowling confirmou que a história do bruxinho acabou porque ela não escreverá mais sobre ele, depois de editar o roteiro da peça que estreou nesse fim de semana, em Londres

Publicado no Uai

J.K. Rowling, a escritora, de 51 anos, que se tornou uma multimilionária depois de escrever a série de livros Harry Potter, admitiu que a nova peça ‘Harry Potter and the Cursed Child’ é a última história que ela irá escrever sobre o bruxinho fictício.

O primeiro livro, ‘Harry Potter e a Pedra Filosofal’, foi publicado em junho de 1997.

Em entrevista no Palace Theatre, em Londres, no dia do lançamento oficial da produção, Rowling disse: “[Harry] passa por uma grande jornada durante estas duas peças e, então, sim, acho que acabamos”.

“Esta é a próxima geração, você sabe. Então, estou muito feliz de ver isso tão bem realizado, mas, não, Harry acabou agora”.

O espetáculo de dois atos estreou no sábado em Londres e, a partir desse domingo, os fãs já puderam comprar ou baixar uma cópia do roteiro.

A peça mostra Harry como funcionário “sobrecarregado de trabalho” no Ministério da Magia e gira em torno do filho dele e de Ginny Weasley, Albus.

A história se passa 19 anos depois dos livros e filmes spin-off de J.K. Rowling e também conta com os personagens Ron Weasley e Hermione Granger, agora mais velhos.

J. K. Rowling recentemente pediu aos fãs para não espalharem o conteúdo do espetáculo para outros membros do público.

Ela disse em um vídeo no YouTube: “Vocês têm sido fantásticos há anos guardando os segredos de Harry Potter, assim vocês não prejudicam os livros para os leitores que vieram depois de vocês”.

“Então estou pedindo a vocês mais uma vez para guardarem os segredos e deixarem o público curtir ‘Cursed Child’ com todas as surpresas que construímos na história”.

“Os fãs de Potter sempre cuidam uns dos outros”.

‘Harry Potter and the Cursed Child’ também está programado para ser encenado na Broadway após a temporada em Londres.

Colin Callender, produtor do espetáculo, afirmou: “Nós temos que respirar fundo (…) e então nós vamos lidar com o que a próxima fase será – e espero que a Broadway seja parte disso”.

Por que é muito mais legal ser fã de Harry Potter hoje do que há 16 anos?

0

daniel-radcliffe-harry-potter-34372_0

Você pode visitar o castelo de Hogwarts, tomar cerveja amanteigada, curtir a história do bruxo com uma pipoca na mão…

Rafaela Polo, no M de Mulher

O livro Harry Potter e a Pedra Filosofal, de J. K. Rowling, chegou no Brasil em janeiro de 2000. Dezesseis anos de muito sucesso depois, quem se tornou um Potterhead (nome dado aos fãs da saga) pode fazer muito mais do que só ler sobre a vida do bruxo, afinal, várias invenções “trouxas” (como é chamado no livro quem não é bruxo) trouxeram a magia de Hogwarts para o mundo real. Fizemos uma lista que mostra como ser fã é muito mais legal nos dias de hoje:

1. Todos os livros estão disponíveis
Quem decidiu começar a ler a história agora não precisa ficar sofrendo, contando os dias para o próximo lançamento e nem esperar para saber como a história termina. Basta ir à livraria mais próxima.

2. Você pode conhecer o Beco Diagonal e Hogsmead
Alguém teve uma ideia muito genial de transformar toda a magia da história de Harry em um parque de diversão — o que deu muito certo. Dentro do Islands of Adventure, em Orlando, e no parque da Universal, em Los Angeles, você pode caminhar pelas ruas de Hogsmead e do Beco Diagonal, comprar varinha na loja do Olivaras, fazer um tour pelo castelo, conhecer a loja de doces dos irmãos Weasley e o Banco de Gringotes… Tudo igualzinho ao que você viu nos livros!

3. E experimentar as comidinhas da história
Sapo de chocolate, suco de abóbora, cerveja amanteigada, feijõezinhos de todos os sabores… Eles existem! Nunca mais você vai passar vontade durante suas leituras.

4. Embarcar no Expresso de Hogwarts é uma realidade
Os parques da Universal, em Orlando, criaram um brinquedo que é um passeio pelo trem que leva os alunos de Londres a Hogwarts, a escola de magia e bruxaria. Dentro dele, você tem uma experiência semelhante ao que acontece em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban: ver um dementador. Se for entrar nessa aventura, prepare sua varinha e treine o feitiço Expecto Patronum.

5. Dá para visitar a Plataforma 9 ¾ em Londres
A estação Kings Cross, onde Harry pega o trem para Hogwarts em todos os livros— menos em Harry Potter e a Câmara Secreta em que Harry e Rony vão de carro voador até a escola — realmente existe e fica em Londres. Se tiver de passagem pela cidade da rainha, prepare sua foto com o carrinho de malas na mesma plataforma, que ganhou um cantinho especial na estação.

6. E conhecer os estúdios de gravação
Como a história acontece na Inglaterra, as filmagens dos filmes também rolaram por lá. E, para deixar os fãs felizes, a Warner Bros criou um tour de 3 horas por alguns ambientes nos quais os longas foram gravados. Fazendo as malas já!

7. Mais filmes estão sendo feitos sobre o universo do bruxo
A gente sabe que oito produções da história do bruxinho já chegaram aos cinemas, mas tem mais uma estreia esse ano: Animais Fantásticos e Onde Habitam, que chega aos cinemas por aqui dia 17 de novembro — com Eddie Redmayne no elenco. O longa é uma adaptação do livro com o mesmo nome e que foi lançado na mesma época que outra obra de J K Rowling: Quadribol Através dos Séculos. Será que esse também ganha filme?

8. Uma peça de teatro está sendo lançada
Para completar a lista, desde o dia 30 de julho Londres tem uma peça sobre Harry Potter em cartaz. A história é baseada no último livro do bruxo, Harry Potter and the Cursed Child, Infelizmente a produção ainda não tem data e nem previsão para rodar o mundo.

9. E um novo livro chegou para esquentar nosso coração
Quando os fãs da saga acharam que tudo estava perdido e que não teriam mais nenhum livro de Harry para curtir, J K Rowling ouviu nossos pedidos e escreveu Harry Potter and the Cursed Child (ainda sem nome em português). Seu lançamento no exterior rolou dia 31 de julho, aniversário de Harry e da autora. Já no Brasil, ele desembarca em português no dia 31 de outubro.

Go to Top