Posts tagged Cabo Verde

Maior livraria flutuante do mundo espera receber 30 mil visitas em Cabo Verde

0

logoshope

O navio Logos Hope, a maior livraria flutuante do mundo, faz escala na próxima semana nos dois principais portos de Cabo Verde, onde espera receber cerca de 30 mil visitas nos dias em que vai estar no país.

Publicado no Diário Digital

A previsão foi feita hoje em conferência de imprensa, na cidade da Praia, por Filipe Liete, coordenador do projeto, indicando que o navio espera receber 20 mil pessoas nos seis dias no Porto da Praia e 10 mil nos quatro dias no Porto do Mindelo, em São Vicente.

O navio chega à cidade da Praia no dia 01 de novembro e estará aberto ao público de 02 a 07 e depois viaja para o Mindelo, para uma escala de 10 a 13 do mesmo mês.

Esta é a primeira vez que o Logos Hope vai atracar em Cabo Verde, 16 anos após o Logos II, o navio-irmão, ter feito escala no país.

O Logos Hope oferece uma seleção de mais de cinco mil livros, a maioria em inglês, a preços mais baratos e dos mais variados temas, desde ciência, desporto, religião, culinária, artes, livros infantis, dicionários, textos acadêmicos.

Além da venda de livros, Filipe Leite destacou que serão realizadas várias outras atividades a bordo da embarcação, com destaque para um espetáculo no sábado, dia 05 de novembro, com performances culturais dos tripulantes, música e dança.

Os bilhetes para esse evento em particular custam 300 escudos (2.7 euros), enquanto a entrada nos outros dias custa 50 escudos cabo-verdianos por pessoa (45 cêntimos).

Com exceção da quarta-feira e do domingo, que será das 13:00 às 20:30, o navio estará aberto ao público das 10:00 às 20:30 locais nos restantes dias.

Durante a sua escala em Cabo Verde, Filipe Leite referiu que o navio vai realizar várias atividades sociais, como doação de livros, pintura de escolas e distribuição de purificadores de água a algumas instituições, sendo uma delas as Tendas Al-Shaddai, um centro de recuperação de toxicodependentes em Santa Cruz, interior de Santiago.

O coordenador do projeto, que em Cabo Verde tem como um dos principais parceiros a Igreja do Nazareno, disse ainda que serão oferecidos óculos de leitura em Achada de Santo António, o bairro mais populoso da cidade da Praia, com cerca de 14 mil habitantes.

Filipe Leite, de nacionalidade brasileira e que deu a conferência de imprensa juntamente com o alemão Jan, disse que as expectativas “são as melhores”, prova disso é que uma equipe está em Cabo Verde há mais de um mês a preparar a chegada do navio.

“Esta experiência onde os tripulantes visitam os países é muito rica porque tanto eles como os cabo-verdianos se beneficiam, porque compartilhamos culturas”, afirmou Filipe, um dos 20 brasileiros e os únicos falantes de português a bordo.

O coordenador recordou que o Logos Hope já teve um tripulante português e também um cabo-verdiano e convidou os jovens destes dois países e de outros lusófonos a participar do projeto, representada a bordo por mais de 60 nacionalidades.

Para isso, só precisam entrar em contacto com a OM, uma agência para recrutamento, ou entrar no site oficial do navio www.gbaships.org.

O Logos Hope é operado pela GBA Ships, uma organização beneficente internacional, registrada na Alemanha, que desde os anos 1970 já recebeu mais de 45 milhões de visitantes nos mais de 500 portos de mais de 150 países e territórios à volta do mundo.

Depois de Cabo Verde, a maior livraria flutuante do mundo segue para as Canárias.

2.500 livros sobre África e Oriente disponíveis online

4

2.500 livros sobre África e Oriente disponíveis onlinePublicado no Boas Notícias

A Universidade de Aveiro disponibilizou recentemente, no site do seu projeto “Memória de África e do Oriente”, mais de 2.500 livros referentes à história dos países de Língua Portuguesa, durante a administração colonial.

De acordo com informação avançada no próprio site, o Portal das Memórias de África e do Oriente, da responsabilidade da Fundação Portugal-África, pretende ser “um instrumento fundamental e pioneiro na tentativa de potenciar a memória histórica dos laços que unem Portugal e a Lusofonia, sendo deste modo uma ponte com o nosso passado comum na construção de um identidade coletiva” destes povos.

O site tem vindo a ser reforçado com a digitalização de livros e revistas que estão agora disponíveis na secção “Biblioteca Digital“. Neste momento estão digitalizadas e com livre acesso mais de 2.500 obras que vão desde livros da escola primária do tempo colonial, a relatórios de antigos governadores das então colónias e outros documentos.

O site Memória de África e do Oriente existe desde Setembro de 1996 e é executado pela Universidade de Aveiro e pelo Centro de Estudos sobre África e do Desenvolvimento (CESA) de Lisboa, com o apoio de instituições de Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Goa.

Go to Top