Posts tagged Café Literário

Bienal Internacional do Livro Rio anuncia novidades para 2019

0

Bienal Internacional do Livro Rio terá novidades em 2019 – Sandro Vox / Agência O Dia

Pavilhão infantil, espaço voltado à filosofia e negócios e nova área para pequenas editoras estão entre as inovações

Publicado em O Dia

Rio – A 19ª edição da Bienal Internacional do Livro Rio está cheia de novidades. Em 2019, a bienal acontecerá de 30 de agosto a 8 de setembro no Riocentro, Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, com a missão de “incentivar o hábito da leitura para mudar o país”. Entre as novidades estão novos espaços e conteúdos inéditos para seus diversos públicos.

“A Bienal é um sucesso, um momento mágico de interação entre os visitantes, as editoras e os autores. E, para mantermos esse encantamento, estamos sempre investindo em inovação, atentos às novidades e transformações tanto do mercado, quanto da sociedade. Em 2019, o objetivo é oferecer várias bienais dentro de uma, com espaços bem definidos para cada perfil de público”, afirmou Marcos da Veiga Pereira, presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL).

Na próxima edição, as novidades serão percebidas logo na chegada. Em vez de entrar direto na área de exposição, como nas edições anteriores, os visitantes irão acessar o evento pelo Pavilhão das Artes, que hoje abriga a maior exposição permanente indoor de arte de rua da América Latina. “É um local inspirador, dedicado à promoção da arte e da cultura. Absolutamente conectado com o universo da Bienal”, destaca Tatiana Zaccaro, diretora da Bienal, acrescentando que priorizar a experiência do público é primordial. Por isso, haverá maior aproveitamento das áreas externas do Riocentro, como jardins e lagos.

Ao entrar na galeria de arte, os visitantes se dividirão de acordo com seus interesses, já que a planta do festival foi redesenhada para concentrar atividades, expositores e patrocinadores afins em um mesmo ambiente. Desta forma, a comunicação das marcas será ainda mais eficiente e a interação com os visitantes, mais produtiva. “Vamos trabalhar com categorias muito bem segmentadas, seguindo a lógica de criar uma bienal para cada um. Para as crianças, por exemplo, teremos o pavilhão infantil”, revela Tatiana.

Dentro desse pavilhão, com mais de 10 mil m² inteiramente dedicados às crianças, estarão editoras de livros infantis, atividades lúdicas e atrações para toda a família, além de fraldário e um ambiente de alimentação especial focado nos pequenos. A área das atividades para esse público ocupará 500m², a maior dentro da programação cultural da Bienal.

Outras novidades serão um espaço dedicado à filosofia e negócios, onde se encontrará tudo sobre a nova literatura voltada para melhorar a qualidade de vida, e uma nova área para as pequenas editoras. O já tradicional Fórum de Educação – com programação voltada para educadores e professores – será ampliado para valorizar e promover a integração entre esses profissionais e oferecer capacitação profissional, além de proporcionar novas oportunidades de relacionamento para as editoras do segmento se aproximarem do seu público-alvo.

Esse é só o começo, pois outros ambientes e ações ainda estão sendo desenvolvidos pela comissão e curadoria da Bienal Rio.

Café Literário e Arena Jovem

Em 2017, com mais de 300 autores e convidados, divididos em 360 horas de programação cultural e 190 sessões, a Bienal Internacional do Livro Rio se firmou como uma verdadeira experiência cultural para toda a família. Em sua 18ª edição, o maior evento literário do país bateu recorde de público e recebeu 640 mil visitantes, superando a estimativa inicial de 600 mil. Em pesquisa realizada no final do evento, 93% das pessoas disseram que voltariam na próxima edição.

Para 2019, a direção da Bienal garante que Café Literário e a Arena Jovem serão mantidos. Na última edição, a procura pelo local dedicado aos debates de interesse dos jovens cresceu 344%, com o aumento da capacidade de 90 para 400 lugares de 2015 para 2017. A variedade de temas das mesas propostas para o Café Literário também agradou bastante e a atividade recebeu um público 25% maior que na 17ª edição.

Atrações da Bienal do Rio vão de escritores consagrados a youtubers; veja destaques

0
A Bienal Internacional do Livro do Rio começa nesta quinta-feira - Mônica Imbuzeiro / Infoglobo

A Bienal Internacional do Livro do Rio começa nesta quinta-feira – Mônica Imbuzeiro / Infoglobo

 

Haverá atrações para todos os gostos durante os 11 dias de evento: de autores conhecidos a celebridades de internet, passando por quadrinistas e filósofos.

Carlos Brito, no G1

Do tamanho reduzido e expressão modesta da primeira edição, realizada em 1983 nos salões do Hotel Copacabana Palace, a Bienal do Livro do Rio guarda apenas memórias. Maior evento literário do Brasil, a feira chega à décima-oitava edição nesta quinta-feira (31) com seu gigantismo, já há alguns anos, instalado no Riocentro, na Barra da Tijuca.

A quantidade de atrações é um dos elementos que têm garantido o sucesso de público do evento nos últimos 34 anos – na edição mais recente, em 2015, foram 3,7 milhões de livros vendidos para um público de 676 mil visitantes. A arrecadação chegou a R$ 83 milhões.

Autores consagrados e promessas da literatura nacional sempre foram presenças constantes. Porém, nos últimos anos, eles passaram a dividir espaço com celebridades do mundo virtual – os chamados Youtubers atraem parte considerável do público, sobretudo os mais jovens. Por isso, um espaço dedicado a eles – a Arena#SemFiltro – promete ser um dos locais mais disputados do evento.

Os outros três espaços são o Café Literário, o Encontro com os Autores e o Geek & Quadrinhos – este último, voltado ao público nerd.

Aqui estão algumas das atrações:

bienal-do-livro-programacao-2

31 de agosto

17h – Trajetórias editoriais – Responsáveis por três das maiores editoras do Brasil – Companhia das Letras, Editora 34 e Zahar – falam sobre como imprimiram as linhas editoriais das respectivas casas.

17h – Espaço Geek & Quadrinhos – Debate entre o quadrinista Carlos Ruas e o escritor Affonso Solano sobre a influência do politicamente correto na criação artística.

01 de setembro

11h – Entrevista com Ziraldo – O autor estará no espaço Encontro com Autores. Ele também lança um novo livro.

02 de setembro

17h30 – Vamos pensar um pouco? – Na Área Encontro com Autores, o filósofo e professor Mário Sérgio Cortella e o quadrinista Maurício de Sousa discutem a importância do exercício de pensar.

18h – Lima Barreto – A historiadora Lilia Schwarcz fala sobre o lançamento da biografia de Lima Barreto. No Café Literário.

19h30 – A Lava Jato e a democracia brasileira – Também no Café Literário, Fernando Gabeira e Deltan Dellagnol discutem a Operação Lava Jato e a democracia brasileira.

03 de setembro

17h – Bate-papo com Maurício de Sousa – Maurício de Sousa volta à Bienal para falar sobre o lançamento de sua biografia. No Encontro com os Autores.

18h30 – Vestindo a mesma pele – Intelectuais negros falam sobre experiências vividas na sociedade brasileira, onde o preconceito ainda persiste. Martinho da Vila, Muniz Sodré e Maurício Pestana participam. No Café Literário.

04 de setembro

14h – Fórum de Educação – Flávia Oliveira media um debate sobre a educação. No Fórum de Educação.

17h – Música e ideologia – Marcelo Yuka e Tico Santa Cruz falam sobre engajamento político dentro do universo musical. Na Arena Sem Filtro.

05 de setembro

19h – Humor! Ontem, hoje e sempre – Bruno Mazzeo e Lucas Rangel falam sobre o fazer humorístico em diferentes plataformas. Na Arena Sem Filtro.

19h – Bendita panelinha – A chef Rita Lobo conversa sobre sua trajetória literária.

06 de setembro

11h – Assista a este livro – Edney Silvestre fala sobre a importância da TV na facilitação do acesso ás grandes obras literárias. No Café Literário.

17h – Grandes lançamentos – Heloísa Seixas, Joca Reiners Terron e Santiago Nazarian – três dos principais autores da atual literatura brasileira – falam sobre seus lançamentos e como é viver de escrever livros no Brasil. No Café Literário.

19h30 – Literatura e história – Samir Machado e Alberto Mussa falam sobre literatura e história no Café Literário.

07 de setembro

18h – Futuro sustentável – O jornalista André Trigueiro debate sobre o futuro sustentável no Café Literário.

18h – Lobão – O cantor, compositor e escritor vem à Bienal para lançar o livro “Guia politicamente incorreto dos anos 1980 pelo Rock”.

08 de setembro

19h30 – 100 anos de samba – O historiador Luiz Antônio Simas promove um debate sobre o centenário da maior criação musical brasileira: o samba. No Café Literário.

09 de setembro

12h – Carl Hart, Ilana Szabó e Casagrande debatem a política de combate ao uso de drogas.

15h – Fabrício Carpinejar, Raphael Montes e Afonso Borges debatem o trabalho do cronista na literatura contemporânea.

17h – Leandro Karnal e Daniel Pinheiro discutem a pós-verdade.

19h30 – Artur Xexéo, Joaquim Ferreira dos Santos e Patrícia Kogut discutem a mídia televisiva e a história de seus grandes personagens.

10 de setembro

16h – A Era do Imprevisto – Míriam Leitão fala sobre a imprevisibilidade do momento histórico no qual vivemos. Às 16h, no Café Literário.

18h30 – 90 anos de Tom Jobim – Ruy Castro fala sobre a obra de um dos nomes mais importantes da Música Popular Brasileira. Às 18h30, no Café Literário.

15h – Literatura de Fantasia no Brasil – Eduardo Sporh, Affonso Solano e André Vianco falam sobre a criação de universos de fantasia dentro da literatura brasileira. Às 15h, no Encontro com Autores.

Serviço:

Período: de 31 de agosto a 10 de Setembro de 2017

Horários de funcionamento:

31 de agosto: 13h às 22h

7 de setembro (feriado): 10h às 22h

Durante a semana: 9h às 22h

Finais de semana: 10h às 22h

Local do evento:

Riocentro – Av. Salvador Allende, 6555 – Barra da Tijuca

E-mail para sugestões, dúvidas e comentários: [email protected]

Ingressos:

Inteira: R$ 24

Meia-entrada: R$ 12

Blogueiras Isabela Freitas e Bruna Vieira são atrações da Bienal do Rio

0

Autoras lançaram livros a partir de seus blogs e canais no Youtube.
Elas participam do Conexão Jovem e a distribuição de senhas é as 13h.

Publicado no G1

Isabela Freitas  (Foto: Leo Avers/Divulgação)

Isabela Freitas (Foto: Leo Avers/Divulgação)

A blogueira Isabela Freitas, autora de “Não se apega, não”, é a atração da tarde desta sexta-feira (11) na Bienal do Rio. Ela estará às 16h no Conexão Jovem, no Auditório Madureira, Pavilhão Verde do Riocentro para o “Bate-papo com a autora”, com mediação de Jaqueline Silva.

Os fãs poderão fazer perguntas para a jovem, que é mineira de Juiz de Fora, e trancou o curso de direito no oitavo período para se dedicar aos livros. Seu best-seller “Não se apega, não” vendeu 80 mil livros em três meses. A trajetória começou em 2010, quando criou um perfil no Twitter e conquistou milhares de seguidores. Não demorou muito para criar o blog e receber o convite para lançar o primeiro livro.

Os organizadores da Bienal informam que a distribuição de senhas acontece às 13h, na Central de Distribuição de Senhas, que fica entre a Praça Copacabana e o Espaço Maracanã, ao lado da Praça Central, na área externa do pavilhão.

E o Conexão Jovem continua às 18h, no mesmo local, com Bruna Vieira, autora do blog “Depois dos quinze”, uma espécie de diário na internet com 130 milhões de acessos. Bruna decidiu compilar suas crônicas e transformá-las em livro. A mediação do bate-papo é também de Jaqueline Silva.

A youtuber Bruna Vieira, do canal "Depois dos quinze" (Foto: Divulgação)

A youtuber Bruna Vieira, do canal “Depois dos
quinze” (Foto: Divulgação)

No Pavilhão Azul, no Café Literário, às 16h tem o encontro de Ignácio de Loyola Brandão, Tânia Rosing, Julio Ludemir, Marisa Lajolo e Volnei Canônica, numa conversa sobre “Feito de homens e livros: A formação de leitores no Brasil”, com mediação de Dolores Prades.

O Café Literário, espaço para discussões sobre cultura, debate as relações do Rio de Janeiro com as letras, entre outros assuntos. Serão 33 debates ao longo de todo o evento, que termina no domingo (13).

A 17ª edição da Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro reúne mais de 200 autores autores brasileiros e estrangeiros, estreantes e experientes, de diversos estilos.

Argentina homenageada
O país homenageado é a Argentina, que tem um estande de 400 metros quadrados e um auditório batizado como Manuel Puig, em homenagem ao autor de “O beijo da mulher-aranha”, que foi transformado em filme por Hector Babenco, com Sônia Braga, Raul Julia e William Hurt no elenco.

A delegação argentina tem 15 autores, que mostrarão um pouco da literatura que é feita pelo país vizinho. Entre eles destaca-se Eduardo Sacheri, autor de “O segredo dos seus olhos”, que ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro em 2010. Outros destaques são Martín Kohan, Tamara Kamenszain, Claudia Piñero, Mariana Enríquez, Mempo Giardinelli e Sérgio Olguín.

Entre os nomes internacionais de outros países estão Jeff Kinney, autor da série de livros “Diário de um banana”, e Sophie Kinsella, autora da série de livros que consagraram a personagem Becky Bloom. Ambas as obras têm versões cinematográficas.

Go to Top