Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged carreira

A Esposa, filme baseado em livro de Meg Wolitzer e que deu o Globo de Ouro para Glenn Close, estreia nos cinemas nessa quinta

0

Atriz Glenn Close no filme | Divulgação

Cristina Danuta

A Esposa (The Wife), filme de Björn Runge, que deu o Globo de Ouro de melhor atriz para Glenn close, estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, dia 10. Baseado no livro de Meg Wolitzer, A Esposa conta a história de Joan, vivida pela atriz Glenn Close, que abandona sua carreira e seus talentos para apoiar a carreira do marido, o escritor Joe (vivido por Jonathan Pryce) e se dedicar aos filhos.

Estão ainda no elenco os atores Jonathan Pryce, Christian Slater, Max Irons, Elizabeth McGovern e Annie Starke, que é filha de Glenn Close na vida real e aqui interpreta a personagem de sua mãe quando jovem.

O livro ainda não tem previsão de publicação no Brasil.

Sinopse

Enquanto viaja para Estocolmo com o marido, que receberá o Prêmio Nobel de Literatura, Joan (Glenn Close) questiona suas escolhas de vida. Durante os 40 anos de casamento, ela sacrificou seu talento, sonhos e ambições, para apoiar o carismático Joe (Jonathan Pryce) e sua carreira literária. Assediada por um jornalista (Christian Slater) ávido por escrever uma escandalosa biografia de Joe, agora Joan enfrentará o maior sacrifício de sua vida e alguns segredos há muito enterrados finalmente virão à tona.

Uma das partes mais emocionantes do Globo de Ouro, que ocorreu nesse domingo, em Los Angeles (EUA), foi o discurso de Glenn Close, ganhadora do prêmio de melhor atriz. Confira abaixo:

A ESPOSA (The Wife)

Direção: Björn Runge

Roteiro: Jane Anderson

Elenco: Glenn Close, Jonathan Pryce, Christian Slater, Max Irons, Elizabeth McGovern.

Ano: 2017

País: Reino Unido, Suécia e EUA

Duração: 100 min

Classificação: 12 anos

Copa do Mundo: 5 jogadores do Brasil que possuem livros lançados

0

MIGUEL SCHINCARIOL/AFP/Getty Images)

Gabu Camacho, no Beco Literário

Você sabia que além de jogadores de futebol, muitos esportistas do Brasil possuem livros lançados? São biografias em sua maioria, que contam desde sua trajetória até lições valiosas que aprenderam na difícil jornada até o estrelato.

Não é comum que estes livros, assim como outras biografias, possuem o que chamamos de ghost-writers, isto é, jornalistas que ouvem todo o relato do perfilado e escrevem a história dando o tom que desejam. O dom da escrita não é para qualquer um, apesar de todos terem boas histórias para contar.

1- Um olho na bola, outro no Cartola (Romário)

As revelações do ex-jogador Romário sobre o crime organizado no futebol brasileiro. Ele foi ídolo do Vasco, Flamengo, Barcelona, de todos os times que jogou. Eleito o melhor jogador do mundo por duas vezes, foi o herói da seleção brasileira que conquistou a Copa do Mundo em 1994, nos Estados Unidos. O “baixinho”, grande responsável pelo tetra, virou um gigante na política. Primeiro, como deputado federal. Em seguida, como o senador com o maior número de votos no estado do Rio de Janeiro, o político Romário vem fazendo tanto barulho no Congresso como fazia nos gramados. Foi ele quem brigou pela criação da CPI que investigou as suspeitas de irregularidades na gestão financeira da CBF e do Comitê Organizador da Copa do Mundo no Brasil, em 2014. Foram dois anos de muitos depoimentos, provas e discussões que levaram ao Fifagate e à prisão de vários cartolas. Neste livro, o agora escritor Romário lembra os grandes momentos de sua carreira, conta como o nascimento de sua filha caçula, Ivy, portadora da síndrome de Down, mudou a sua vida e o levou à política. E revela em detalhes todo o processo da CPI cujo objetivo, segundo ele, era colocar na cadeia quem enriqueceu ilicitamente às custas do esporte de maior apelo popular no planeta.

2- Raí: Auto-Fotobio (Raí)

Raí foi um dos melhores jogadores do mundo ao longo da década de 1990. É ídolo supremo do São Paulo, e também do Paris Saint-Germain, clubes onde fez carreira, em uma trajetória repleta de títulos, incluindo a Copa de 1994, o Mundial de Clubes, duas Libertadores, Copa da Europa, Campeonatos Brasileiros, Franceses, Paulistas e muitos outros. Conquistou tudo o que podia. No livro ‘Raí Auto-Fotobio’, o craque, que acaba de completar 50 anos, conta da infância, da família e da descoberta da vocação e início de carreira, aos 17 anos, no Botafogo de Ribeirão, com a responsabilidade de ser irmão do Dr. Sócrates, grande – e o mais controvertido – jogador da época. Em seguida, repassa a carreira e sua vida pessoal em paralelo, avaliando os privilégios e restrições que essa vida dupla oferece. E chega ao pós-carreira, em que também tem colecionado realizações relevantes como a Fundação Gol de Letra, a Ong Atletas pelo Brasil e a empresa Raí+Velasco. No livro, cada relato é acompanhado de um conjunto de imagens, somando cerca de 100 fotos e reportagens, que permitem ao leitor visualizar a história em campo, nas narrativas da época e em momentos da vida privada de Raí, sendo conduzido por essa sequência integrada de textos e imagens.

3- Casagrande e seus demônios (Walter Júnior Casagrande)

Ricamente ilustrado, com um caderno recheado de fotos, a publicação tem prefácio de Marcelo Rubens Paiva, amigo de sempre, que endossa a hipótese de que tantas coisas boas, e outras tantas ruins, que permearam a vida do ex-jogador dariam um bom roteiro para um livro. “Casão faz questão de contar o inferno que viveu quando era viciado em drogas e sua internação, pois para ele é fundamental passar adiante a experiência, dividir as dores da dependência e alertar para os perigos de um vício frenético, sem preconceitos, desvios ou mentiras. A verdade ajuda a sanidade”.

4- Neymar Jr. de A a Z (Neymar Jr.)

‘Neymar Jr. de A a Z’ é o primeiro livro oficial do ídolo brasileiro. Além de registrar os principais acontecimentos, o livro traz detalhes da vida e da carreira de Neymar de um jeito moderno e irreverente, repleto de fotos. Um gol de placa para os fãs de um dos principais jogadores do mundo na atualidade.

5- Pelé: Minha vida em imagens (Pelé)

Com um sincero depoimento autobiográfico, pontuado por mais de 70 imagens, entre raras e inéditas, o livro ‘Pelé – Minha Vida em Imagens’ condensa a narrativa mítica do garoto franzino de Três Corações, que se transformou no maior jogador de futebol de todos os tempos. Em formato de scrapbook, o volume traz uma série de ítens de colecionador que podem ser destacados e guardados pelo leitor, como ingressos dos principais jogos, o cartaz da Copa do Mundo de 1958, recortes de jornais da época e até um ofício da Casa Branca que trata da visita de Pelé ao presidente Nixon. As imagens são um espetáculo à parte e retratam lances memoráveis do jogador: a seqüência do gol de número 1.000, o retrato de Pelé feito pelo artista Andy Warhol, em 1977, e o abraço no amigo Muhammad Ali na cerimônia de sua despedida definitiva do futebol. A edição traz ainda um apêndice que elenca todos os gols que Pelé marcou no decorrer da carreira, divididos por ano, data, time e adversário.

Rita Lee é autora brasileira mais vendida de 2017

0

Ihanna Barbosa, no Reduto do Rock

Rita Lee, além de ser um dos grandes nomes do rock nacional, agora é uma das autoras brasileiras mais vendidas de 2017. Já há algum tempo longe dos palcos, Rita manteve seu espaço nos holofotes com seu livro “Rita Lee – Uma Autobiografia“, onde relata fatos marcantes da sua vida e carreira.

Com sua autobiografia, Rita Lee vendeu 98 mil exemplares, se tornando a autora brasileira de não-ficção mais vendida no país, mais de 30 mil exemplares na frente dos segundos colocados. Rita passou a se dedicar mais aos livros depois que anunciou a aposentadoria dos palcos. Em 2013 lançou o “Storynhas”, e apenas alguns meses depois da autobiografia, Rita lançou “Dropz”, uma coletânea que reúne 61 contos.

“Rita Lee – Uma Autobiografia”, lançada no final de 2016, conta os altos e baixos da vida de Rita, com as palavras da própria cantora, desde o abuso sofrido na infância até seu último show da carreira, no aniversário de 459 anos da cidade de São Paulo. Passa pelo início e fim da banda os Mutantes e Tutti Fruti, a parceria na vida e carreira com Roberto Carvalho, a repressão política, o uso de drogas e mais inúmeros fatos, que levaram Rita Lee ao título de Rainha do Rock.

Com informações da Forbes Brasil e PublishNews.

Os melhores livros de 2017 para revolucionar sua carreira em 2018

0
Livros (MaskaRad/Thinkstock)

Livros (MaskaRad/Thinkstock)

Se você adora ler e pretende dar um impulso na sua vida profissional no ano que vem, esta lista é para você

Claudia Gasparini, na Exame

São Paulo — Além de trazer mudanças profundas para o mercado de trabalho, o ano de 2017 foi marcado por bons lançamentos editoriais sobre produtividade, gestão de pessoas e outros assuntos ligados ao universo da carreira.

A pedido do site EXAME, a coach Marie-Josette Brauer, fundadora do Innovation Coaching Center, fez uma seleção dos melhores livros sobre o assunto lançados em 2017. A lista é eclética: vai da obra de um filósofo norueguês sobre o papel do silêncio para a vida moderna até um guia de liderança para millennials.

O que eles têm em comum? A promessa de inspirar a sua vida profissional em 2018 a partir de novas perspectivas sobre o significado do sucesso.

Alguns títulos já estavam disponíveis nas livrarias em seus idiomas originais, mas foram traduzidos para o português apenas neste ano. Confira a seguir as indicações e boa leitura:

“Primeiro o mais importante”

Autor: Stephen R. Covey
Editora: Sextante
Resumo: A partir de exercícios práticos, o livro ensina o leitor a reconhecer sua missão, definir metas para ter mais qualidade de vida, aperfeiçoar sua tomada de decisão e aumentar a produtividade na rotina.
Como pode inspirar a sua carreira em 2018: “O autor faz pensar sobre como dar prioridade às prioridades, distinguir o que o urgente do que é importante, dando preferência ao que é importante”, diz a coach Marie-Josette Brauer, fundadora do Innovation Coaching Center.

“O livro das pequenas revoluções”

Autora: Elsa Punset
Editora: Academia
Resumo: O livro oferece pequenos treinamentos para superar a timidez, a angústia, a solidão e outras fontes de sofrimento na vida profissional e pessoal. As “pequenas revoluções” do título fazem referência à conquista de novas formas de lidar com emoções negativas na rotina.
Como pode inspirar a sua carreira em 2018: De acordo com Brauer, o livro pode ser visto como uma pequena caixa de ferramentas cheia de recursos para evitar incômodos que atrapalham o seu sucesso profissional. A partir de rituais que ajudam a dominar pensamentos, emoções e gestos cotidianos, a autora mostra como pequenas ações podem desencadear grandes mudanças.

“Tempo, talento, energia”

Autores: Michael Mankins e Eric Garton
Editora: Figurati
Resumo: Escrito por dois consultores da Bain & Company, o livro ensina a otimizar o tempo de trabalho da sua equipe, explorar os talentos de cada indivúduo e manter a energia do time sempre constante.

Como pode inspirar a sua carreira em 2018: Por meio de exemplos práticos, a obra serve como guia para líderes que desejam extrair o melhor de suas equipes no ano que vem. A principal lição do livro — a de que a gestão do capital humano precisa ser disciplinada — pode ser um ponto de partida para repensar a relação com o seus liderados em 2018.

“Silêncio”

Autor: Erling Kagge
Editora: Objetiva
Resumo: O excesso de ruídos, informações e estímulos está empobrecendo nossa vida interior. A partir dessa premissa, o autor norueguês fala sobre a importância de cultivar o silêncio e o autoconhecimento.

Como pode inspirar a sua carreira em 2018:“É impressionante a necessidade que temos do silêncio em um cotidiano tão barulhento”, afirma a coach Marie-Josette Brauer. Segundo ela, o livro tem a capacidade de fazer o leitor enxergar sua vida pessoal e profissional com mais clareza, sensibilidade e perspectiva.

“O novo líder”

Autora: Lindsey Pollak
Editora: Cultrix
Resumo: Escrito por uma especialista na vida profissional da geração Y, o livro apresenta um guia de liderança para millennials, com testes, aplicativos e sites que ajudam os jovens profissionais na rotina. Por outro lado, também ajuda quem já tem cabelos brancos a entender melhor seus colegas mais novos.
Como pode inspirar a sua carreira em 2018: Segundo Brauer, o livro é uma ótima fonte de ideias para criar o seu próprio estilo de liderança, independentemente da sua idade. Além disso, o leitor é convidado a refletir sobre diversas formas de se comunicar de forma eficaz com clientes, chefes, subordinados e clientes de qualquer geração.

“Cultura de excelência”

Autor: David Cohen
Editora: Primeira Pessoa
Resumo: O livro conta a trajetória da Fundação Estudar, que divulga os valores de Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira. A Fundação já contabiliza 617 ex-bolsistas, 25 mil jovens beneficiados por cursos e 15 milhões de pessoas alcançadas pelos seus canais na internet. A obra aborda os valores, métodos e princípios da instituição, além de acompanhar as histórias de jovens que tiveram sua vida transformada pelo contato com a iniciativa.
Como pode inspirar a sua carreira em 2018: O livro conta histórias de superação, meritocracia e, claro, muito sucesso. A inspiração advinda desses exemplos é ainda mais potente por vir de personagens brasileiros.

“1 kg de cultura geral”

Autores: Florence Braunstein e Jean-François Pépin
Editora: Blucher
Resumo: Em mais de 1300 páginas, os autores deste livro colossal apresentam temas como o Big Bang, o helenismo, a arte merovíngia, Maria Antonieta, Simone de Beauvoir e diversos outros assuntos da pré-história à época contemporânea.
Como pode inspirar a sua carreira em 2018: “O livro ajuda a pensar sobre a complexidade do nosso mundo com mais liberdade, notar os preconceitos e compreender a origem das ideias que estão na moda”, diz Brauer. “Embora não fale exatamente sobre carreira, é uma obra essencial para o sucesso sob todos os pontos de vista”.

“Dinheiro – Domine esse jogo”

Autor: Tony Robbins
Editora: Best Seller
Resumo: A partir de fundamentos de PNL (Programação Neurolinguística), o famoso coach Tony Robbins mostra ferramentas acessíveis para organizar as suas finanças pessoais e conquistar independência e estabilidade.
Como pode inspirar a sua carreira em 2018: O sucesso profissional e o êxito financeiro nem sempre caminham de mãos dadas, mas a estabilidade material é um projeto perfeitamente viável. “O livro é um excelente investimento, porque o autor nos oferece os segredos para chegar à verdadeira liberdade do ponto de vista material”, resume Brauer.

Nicholas Sparks: ‘Não escrevo só para mulheres’

0
Nicholas Sparks comemora 20 anos de carreira e prepara novo livro Foto: JF Diorio/Estadão

Nicholas Sparks comemora 20 anos de carreira e prepara novo livro Foto: JF Diorio/Estadão

 

O escritor best-seller fala sobre seu novo livro, ‘Dois a Dois’

Publicado no Estadão

Nicholas Sparks ficou famoso em 1996 com O Caderno de Noah, um livro que o consagrou como autor “romântico” ainda que ele diga, nesta entrevista, que não escreve só para mulheres. Seu novo romance, Dois a Dois, é protagonizado por um pai e sua filha.

Com este 20º livro, lançado nos EUA em 2016, Sparks celebra os 20 anos de uma obra best-seller que transformou suas adaptações em blockbusters.

“É muito especial ter publicado 20 livros em 20 anos, um número redondo, muito bonito, que mostra que já tem um tempo que venho fazendo isso”, disse. Entre o primeiro livro e este, há muitas diferenças.

Em Dois a Dois (lançado no Brasil pela Arqueiro), há três elementos conhecidos de sua obra: o romantismo, a Carolina do Norte como cenário e o fato de que “as histórias sejam completamente diferente entre si”, diz.

Aos 32 anos, Russell Green, protagonista de Dois a Dois, tem tudo: uma mulher impressionante, uma filha adorável de 6 anos, uma carreira de sucesso como executivo da área de publicidade e uma grande casa em Charlotte. Vive um sonho e o casamento com Vivian é o centro de seu universo.

Mas começam a aparecer os problemas e Russ está prestes a presenciar uma guinada em sua vida. Em questão de meses, ele se vê sem trabalho e sem mulher e terá de lutar para se adaptar a uma nova e desconcertante realidade, embarcando em uma viagem aterrorizante que colocará a prova todas as suas habilidades e sentimentos.

“Eu queria escrever uma história entre um pai e uma filha e falar da dificuldade que todos temos em encontrar equilíbrio em nossa vida. Se temos uma carreira, uma parceira, filhos, amigos, não há tempo suficiente para fazermos tudo”, explica Sparks.

Uma história de adaptação e de superação em que ele também aborda os questões de gênero: “Muitas mulheres trabalham fora de casa, mas, pelo menos nos Estados Unidos, carregam a maior responsabilidade na criação dos filhos e nos afazeres domésticos. Não acredito que isto seja justo se os dois estão trabalhando, mas é a realidade”.

Sparks ressalta que seu interesse é em criar personagens e romances que deem a sensação de “veracidade e não de fantasia”, incluindo toda gama de sentimentos que “as pessoas experimentam”, porque geralmente “encontra a inspiração” em pessoas que conhece.

“Me interessa escrever o melhor livro que eu possa escrever em cada momento. A opinião dos meus leitores são as mais importantes para mim”, diz, e reconhece que a maioria de seus fãs é formada por mulheres.

Mas ele diz: “Não escrevo só para mulheres. Gosto de pensar que homens e mulheres podem ler meus livros, mas, por acaso, são mais mulheres”.

Sparks não para. Ele está terminando seu próximo livro e preparando o roteiro da adaptação cinematográfica de O Guardião. O projeto de adaptação de O Diário de Noah, ele conta, está “parado”.

Go to Top