Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged carta

“Apoio maravilhoso”: fã de 9 anos faz livro e emociona esposa de Schumi

0

Corinne Schumacher responde garoto da Irlanda do Norte em carta e agradece o carinho. Aidan Gormley produziu obra “Ferrari Adventure” em apenas três semanas

Publicado por Globo Esporte

Capa do livro "Ferrari Adventure" (Foto: Facebook)

Capa do livro “Ferrari Adventure” (Foto: Facebook)

Entre as milhares de cartas recebidas pelos familiares de Michael Schumacher desde seu grave acidente de esqui no final do ano passado, uma delas chamou bastante a atenção da esposa do ex-piloto alemão, Corinna. Um livro de ficção escrito por Aidan Gormley, de apenas nove anos, ganhou atenção especial, e o pequeno fã ganhou de resposta uma carta emocionada.

– Nosso Michael é um lutador e nunca vai desistir. Obrigada por seus bons desejos e pelo belo presente. Para a nossa família é um apoio maravilhoso – escreveu.

Natural de Omagh, na Irlanda do Norte, Aidan produziu a obra em apenas três semanas e enviou ainda em maio para a família de seu ídolo. Chamada de “Ferrari Adventure”, conta a história de um garoto – Johnny -, que percorre o mundo com sua Ferrari vermelha e tem como herói o alemão heptacampeão de Fórmula 1.

Em entrevista ao jornal alemão “Bild”, a empresária de Schumacher, Sabine Kehm, revelou a alegria de Corinna ao receber as mensagens de carinho.

– Ela ficou muito emocionada. Gostaríamos de agradecer, assim como aos que enviaram todas as outras cartas e presentes.

Aidan, que posa com Ferrari vermelha ao fundo, ganhou resposta emocionada de Corinna Schumacher (Foto: Facebook)

Aidan, que posa com Ferrari vermelha ao fundo, ganhou resposta emocionada de Corinna Schumacher (Foto: Facebook)

Uma das ilustrações da obra do pequeno fã de apenas nove anos de idade (Foto: Facebook)

Uma das ilustrações da obra do pequeno fã de apenas nove anos de idade (Foto: Facebook)

J.K. Rowling se passa por Dumbledore para enviar carta a sobrevivente de massacre

0

Autora da saga ‘Harry Potter’ escreveu mensagem de apoio a jovem americana que perdeu os pais e os irmãos nos EUA

Dumbledore, interpretado na imagem por Michael Gambon, é um dos personagens preferidos da saga de J.K Rowling - Divulgação/Warner

Dumbledore, interpretado na imagem por Michael Gambon, é um dos personagens preferidos da saga de J.K Rowling – Divulgação/Warner

Publicado em O Globo

RIO — Autora dos livros “Harry Potter”, J.K. Rowling enviou uma carta de apoio em nome do bruxo Alvo Dumbledore a Cassidy Stay, de 15 anos, única sobrevivente de um massacre que dizimou sua família. A mensagem foi enviada dias após a menina de Houston, no Texas, revelar que o bruxo de Hogwarts foi sua inspiração para encarar o luto. O conteúdo da carta não foi divulgado.

O massacre aconteceu no dia 9 de julho. Segundo a polícia, Ronald Lee Haskell, de 33 anos, autor dos disparos, entrou na casa da família de Cassidy, buscando por sua ex-mulher (tia da jovem), e acabou atirando contra os sete integrantes da família. Mesmo ferida, ela conseguiu ligar para a polícia após o atirador sair. Os pais e os quatro irmãos da adolescente morreram. Haskell foi preso no mesmo dia, e seu advogado alegou que ele possui distúrbios mentais.

A jovem, que agora mora com o avô, fingiu estar morta e alertou a polícia sobre o crime ocorrido em sua residência em julho deste ano. Durante o velório da família, Cassidy contou ter tirado de “Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban” a inspiração para buscar forças para enfrentar um momento tão difícil, e leu uma frase dita por Dumbledore no livro: “A felicidade pode ser encontrada até nos tempos mais escuros se alguém se lembrar de ligar a luz.”

Além da carta, assinada pelo mago e diretor de Hogwarts, o pacote enviado por Rowling continha uma varinha mágica, uma carta de aceitação para a escola, a lista de materiais do ano letivo e o terceiro livro da série autografado pela autora. O recebimento da correspondência foi confirmado numa página no Facebook, criada por amigos de Cassidy para realizar um encontro entre Rowling e a jovem.

Segundo o jornal “The Telegraph“, um porta-voz da escritora confirmou que “J.K. Rowling entrou em contato com Cassidy Stay”, mas que “o conteúdo da carta permanece em privado”.

Escritora de autoajuda, a coreana Choi Yoon-Hee, comete suicídio

0

Yoon-Hee deixou uma carta revelando uma doença e pedindo desculpas

Escrever mais de 20 livros de autoajuda não ajudou Foto: Reprodução / Article Joins

Escrever mais de 20 livros de autoajuda não ajudou
Foto: Reprodução / Article Joins

Publicado por Diário Catarinense

Contradizendo tudo o que pregava em seus mais de 20 livros e na televisão, a coreana Choi Yoon-Hee, famosa por prestar autoajuda para que as pessoas encontrassem a felicidade, cometeu suicídio, junto ao seu marido, aos 63 anos.

Conforme informam as agências de imprensa da Coréia, Yoon-Hee – também conhecida como a “sacerdotisa da felicidade” – enforcou-se junto com seu marido na habitação de um motel de Goyang, ao norte do Seul. Seu marido tinha 72 anos.

Yoon-Hee deixou uma carta pedindo desculpas aos seus seguidores, familiares e amigos, e explicando os motivos de suicidar-se. A carta foi divulgada pela polícia. “Tive um momento muito difícil porque sofro do pulmão e do coração”.

Em seus livros de autoajuda, a escritora pregoava fórmulas para alcançar a felicidade e a esperança no país desenvolvido que conta com a taxa de suicídios de mulheres mais alta do mundo e a segunda mais alta para os homens, depois do Japão.

Carta de escola a alunos dizendo que nota ‘não é tudo’ faz sucesso na internet

0

A mensagem foi enviada aos estudantes da escola primária Barrowford, na Inglaterra

705pxsayj2_149p4zasa_file
Uma carta enviada aos alunos de uma escola da Inglaterra se tornou viral na internet ao dizer que as notas nem sempre representam aquilo que os fazem “especiais e únicos”.

O texto diz aos alunos que a escola está “orgulhosa” do “enorme empenho” que eles demonstraram e que deram “o melhor de si durante uma semana complicada”.

— Estes testes nem sempre avaliam tudo aquilo que faz cada um de vocês ser especial e único.

A mensagem foi enviada aos alunos da escola primária Barrowford, em Lancashire, no noroeste da Inglaterra, com os resultados de dois importantes testes.

Os organizadores das provas, diz a carta, “não conhecem cada um de vocês… da mesma maneira que seus professores os conhecem, eu espero, e certamente não da maneira como suas famílias”.

Eles não sabem “como você é confiável, gentil e alguém que tem consideração, e ainda que tenta, todos os dias, dar o melhor de você”.

A carta termina dizendo aos alunos “que comemorem os resultados” obrtidos, mas lembra que “há várias maneiras de ser inteligente”.

A diretora da escola, Rachel Tomlinson, disse estar “absolutamente surpresa” pela reação à carta, que foi reproduzida no Facebook e no Twitter e virou notícias em diversos jornais. Ela disse ter encontrado a mensagem em um blog americano na internet.

A diretora negou que a mensagem da carta era de que as notas dos testes não importam.

— Nós nunca daremos aos alunos a mensagem de que as conquistas acadêmicas não são mportantes – o que fazemos é ter certeza que aprovamos alunos confiantes, articulados e realmente independentes que assim seguirão rumo à próxima fase de suas carreiras escolares.

No Twitter, a escola Barrowford comemorou: “‘Uau’. Há mensagens em todo o mundo sobre esta carta!! Tudo o que fizemos foi lembrar nossos (alunos) o quão incríveis eles são!!!”.

A mensagem foi reproduzida mais de mil vezes e o nome da escola virou um das palavras mais comentados no Twitter.

Fonte: R7

Autora de ‘Comer, rezar e amar’ divulga carta em solidariedade ao Brasil

0

20140709101023810378i

Casada com um brasileiro, Elizabeth Gilbert estava torcendo pela Seleção, e pediu que o país cuide dos jogadores com carinho depois da vexatória derrota

Fernanda Machado, no Divirta-se

A escritora norte-americana Elizabeth Gilbert, conhecida pelo best seller ‘Comer, rezar e amar’, enviou, na noite desta terça-feira, uma carta aos brasileiros, se solidarizando com a derrota histórica contra a Alemanha. Casada com um brasileiro, a romancista afirmou que estava torcendo pela seleção canarinho.

No texto postado em sua página oficial no Facebook, Elizabeth demonstra preocupação com os jogadores que sofreram o enorme baque na partida da semifinal, e pede que o país cuide deles com carinho. No entanto, a escritora não deixa de parabenizar a Seleção Alemã pela vitória, e especialmente pelo espírito esportivo e humildade perante o resultado massacrante em cima da anfitriã do torneio.

Leia abaixo a carta na íntegra:

“Eu não poderia ir para cama hoje sem mandar amor para meus amigos no Brasil, que sofreram a mais devastadora derrota na Copa do Mundo.

Eu fico pensando naqueles garotos brasileiros que perderam o jogo hoje, e me preocupo sobre como eles vão se recuperar. Suas vidas serão profundamente afetadas por isso – e agora eles vão ter que aprender como processar o que aconteceu. Eles tiveram muita pressão em seus jovens ombros, eu acho. Se esperar que eles carregassem os sonhos de um país inteiro, enquanto jogavam em sua própria terra, enquanto competiam com lendas dos heróis do futebol brasileiro do passado, enquanto estão sendo assistidos pelo mundo inteiro…tudo isso é um pouco demais. Eu espero que esses meninos sejam apoiados, não demonizados. Eles são só crianças. Mamãe Liz fica preocupada…

Mas eu também tenho que dizer – parabéns para a Alemanha! Não só pela poderosa vitória (apesar de vocês saberem que meu casamento com um brasileiro me obriga a torcer pelo Brasil!) mas ainda mais pela graça e espírito esportivo que mantiveram um pouco de dignidade e bondade no campo hoje. Isso realmente me tocou. Vocês poderiam ter sido babacas sobre esse jogo, mas não foram. Isso foi legal.

Eu sei que é só um esporte, mas são pessoas reais jogando, e essa é verdadadeiramente uma Copa do Mundo do mundo TODO. Tudo fica muito apaixonado e caloroso, mas eu adoro esse sentimento – por alguns momentos a cada quatro anos – quando todo mundo na Terra está pensando na mesma coisa. Eu não posso evitar em me importar com isso e ficar maravilhada com isso. A emoção coletiva humana é muito impressionante, mesmo quando devastadora.

De qualquer forma…

Fique bem, Brasil, nós amamos vocês! Cuidem desses garotos; eles vão precisar disso.”

Go to Top