Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Celular

Professor usa Pokémon Go para ensinar geografia aos alunos

1

poke1

Publicado no Hypeness

Enquanto muita gente está ocupada demais criticando o Pokémon Go, algumas pessoas preferem buscar o impacto positivo do jogo. É o caso deste professor de geografia de Rio Preto, que decidiu usar o aplicativo em suas aulas para envolver os alunos e ensiná-los a compreender mapas.

Leandro Ferreira é professor do 3º ano da Escola Municipal Professora Regina Mallouk e foi para a rua com os estudantes na segunda-feira, 8, para ensiná-los a compreender mapas através do game. O professor sempre jogou videogames e percebeu o potencial do Pokémon Go no ensino ao jogá-lo.

Ele contou em entrevista ao G1 que os alunos não podem levar celular para as aulas, mas os pais e a escola autorizaram o uso dos aparelhos no dia da atividade. Assim, os estudantes foram divididos em grupos para mapear o entorno escolar. No mapa foram incluídos pontos de ônibus, telefones públicos, casas de alunos, supermercados e pokestops (lugares mais comuns para encontrar Pokémons).

Durante as aulas, Leandro também ensinou dicas de segurança que os estudantes devem tomar ao jogar, como evitar lugares perigosos, não atravessar a rua jogando e andar sempre em grupo. A atividade envolveu ainda outras disciplinas: os estudantes criaram uma redação sobre os problemas do bairro após conhecer melhor o entorno e aprenderam a somar e subtrair o peso e a altura dos Pokémons.

poke2

poke3

Todas as fotos: Divulgação

Harry Potter Go está sendo desenvolvido e será uma realidade em breve

0

Publicado no Super Tela

Definitivamente a era da tecnologia está atingindo seus limites absolutos, e desde o advento dos smartphones, as pessoas estão deixando de viver a vida real para viver em uma fantasia; Temos observado isto recentemente com o aparecimento de Pokémon Go.

1

Como se isso não fosse o bastante o sucesso que Pokémon Go trouxe para a empresa Niantic, agora eles estariam propondo atender mais um dos nossos sonhos de infância tornando a saga Harry Potter em algo real e fantástico. Graças a uma petição criada um há alguns dias pelos fãs da série, onde eles sugeriram a possibilidade de lançar feitiços, duelos com os amigos e capturar bestas mágicas na vida real, a Niantic poderia criar o Harry Potter Go.

2

A Niantic parece a ter escutado os seus utilizadores. Aparentemente, eles não perderam tempo em adquirir os direitos para criar a versão de Harry Potter Go. O desenvolvedor da Niantic Marcus Figueroa, revelou alguns detalhes durante uma entrevista em que ele disse:

“Nós adquirimos os direitos para essa aplicação. A demanda por este título é louca, então pensamos em experimentá-la. Queremos fazer algo com a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts semelhante a Pokémon Go. Com um sistema de missões para ser concluída, possivelmente, novos eventos totalmente interativos seriam criados, mas não prometemos nada ainda. Isso é tudo que podemos dizer”.

4

Definitivamente o jogo de Harry Potter não seria completa se os jogadores não fossem classificados por casas e se eles tiveram a oportunidade de escolher suas varinhas. Assim, elas permaneceriam fiéis à sua casa já concedidas durante o jogo sem a opção de troca.

6

No final, não importa a qual casa você pertence, o importante será viver está experiência de ser um bruxo de verdade.

Imagens Okchicas

Projeto oferece leitura de livros pelo celular em ônibus no Peru

0
Ciente de que a capital do Peru tem poucas bibliotecas, o coletivo peruano Chup de Mango tomou esta iniciativa usando livros que são de domínio público e colocando em adesivos, além dos códigos, alguns trechos das obras(Colectivo Chup de Mango/Divulgação)

Ciente de que a capital do Peru tem poucas bibliotecas, o coletivo peruano Chup de Mango tomou esta iniciativa usando livros que são de domínio público e colocando em adesivos, além dos códigos, alguns trechos das obras(Colectivo Chup de Mango/Divulgação)

 

Coletivo peruano Chup de Mango cola nos veículos adesivos com códigos QR com as informações para baixar os livros. Entre as obras escolhidas pelo grupo estão ‘O Pequeno Príncipe’ e ‘ Dom Quixote’

Publicado na Veja

Obras como O Pequeno Príncipe, Madame Bovary, Drácula, Dom Quixote e outras que são de domínio público podem agora ser lidas em smartphones e tablets nos ônibus de Lima, por meio de códigos QR, graças a um projeto de incentivo à leitura.

Ciente de que a capital do Peru tem poucas bibliotecas, o coletivo peruano “Chup de Mango” tomou esta iniciativa usando livros que são de domínio público e colocando em adesivos, além dos códigos, alguns trechos das obras.

“Não há muito apreço pelos livros e não há muitos lugares onde se promover a leitura. Daí nosso interesse para que as pessoas leiam mais”, explicou uma das organizadoras da iniciativa, a publicitária Melissa Mandujano.

O projeto é pioneiro na capital peruana, mas se baseia na experiência do metrô de Medellín, na Colômbia, que já conta, inclusive, com uma biblioteca.

“O sistema de transporte público em Lima é caótico, e às vezes viajar é entediante e chato porque você passa muito tempo esperando chegar ao destino.”, disse Fabiola Carranza, jornalista que também faz parte do projeto.

A iniciativa ainda não consegue contabilizar quantos downloads são feitos. Segundo as organizadoras, isso acontece porque quando o passageiro baixa o livro, ele é direcionado para endereços disponíveis na rede que contém o download gratuito da obra, mas que não têm relação com o projeto.

“Apesar de os protagonistas serem os passageiros, o objetivo é mudar o transporte em si e conseguir o apoio das prefeituras para que se unam a essa ideia simples e aumentem o alcance da leitura no Peru”, defendeu Fabiola Carranza.

(Da redação)

Ubook, aplicativo de audiolivros, faz lançamento de audiolivro durante a Flip

0

ubook

Em parceria, Ubook estará em uma inovadora Casa Coworking, onde estão previstas inúmeras ações voltadas ao mundo literário

Publicado no Sopa Cultural

O Ubook, aplicativo de audiolivros, não poderia faltar em um dos principais festivais literários do mundo, a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), que acontece de 01 a 05 de julho, na cidade de Paraty, no Rio de Janeiro. Para a estreia, o Ubook optou por uma parceria na inédita e inovadora Casa Coworking PublishNews. “Participar desse evento vai além de conquistar novas parcerias, é uma forma de ficar sabendo o que de melhor acontece no segmento e seus possíveis desdobramentos”, afirma Flavio Osso, CEO e sócio do Ubook. “Servirá, também, para promover e evidenciar o audiolivro e mostrar a importância para a literatura desse mercado em franco crescimento aqui no Brasil”, completa.

A casa, aberta ao público, terá diferentes atividades, todas com a cultura em comum. A ideia é que se torne ponto de encontro do mercado editorial, onde as pessoas possam relaxar e interagir. Assim, acontecerão happy hours na quinta (2), sexta (3) e sábado (4).

Entre as ações, na sexta-feira, dia 03/07, o Ubook fará o lançamento da versão em audiolivro de “Partículas Subatômicas – Microcontos Brasileiros”, em parceria com a editora O Fiel Carteiro, que também lançara a versão em ebook. Organizada por Luiz Ruffato e José Santos, a obra conta com textos de cerca de 140 caracteres, de diversos autores como Rodrigo Ciríaco, Ivana Arruda Leite, Fernando Bonassi, Cidinha da Silva, Andrea del Fuego, Rogério Pereira e Sidney Rocha. Na ocasião haverá um bate papo com Ruffato sobre o audiolivro e também abordará o tema “as novas formas de consumir cultura”.

Para os visitantes do espaço, com entrada gratuita, diariamente promotoras do Ubook mostrarão o funcionamento do aplicativo de audiolivros. Com o preenchimento de um minicadastro a pessoa ganhará um voucher de 1 (um) mês para experimentar o Ubook, a ser enviado depois por e-mail. Além disso, automaticamente, o cadastro dará direito a sorteios de brindes como camisas, mochilas e fones de ouvido, na casa.

Localizada em ponto estratégico – na rua do Comércio, 26, no centro histórico de Paraty – a casa funcionará no dia 01, das 18h às 22h e de 02 a 05/07 das 10h às 22h. Será compartilhada entre o PublishNews, o aplicativo de audiolivros Ubook, a plataforma de financiamento coletivo BookStart, a produtora de vídeos Casa de Histórias e as editoras DarkSide, Edições SESC SP e O Fiel Carteiro.

Dia 04/07 – Debate sobre “Produção e Consumo Literário na Era do Mundo Digital” com sócio do Ubook
À convite do Clube de Autores, o Diretor de Relacionamento com Editoras e Autores e sócio do Ubook, Eduardo Albano, irá participar de um debate sobre “Produção e Consumo Literário na Era do Mundo Digital”, juntamente com André Palme, da Editora O Fiel Carteiro. A proposta é discutir como o universo de novas plataformas digitais afetam a formação do mercado literário, a disseminação de conteúdo, bem como a própria produção literária como arte. O encontro, gratuito, será dia 04/07, sábado, às 16h30, na Casa do Clube de Autores, localizada na rua Santa Rita, S/N, em Paraty

image0036
A obra e vida de Mário de Andrade ajudaram a moldar a cultura brasileira – entre os frutos indiretos de sua atuação estão, por exemplo, a preservação da cidade de Paraty e da Flip. Nada mais justo que a 13 edição, a homenagem da Flip seja para o autor paulista, morto prematuramente em 1945, cuja vida e obra ainda iluminam o Brasil do século 21.

Quem ainda não conhece o trabalho do escritor ou quer apreciá-lo de uma forma moderna – por meio do audiolivro –, no Ubook está disponível o grande clássico “Macunaíma – O Herói sem Nenhum Caráter”. Mário de Andrade publicou esta obra em 1938. Por falta de editora, a tiragem do romance foi de apenas 800 exemplares, mas o livro foi festejado pela crítica modernista por sua inovação narrativa e de linguagem. Macunaíma é o herói sem caráter, símbolo de um povo que não descobriu sua identidade. Uma releitura do folclore, das lendas, dos mitos do Brasil, numa linguagem popular e oral.

Sobre o Ubook
Lançado no início de outubro de 2014, o Ubook é o primeiro serviço de assinatura de audiolivros por streaming do Brasil. Ele funciona como o Netflix para vídeos ou o Spotify ou Rdio para música: por um valor mensal, ou semanal, é possível ter acesso ilimitado a todo o catálogo através de um aplicativo. A plataforma está disponível para Web, iOs e Android. (mais…)

Universidade cria ‘faixa exclusiva’ em escadas para quem digita no celular

0
A brincadeira foi criada pelo departamento de design e comunicação (Foto: Reprodução/Twitter)

A brincadeira foi criada pelo departamento de design e comunicação (Foto: Reprodução/Twitter)

Utah Valley dividiu escadaria em três vias: andar, correr e digitar.
Departamento de marketing elaborou a brincadeira com os alunos.

Publicado no G1

A universidade americana Utah Valley (UVU) criou uma faixa especial para os alunos que andam enquanto digitam no celular. Escadarias da universidade foram divididas em três partes. Uma para os que querem andar, outra para os atrasadas que têm que correr para a aula e outra para os que digitam e andam ao mesmo tempo.

O departamento de marketing e comunicação da universidade foi quem teve a ideia da brincadeira. A área foi convidada a criar algo que melhorasse o estilo do prédio através da arte e ilustrações.

A iniciativa não é pioneira. A cidade chinesa de Chongqing colocou uma sinalização na calçada dividindo o passeio para pedestres em duas partes. Um dos lados é destinado para quem está utilizando o celular enquanto caminha, e o outro, para quem não usa o aparelho.

Brincadeira com os alunos
O diretor criativo da UVU Matt Bambrough explicou que o objetivo não é evitar que os estudantes se esbarrem e sim para entreter os alunos.

“Você tem entre 18 e 24 anos de idade andando pelos corredores com smartphones e tem que correr para algum lugar. É algo que estamos lidando neste tempo e idade. Mas evitar colisões não é a razão que criamos isso. Fizemos para divertir os alunos”, afirmou Bambrough.

Alunos da UVU apoiaram a iniciativa. (Foto: Reprodução/Twitter)

Alunos da UVU apoiaram a iniciativa. (Foto: Reprodução/Twitter)

Go to Top