Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged cheiro de livro

Porque é que o cheiro dos livros velhos é tão agradável?

0

Livros

Não há nada como o cheiro de um livro acabado de comprar, mas a verdade é que são os livros mais antigos que mais agradam as pessoas. E a ciência sabe agora porquê.

Publicado no Noticia ao Minuto

O início do ano letivo é sempre um momento excitante. Seja pelo regresso à rotina e ao tempo passado com os amigos, seja pelo marcante momento em que se compravam os livros e se sentia aquele cheiro tão caraterístico a ‘novo’.

Mas não é apenas o cheiro dos livros novos que agrada as pessoas. Também os livros mais antigos têm um odor muito particular e que é apreciado por uma grande parte das pessoas. E a ciência sabe agora porque tal acontece.

Segundo o vídeo do canal do YouTube SciSchow, o papel dos livros é feito com polpa de madeira, possuindo uma grande quantidade de substâncias orgânicas, que reagem à luz, ao calor e à umidade, decompondo-se e libertando compostos orgânicos voláteis, que se espalham através do odor.

O cheiro das páginas depende do tipo de compostos orgânicos voláteis presentes, podendo ocorrer um aroma a baunilha, amêndoa ou flores. A presença de etilbenzeno, por exemplo, oferece um odor adocicado às páginas.

Mas, porque é que tal agrada as pessoas? Porque o cheiro dos livros mais velhos (mesmo que se assemelhe a mofo) traz a sensação de pertença e de conforto, causando uma positiva sensação de bem-estar nas pessoas.

O odor das páginas mais antigas traz ainda memórias positivas e recordações agradáveis.

De onde vem aquele cheirinho de livro velho?

0
Reprodução

Reprodução

Ione Aguiar, no Brasil Post

Quem é apaixonado por livro sabe: a graça não está só na profundidade das histórias. Pegar um exemplar da estante, tocá-lo, virar página por página e sentir aquele cheirinho gostoso de livro pode ser uma das melhores terapias do mundo.

Mas por que os livros têm aquele cheiro? Um estudo publicado na revista Analytical Chemistry revela que o aroma resulta de compostos orgânicos voláteis (COVs) que evaporam quando viramos as páginas.

Pois é: os livros soltam gases (hihi) que, ao longo dos anos, vão se desprendendo da tinta, do papel e da cola utilizados para fazê-los. O interessante é que cada tipo de composto químico causa um tipo de cheiro, o que faz com que cada livro tenha uma assinatura aromática, que pode ir do “floral com notas de amêndoa” até o “adocicado com um fundo de baunilha” (veja o infográfico abaixo).

E daí, ser “sommelier de livro” tem alguma utilidade? Conforme o site Compound Interest, o cheiro ajuda a determinar a idade, a composição e até mesmo o estado de conservação de um livro, o que pode salvar bibliotecas inteiras e ajudar a preservar documentos a postos.

Se você tem um e-book e ficou com saudade daquele cheirinho ao ler esse post: algum doido já inventou o perfume na versão aerossol para “aromatizar” o seu Kindle.

1

Go to Top