Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Cosac

Setembro verde e amarelo

0

Três livros nacionais lideram a lista mensal de setembro

Cassia Carrenho, no PublishNews

Não tem torcida uniformizada nem vuvuzela para comemorar, mas o Brasil levou as três primeiras colocações na lista geral mensal de setembro, e Nada a perder vol.2 (Planeta) foi o grande campeão. Lançado há pouco mais de um mês, o livro alcançou o número de 92.013 exemplares vendidos em setembro. Vale lembrar que esse é o segundo maior número de vendas em um mês em 2013. Só perdeu para ele mesmo, Nada a perder vol.1 (Planeta), em fevereiro, quando vendeu 125.776. A piada é pronta e velha, mas em time que tá ganhando, não se mexe.

O 2º lugar foi para outro recordista de vendas, 1898 (Globo), de Laurentino Gomes. Com 45.195 exemplares, o livro vendeu mais do que o 1º lugar de agosto. É interessante notar que os dois livros, Nada a perder vol2 e 1898, estrearam juntos na lista dos mais vendidos.

Em 3º lugar, outro vencedor já conhecido, Kairós (Principium), do Padre Marcelo, vendeu 39.836 exemplares. Desde maio o livro aparece entre os 3 mais vendidos nas listas gerais mensais.

Juntos, os três livros nacionais venderam 177.044, quase 40% a mais do que em agosto, em que os três primeiros lugares, Inferno (Arqueiro), Kairós (Principium) e A culpa é das estrelas (Intrínseca) venderam 103.417. Dá-lhe Brasil. Imagina na Copa?

No ranking das editoras, a Sextante manteve seu lugar de honra com 20 livros na lista mensal, mas 7 a menos que em agosto. Já a Intrínseca subiu para o 2º lugar, com os mesmos 17 livros de agosto. A grande novidade na lista em setembro foi o 3º lugar da Cosac Naif, empatada com a Record, com 14 livros – lembrando que em setembro foi a vez da Cosac fazer promoções de vendas, apostando numa estratégia usada por muitas outras também.

Jornalista e editor Paulo Werneck será o curador da próxima Flip

0

Publicado por Folha de S.Paulo

O editor, jornalista e tradutor Paulo Werneck, 35, foi anunciado nesta segunda (9/9) como o novo curador da Flip (Festa Literária Internacional de Paraty).

Werneck cuidará da programação da 12ª edição do encontro, no ano que vem.

O novo curador foi editor do caderno “Ilustríssima”, da Folha, de maio de 2010 a junho de 2013. Antes, atuou por 11 anos como editor nas editoras Cosac Naify e Companhia das Letras.

O novo curador da Flip, Paulo Werneck, durante palestra de Gay Talese na Folha em maio de 2012, da qual foi um dos mediadores (Daigo Oliva - 30.mai.2012/Folhapress)

O novo curador da Flip, Paulo Werneck, durante palestra de Gay Talese na Folha em maio de 2012, da qual foi um dos mediadores (Daigo Oliva – 30.mai.2012/Folhapress)

“A Flip é um dos espaços em que a cultura brasileira se afirma de forma mais democrática, aberta, plural. Na Flip fiz descobertas literárias e conheci mestres da vida inteira. Minha geração se desenvolveu tendo a Flip como referência. Por tudo isso, é uma convocação intelectual desafiadora”, afirmou, no comunicado oficial emitido pela Flip, o novo curador, que é filho do também jornalista Humberto Werneck.

Mauro Munhoz, diretor da Casa Azul, associação que organiza a festa literária, disse que a escolha seguiu os mesmos critérios das anteriores: “vivência no meio literário, sólida formação em literatura, sintonia com as tendências editoriais mundiais e afinidade com os princípios que orientam a organização da Flip”, conforme o comunicado à imprensa.

“A alternância na posição de curador é uma tradição da Flip e nos permite acrescentar novos olhares à programação, mantendo a diversidade de pontos de vista que sempre caracterizou a Festa”, declarou Munhoz.

Confira os curadores das edições anteriores da Flip:

2003 Flávio Pinheiro
2004 Flávio Pinheiro
2005 Ruth Lanna
2006 Ruth Lanna
2007 Cassiano Elek Machado
2008 Flávio Moura
2009 Flávio Moura
2010 Flávio Moura
2011 Manuel da Costa Pinto
2012 Miguel Conde
2013 Miguel Conde

As 20 editoras mais populares no Twitter (24)

0

1
Ontem (4/8) foi aniversário do stalker Barack Obama. A primeira-dama Michelle Obama usou o Twitter para desejar “happy birthday” ao marido. Bill Clinton também usou o microblog para cumprimentar o presidente. Ao que se sabe, nenhuma loira sensual colou na área para cantar “Happy Birthday, Mr. President” como a diva MM.

O Twitter é uma espécie de “autobahn da comunicação”, na qual as informações trafegam sempre em altíssima velocidade. Trafegar em velocidade baixa nesse ambiente geralmente significa alto risco. #cuidado

Vamos conferir como anda a tabela de classificação. A Gutenberg ultrapassou a Saraiva e agora ocupa a nona posição. A Leya também ganhou uma posição e está em 16º lugar. Pra completar as mudanças, a Nemo estreia na lista na vigésima posição.

Pé na tábua e daqui a um mês a gente mostra novamente o desempenho de cada bólido. 🙂

Ranking Julho

#1: 59.300 Intrínseca @intrinseca

#2: 53.900 Companhia das Letras @cialetras

#3: 51.200 Mundo Cristão @mundocristao

#4: 42.000 Editora Sextante @sextante

#5: 40.600 Editora Rocco @editorarocco

#6: 37.100 Galera Record @galerarecord

#7: 36.900 Editora CPAD @EditoraCPAD

#8: 33.000 Editora Novo Conceito @Novo_Conceito

#9: 32.100 Editora Gutenberg @Gutenberg_Ed

#10: 32.000 Editora Saraiva @editorasaraiva

#11: 30.000 Cosac Naify @cosacnaify

#12: 27.300 Editora Autêntica @Autentica_Ed

#13: 27.100 Editorial Record @editorarecord

#14: 25.400 L&PM Editores @LePM_Editores

#15: 24.000 Editora RT @revtribunais

#16: 22.600 Editora Leya @EditoraLeya

#17: 22.500 Casa Publicadora @casapublicadora

#18: 19.700 Suma de Letras @Suma_BR

#19: 18.900 Ultimato @ultimato

#20: 17.200 Editora Nemo @editoranemo

Ranking atualizado em 5/8

As 20 editoras mais populares do Twitter (23)

0

1

Olá, internautas.

As manifestações que têm acontecido em centenas de cidades do país mostram novamente a força (e a vitalidade) das redes sociais. Boa parte dos protestos foram convocados on-line e em poucos minutos milhares de pessoas tomam conhecimento de uma notícia importante.

O ranking abaixo reúne + de 600 mil internautas com algo em comum: a paixão pelos livros. Diariamente eles recebem infos sobre lançamentos, promoções e sobre o que acontece nos bastidores do mundo encantado dos livros. Vamos conferir o que aconteceu no ranking no mês de junho.

A Suma de Letras ultrapassou a Ultimato e agora ocupa a décima oitava posição. A Autêntica deu 1 salto duplo twist carpado, deixou a Record e a L&PM pra trás e ficou em 12º lugar. Pra completar a dança das cadeiras, a Gutenberg ultrapassou a Cosac Naify e agora figura no Top 10 do Twitter.

Abraços e que esta segunda metade do ano seja repleta de êxito para todos. #natorcida

Ranking Junho

#1: 57.500 Intrínseca @intrinseca

#2: 52.000 Companhia das Letras @cialetras

#3: 49.800 Mundo Cristão @mundocristao

#4: 42.100 Editora Sextante @sextante

#5: 39.100 Editora Rocco @editorarocco

#6: 36.500 Galera Record @galerarecord

#7: 35.800 Editora CPAD @EditoraCPAD

#8: 32.000 Editora Novo Conceito @Novo_Conceito

#9: 30.700 Editora Saraiva @editorasaraiva

#10: 29.700 Editora Gutenberg @Gutenberg_Ed

#11: 29.600 Cosac Naify @cosacnaify

#12: 25.700 Editora Autêntica @Autentica_Ed

#13: 25.600 Editorial Record @editorarecord

#14: 25.100 L&PM Editores @LePM_Editores

#15: 23.300 Editora RT @revtribunais

#16: 21.800 Casa Publicadora @casapublicadora

#17: 21.600 Editora Leya @EditoraLeya

#18: 18.700 Suma de Letras @Suma_BR

#19: 18.500 Ultimato @ultimato

#20: 16.300 Editora Agir @agireditora

Ranking atualizado em 1/7

As 20 editoras mais populares do Twitter (22)

0

twitter-social-icons-300x297Olá, internautas.

Após o feriadão delicioso, hora de aquecer os motores (e a temperatura) e efetivamente começar o sexto mês do ano. Certeza que o relógio não tá girando + rápido que o normal? #tempusfugit

Dentro ou fora da internet, a construção de relacionamentos é tarefa lenta. Escrevi no meu livro que amor se soletra assim: T-E-M-P-O. Esse princípio também vale nas redes sociais.  Celebridades e empresas chegam a comprar fãs de gente inescrupolosa, mas solidificar uma relação exige bem mais que recursos financeiros. Evocando Caetano, a força da grana ergue e destrói coisas belas no Twitter e no Facebook.

No mês de maio não houve nenhuma alteração no ranking de editoras mais populares, mas várias editoras ampliaram a vantagem e se distanciaram de concorrentes. #suorsagrado

Maio foi um mês especial para este blog. Batemos novo recorde de visitas e o perfil @livrosepessoas cruzou a marca de 120 mil seguidores. Muito obrigado pelo Godiva prestígio!

Abraço e que junho seja coroado de êxitos para todos. 🙂

Ranking Maio

#1: 55.700 Intrínseca @intrinseca

#2: 50.400 Companhia das Letras @cialetras

#3: 48.400 Mundo Cristão @mundocristao

#4: 42.200 Editora Sextante @sextante

#5: 37.700 Editora Rocco @editorarocco

#6: 36.000 Galera Record @galerarecord

#7: 34.700 Editora CPAD @EditoraCPAD

#8: 30.800 Editora Novo Conceito @Novo_Conceito

#9: 29.300 Cosac Naify @cosacnaify

#10: 29.700 Editora Saraiva @editorasaraiva

#11: 28.100 Editora Gutenberg @Gutenberg_Ed

#12: 24.700 L&PM Editores @LePM_Editores

#13: 24.300 Editorial Record @editorarecord

#14: 24.100 Editora Autêntica @Autentica_Ed

#15: 22.700 Editora RT @revtribunais

#16: 21.200 Casa Publicadora @casapublicadora

#17: 20.700 Editora Leya @EditoraLeya

#18: 18.100 Ultimato @ultimato

#19: 17.800 Suma de Letras @Suma_BR

#20: 15.400 Editora Agir @agireditora

Ranking atualizado em 3/6

Go to Top