Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Dark Horse

Stranger Things: Netflix e Dark Horse fecham parceria para HQs da série

0

Publicado no Aficionados

É, nos próximos anos Stranger Things deve se concretizar como uma grande franquia. Apenas alguns dias após anunciar que o programa vai ganhar uma série de livros pela Penguin Random House e videogames pela Telltale Games, a Netflix fechou uma nova parceria: com a Dark Horse.

Isso mesmo, Stranger Things vai ganhar histórias em quadrinhos. E, pelo visto, a parceria foi fechada para “vários anos”.

As aventuras de Will no Mundo Invertido

O anúncio da nova parceria foi feito pela EW nessa segunda-feira, e segundo o veículo, ela consiste em uma “linha de publicações de vários anos”!

Os primeiros quadrinhos – a serem lançados já a partir de setembro – vão explorar as aventuras de Will Byers (Noah Schnapp) depois que ele foi transportado para o extra-dimensional Mundo Invertido. Ao todo, quatro HQs vão contar um pouco do que Will vivenciou na experiência aterradora.

A narrativa não foi apresentada na série, que apenas mostrou o que aconteceu no mundo “normal” enquanto Will estava desaparecido, mas não abordou o que de fato aconteceu com ele entre o momento em que foi sequestrado pelo Demogorgon e o momento em que sua mãe o resgata.

Em declaração oficial, a Dark Horse afirmou que os quadrinhos serão:

“Uma oportunidade de explorar o misterioso mundo de Hawkins, Indiana.”

O presidente da Dark Horse, Mike Richardson, também se pronunciou na declaração:

“A Dark Horse é conhecida por histórias e contadores de histórias campeões. Nós estamos tão empolgados em trabalhar com a Netflix para trazer o mundo de Stranger Things para os quadrinhos.”

As primeiras quatro HQs terão texto de Jody Houser, ilustração de Stefano Martino, pintura de Keith Champagne, cores por Lauren Affe e letreiros por Nate Piekos.

A EW ainda divulgou prévias das primeiras edições, com capas assinadas por Kyle Lambert, Rafael Albuquerque e Aleksi Briclot.

A primeira HQ de Stranger Things tem lançamento marcado para o dia 26 de setembro.

Deuses Americanos, de Neil Gaiman, ganhará versão em quadrinhos

0

Samir Naliato, no Universo HQ

Deuses Americanos é um dos livros mais conhecidos e celebrados de Neil Gaiman. Lançado originalmente em 2001, já saiu no Brasil por duas editoras: primeiramente pela Conrad e, neste mês de outubro, será relançado pela Intrínseca.

Agora, a Dark Horse anunciou que adaptará a história para os quadrinhos, com roteiro de P. Craig Russell e arte de Scott Hampton.

Russell é conhecido de Gaiman e já trabalhou com o autor na série Sandman, além de adaptar o livro ilustrado Sandman – Os Caçadores de Sonhos em forma de HQ.

A série contará ainda com desenhos dos artistas convidados Walt Simonson, Mark Buckingham, Colleen Doran, do próprio P. Craig Russell e outros. As capas serão de Glenn Fabry e Adam Brown, além de capas variantes de David Mack e Dave McKean.

Ao todo, serão 27 edições que contemplarão três arcos de histórias: Shadows, My Ainsel e The Moment of the Storm. O lançamento será em março de 2017.

Deuses Americanos também está sendo adaptado para uma série de televisão, pelo canal Starz (assista ao trailer no final deste artigo).

deusesamericanoshq

A história mostra a jornada de Shadow Moon, um ex-presidiário de trinta e poucos anos que acabou de ser libertado e cujo único objetivo é voltar para casa e para a esposa, Laura. Os planos de Shadow se transformam em poeira quando ele descobre que Laura morreu em um acidente de carro. Sem lar, sem emprego e sem rumo, ele conhece Wednesday, um homem de olhar enigmático.

Shadow aceita trabalhar para Wednesday e embarca em uma viagem tumultuada e reveladora por cidades inusitadas dos Estados Unidos, um país tão estranho para Shadow quanto para Gaiman. É nesses encontros e desencontros que o protagonista se depara com os deuses – os antigos (que chegaram ao Novo Mundo junto dos imigrantes) e os modernos (o dinheiro, a televisão, a tecnologia, as drogas) –, que estão se preparando para uma guerra que ninguém viu, mas que já começou. O motivo? O poder de não ser esquecido.

Go to Top