Posts tagged David Yates

Animais Fantásticos e Onde Habitam | Como J.K. Rowling assumiu o controle do mundo mágico de Harry Potter nos cinemas

0

animais-01_hgrqb88

Como foi para o elenco e a equipe lidar com a autora no set, as surpresas e muito mais

Aline Diniz, no Omelete

Apesar de hoje J.K. Rowling ser uma das mulheres mais ricas do mundo, ela teve um começo difícil na Inglaterra. O primeiro manuscrito de Harry Potter foi recusado inúmeras vezes antes de finalmente encontrar uma editora que o publicasse. Agora, mais de 20 anos depois, Rowling escreve seu primeiro filme: Animais Fantásticos e Onde Habitam. Baseado livremente no livro homônimo publicado originalmente em 2001, o longa é ambientado nos anos 1920 e tem como foco Newt Scamander (Eddie Redmayne), um pesquisador bruxo e magizoologista autor do livro didático sobre animais usado em Hogwarts por inúmeras futuras gerações – incluindo Harry e sua turma.

Não havia, portanto, melhor pessoa para escrever o filme senão Rowling, que conhece tão bem o universo mágico que criou. Mesmo que ela nunca tenha escrito um roteiro antes, o diretor David Yates explicou durante nossa visita ao set de gravações que seria mais fácil ela escrever do que chamar mais uma pessoa para o processo. “Jo criou tudo isso do zero como um roteiro já pronto, então pudemos trabalhar com ela em todos os detalhes, o que é muito interessante”, contou.

“O incrível sobre ela é que, com um roteirista comum, você leria e discutiria com ele as diferentes versões do roteiro, passaria observações, e aí ele desapareceria por três meses. Quando a nova versão do roteiro chega, não dá pra lembrar direito como era o anterior e as mudanças meio que passam despercebidas!”, disse Yates sobre o processo.”Com Jo, nós sentamos juntos, discutimos, passamos observações, e ela voltaria com a nova versão 48 horas depois. Nós tivemos um período de desenvolvimento bem intenso no qual ela literalmente entregou várias versões do roteiro em três semanas. Era uma loucura.”

animais-02_3r02js7

Yates revelou que ele e os produtores precisaram explicar à Rowling que não era assim que o processo normalmente funcionava com roteiristas: “Ela é extremamente prolífica. Nós não conseguíamos seguir o passo dela; demorávamos mais para mandar as observações do roteiro do que ela demorava para reescrever! [risos] Começou a ficar vergonhoso! Ela entregava uma versão e quando eu, Steve [Kloves] e David Heyman terminávamos de ler, nos reuníamos para discutir tudo e decidíamos quais observações mandar para ela, ela já tinha escrito outra versão! [risos] Ela é uma escritora extraordinária e uma fonte de ideias. O que é incrível sobre essa nova franquia é que não existe a limitação dos livros. Isso é o mundo dela, o universo dela, só que crescido.”

O diretor contou ainda uma curiosa história sobre o conhecimento de Rowling sobre o universo mágico da franquia: “Quando estávamos fazendo o quinto filme, A Ordem da Fênix, precisávamos fazer a árvore genealógica da família Black. Ela tinha uns três, quatro nomes da família [no livro], mas nós teríamos mostrar aquilo [visualmente], então precisávamos de mais. Liguei para ela e dentro de 20 minutos, meia hora, ela me enviou um papel com toda a árvore genealógica da família, voltando umas cinco ou seis gerações com datas de nascimento, morte, quem era casado com quem… Foi incrível!

Foi ela, inclusive, que desenvolveu a ideia de contar a história de Scamander em um novo filme. “Estávamos procurando maneiras de continuar [a franquia]”, explicou o produtor-executivo David Heyman, “Lionel Wigram merece muito do crédito, ele teve uma ideia de fazer um documentário baseado em Animais Fantásticos, mostrando Newt explorando e descobrindo as criaturas. Jo ouviu essa ideia e disse que já estava pensando nesse universo há algum tempo. Não sei se a ideia de Lionel acabou se tornando uma oportunidade dela se pronunciar, mas ela já havia pré-concebido tudo.”

animais-03_kuzxsuq

Mas além de apenas criar o mundo no imaginário, Rowling foi também essencial para a criação física do universo de Animais Fantásticos. O designer de produção Stuart Craig contou que foi ela mesmo quem encontrou o prédio que serviria de base para a criação externa do MACUSA, o Congresso Mágico dos Estados Unidos. “Ela fez sua própria pesquisa sobre Nova York de forma bem diligente e encontrou o edifício Woolworth, que é de mais ou menos 1905, mas em 1926 era o prédio mais alto do mundo. Do lado de fora, ele tem uma decoração bem gótica, um estilo que acabou se tornando sinônimo do mundo mágico de Harry Potter e dessa história”, explicou Craig.

Outra coisa bem milagrosa sobre esse prédio é que, no arco de entrada, bem no topo, tem uma coruja. Esse deve ter sido seu momento ‘eureka’, ver aquela coruja“, contou Craig. “A ideia dela é que a coruja seria animada e voaria até o as portas giratórias logo embaixo, fazendo com que elas girassem cada vez mais rápido, levando os bruxos à esse local mágico. Já lá dentro, a questão seria o que fazer com ele. O edifício Woolworth real é bem impressionante, tem mármores maravilhosos, mas não há nada de ‘mágico’. Então eu decidi bem no início do projeto que esse arranha-céu de 240 metros de altura e 57 andares não tivesse nenhum de seus andares, [criando um imenso pé-direito]. Aí os andares funcionais seriam os do subsolo. Temos cinco andares de subsolo, um lobby impressionante e acima disso, o teto que vai até o topo.”

Ao longo de nossa visita ao set, Katherine Waterston e Alison Sudol revelaram que ainda não tinham tido a oportunidade de se encontrar com Rowling. No entanto, ambos Dan Fogler e Redmayne já tinham conversado com a autora – e só tinham coisas boas a dizer. Segundo Fogler, “ela é adorável” e “passou a impressão de ser uma personagem da família Weasley, tão bondosa e gentil”. Redmayne, por sua vez, disse que passou por volta de duas horas com a autora. “Conversamos muito sobre a história de Newt, como eram suas relações familiares, […] mas para mim foi mais uma questão de [ler o livro] Animais Fantásticos e Onde Habitam e estudar aqueles animais, suas histórias, para descobrir com ela quais seriam os que apareceriam e porque estariam no filme. Newt vai atrás de animais ameaçados porque eles são uma ameaça ao estatuto do segredo e ele cuida deles. Ele é muito idealista e acredita que com o programa educacional correto, as criaturas podem e devem existir na sociedade mágica.”

FANTASTIC BEASTS AND WHERE TO FIND THEM

Rowling já escreveu o roteiro da sequência de “Animais Fantásticos e Onde Habitam”

0

aniamakaassa

Bruna Vieira, no Canal do Leitor

Animais Fantásticos e Onde Habitam nem estreou ainda, mas a a autora J.K. Rowling, já escreveu o roteiro do próximo filme!

A informação foi confirmada pelo diretor David Yates, que também dirigiu alguns filmes da saga Harry Potter, em entrevista para a GSNews.

Yates ainda revelou que a autora já tem ideias para o terceiro filme. Segundo o diretor, o grande diferencial deste filme é que, por não ser a adaptação de um livro de Rowling, e sim um roteiro diretamente escrito para o longa – ou seja, é uma história puramente da autora, sem o dedo de ninguém.

Nós fizemos o primeiro filme, ela já escreveu o roteiro do segundo e tem ideias para o terceiro. Ninguém conhece muito bem essa história ainda, no sentido de ter uma relação com o material, a não ser uma relação futura que vão ter quando o filme chegar. Isso é muito legal nesse sentido. Quando nós adaptamos livros, você tem que deixar de fora algumas coisas e você odeia isso, porque às vezes essas coisas não funcionam muito bem na estrutura da história do filme ou por o filme ficar grande demais. Nesse filme (‘Animais Fantásticos’), é puramente a Jo (J.K. Rowling) da primeira página até a última.

A sua parceria cinematográfica com J.K. Rowling só chega aos cinemas no dia 17 de novembro, com as duas sequências já confirmadas e agendadas para 2018 e 2020.

Fonte: PapelPop

Go to Top