Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged dicas de livros

Emma Watson dá dicas de leituras feministas e distribui livros no metrô de Londres

1
Emma Watson distribui livros no metrô de Londres - Reprodução/Instagram/emmawatson

Emma Watson distribui livros no metrô de Londres – Reprodução/Instagram/emmawatson

Vivian Masutti, na Folha de S.Paulo

Embaixadora da boa vontade da Organização das Nações Unidas, a atriz britânica Emma  Watson deixou há um tempo de ser conhecida apenas como a bruxinha Hermione, dos filmes “Harry Potter”, para mostrar sua magia como defensora dos direitos das mulheres.

Formada em letras pela Universidade Brown, nos EUA, ela agora lidera um clube da leitura com dicas de livros feministas. Há clássicos e lançamentos, e alguns deles são publicados por editoras brasileiras, como o lendário “A Cor Púrpura” (R$ 54,90, 336 págs., José Olympio), obra-prima de 1982 que rendeu à escritora Alice Walker, ativista das causas negra e feminina, o Prêmio Pulitzer.

Também figura na lista o recém-lançado “Mulheres que Correm com os Lobos” (R$ 65, 576 págs., Rocco), conjunto de artigos e temas a partir dos quais a autora Clarissa Pinkola Estés investiga o esmagamento da natureza instintiva feminina. A obra ficou durante um ano na lista de mais vendidos nos Estados Unidos.

Já “Minha Vida na Estrada” (R$ 49,90, 392 págs., Bertrand Brasil) é o livro de memórias da ativista Gloria Steinem, que, aos 81 anos, narra o nascimento de um movimento revolucionário em busca da igualdade de gêneros.

Outros livros publicados no Brasil que já foram recomendados pela atriz são “O Conto da Aia”, de Margaret Atwood; “Persépolis”, de Marjane Satrapi, e “Como Ser Mulher”, de Caitlin Moran.

O clube do livro de Emma pode ser acessado no site “Good Reads”, em inglês, mas pode ser acompanhado com a ajuda do Google Tradutor.

A reportagem foi publicada na Revista da Hora, do jornal “Agora”.

Vai desacelerar no final do ano? Eis bons livros para ler entre os cochilos

0

o-que-ler

Rodrigo Cazarin, no Página Cinco

Dia 21 de dezembro. Quem nessa época do ano não está pensando em alguns dias de descanso? Para os afortunados que poderão desacelerar e curtir uma praia, uma montanha ou até mesmo o sofá de casa, separei cinco bons livros que servem de companhia entre uma cochilada – ou uma cerveja – e outra:

“Detetive à Deriva”, de Luís Henrique Pellanda (Arquipélago Editorial): Pellanda é atualmente um dos cronistas mais respeitados do país. Suas histórias são retiradas das ruas de Curitiba, de onde surgem achados como um par de botas abandonado, um misterioso rastro de pétalas, um bebê chinês sozinho na calçada e uma família de urubus que habita o topo de um prédio. Vale a leitura para conhecer um cronista que ainda se preocupa mais com uma boa história do que em expor suas opiniões sobre tudo.

“Guerra de Ninguém”, de Sidney Rocha (Iluminuras): daqueles nomes que ainda carecem de reconhecimento que faça jus à qualidade de seu trabalho, Sidney Rocha fala da morte nos contos de seu novo livro. Da morte de quem foi parar em uma cova sem nome em Alto Santo, da morte de uma garotinha jogando videogame, da morte em Bombaim, na Índia. Vale a leitura para conhecer a estética bastante própria do autor e para refletir sobre os caminhos que o mundo tem tomado – sim, férias também servem para isso, principalmente para aqueles que vivem sem tempo para nada além do próprio umbigo.

“Allegro Ma Non Troppo”, de Paulliny Gualberto Tort (Oito e Meio): romance de estreia de Paulliny, a obra narra a jornada de um violinista que precisa atender ao pedido de uma mãe um tanto desvairada: encontrar onde seu irmão mais velho está vivendo, isso após o pai de ambos, um ex-político de certa importância, falecer. Vale a leitura por conta do bom ritmo que autora emprega, pela complexidade dos personagens e pelos cenários que se alternam entre a gélida Brasília e as cachoeiras da Chapada dos Veadeiros.

“De Tudo um Pouco”, de Ana Luisa Escorel (Ouro Sobre Azul): “Conjunto de impressões de alguém frente a seu cotidiano, ao qual se acrescentaram histórias de outro tempo que parecia fazer sentido contar”. É assim que Ana Luisa Escorel define o seu “De Tudo um Pouco”. Vale a pena porque, além da autora ser uma ótima escritora – vencedora do Prêmio São Paulo de Literatura de 2014 por “Anel de Vidro”, romance que lançou aos 70 anos -, quando reflete sobre o cotidiano, fala a respeito de temas corriqueiros, e quando recorre às memórias, traz registros relacionados a nomes como Rubem Braga e Umberto Eco.

“Eu Contra o Sol”, de Alex Tomé (Confraria do Vento): Benício, um estudante de direito, escapa da morte e tenta entender como funciona a vida adulta enquanto o país ameaça entrar em colapso. No romance, Alex cria um possível retrato da juventude nos dias de hoje. Vale para conhecer um novo autor publicado por uma editora que costuma ousar em suas apostas.

10 recomendações de livros de quem já ganhou na vida

0
Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

Conheça os livros que pessoas de sucesso como Barack Obama, Steve Jobs e Bill Gates leram antes de chegar no sucesso

Publicado no Universia Brasil

Quer saber o que pensam bilionários, líderes globais e gente que mudou o jogo? Leia o que eles leem. Não importa quanto sucesso pessoas como Elon Musk, Steve Jobs ou Barack Obama conquistaram, eles adquiriram a experiência necessária para isso com o tempo. E eles concordam que os livros foram uma grande parte da sua jornada. Para a nossa sorte, eles compartilharam que livros foram esses.

A seguir, veja a lista de livros que influenciaram algumas grandes mentes da atualidade, e quem sabe, você seja influenciado por eles também:

A Revolta de Atlas – Ayn Rand
Recomendado por: Steve Jobs and Mark Cuban
Tópico: Política e negócios
Resumo em uma frase: “Resolva os problemas do mundo com soluções empreendedoras”

Competindo Contra o Tempo – George Stalk
Recomendado por: Tim Cook
Tópico: Negócios, economia e produtividade
Resumo em uma frase: “O tempo agora entra na lista de fatores cruciais para se manter competitivo no mercado junto com dinheiro, produtividade e qualidade”

Aventuras Empresariais – John Brooks
Recomendado por: Warren Buffet e Bill Gates
Tópico: Negócios e finanças
Resumo em uma frase: “Uma história clássica sobre a vida coorporativa e financeira dos EUA”

Influência – Robert Cialdini
Recomendado por: Charlie Munger e Guy Kawasaki
Tópico: Psicologia, persuasão e marketing
Resumo em uma frase: “Métodos bancados pela ciência para persuadir qualquer um que você quiser”

A Vida é o que Você Faz Dela – Peter Buffett
Recomendado por: Bill Clinton
Tópico: Vida, propósito, autobiografia
Resumo em uma frase: “Ao invés de escolher o caminho mais fácil, escolha o com maior satisfação”

A Conquista da Felicidade – Jonathan Haidt
Recomendado por: Tony Hsieh
Tópico: Felicidade, cultura, filosofia
Resumo em uma frase: “Dar e servir são o caminho para a felicidade”

Os Quatro Compromissos – Don Miguel Ruiz
Recomendado por: Oprah Winfrey e Jack Dorsey
Tópico: Espiritualidade, vida e felicidade
Resumo em uma frase: “Mantenha sempre a sua palavra, não leve nada para o pessoal, não presuma nada, sempre faça o seu melhor”

A Confiança em Si, a Natureza e Outros Ensaios – Ralph Waldo Emerson
Recomendado por: Barack Obama
Tópico: Individualismo, não-conformidade e independência
Resumo em uma frase: “Mantenha suas convicções, mesmo que a sociedade e as pessoas queiram que você acredite em outra coisa”

Benjamin Franklin – Uma Vida Americana – Walter Isaacson

Recomendado por: Elon Musk
Tópico: Autobiografia, empreendedorismo, Benjamin Franklin
Resumo em uma frase: “A ascensão de Benjamin Franklin do ponto baixo até o mais alto”

Os Vestígios do Dia – Kazuo Ishiguro

Recomendado por: Jeff Bezos
Tópico: História, segunda guerra mundial, vida e arrependimento
Resumo em uma frase: “O retrato de um perfeito cavalheiro britânico e da sua limitada Inglaterra pós-guerra”

13 livros para ler da noite para o dia!

0

publicado no Literatortura

Muitas pessoas reclamam que não têm tempo para se dedicar à leitura. A verdade é que a correria do dia-a-dia e o excesso de cansaço e de obrigações muitas vezes podem ser um complicador.

Pensando nisso, elaboramos esta lista com dicas de livros agradáveis e com poucas páginas, que poderão ser lidos nos finais de semana ou com poucas horas.

a-revolucao-dos-bichos

Vejam:

Sinopse de A metamorfose: A metamorfose é a mais célebre novela de Franz Kafka e uma das mais importantes de toda a história da literatura. O texto coloca o leitor diante do caixeiro-viajante Gregor Samsa, transformado em inseto monstruoso. A história é narrada com um realismo inesperado, que associa o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel na condição humana.

Sinopse de A Revolução dos bichos: Nesta excelente fábula de crítica ao totalitarismo escrita pelo escritor britânico George Orwell em 1945, os animais tomam o poder em uma fazenda e estabelecem seus propósitos. “A Revolução dos Bichos” denuncia os caminhos distorcidos do poder ilimitado.

Sinopse: A obra de Bradbury descreve um governo totalitário, num futuro incerto, mas próximo, que proíbe qualquer livro ou tipo de leitura, prevendo que o povo possa ficar instruído e se rebelar contra o status quo. Tudo é controlado e as pessoas só têm conhecimento dos fatos por aparelhos de TV instalados em suas casas ou em praças ao ar livre. O livro conta a história de Guy Montag, que no início tem prazer com sua profissão de bombeiro, cuja função nessa sociedade imune a incêndios é queimar livros e tudo que diga respeito à leitura. Quando Montag conhece Clarisse McClellan, uma menina de dezesseis anos que reflete sobre o mundo à sua volta e que o instiga a fazer o mesmo, ele percebe o quanto tem sido infeliz no seu relacionamento com a esposa, Mildred. Ele passa a se sentir incomodado com sua profissão e descontente com a autoridade e com os cidadãos. A partir daí, o protagonista tenta mudar a sociedade e encontrar sua felicidade.

Sinopse: Romance de estreia, escrito quando Jorge Amado tinha dezoito anos, O país do Carnaval (1931) é, apesar do título irônico, mais sombrio e introspectivo que a maioria dos livros que fizeram dele o ficcionista mais popular da literatura brasileira. A narrativa começa no navio que traz de volta ao Brasil o jovem filho de fazendeiro Paulo Rigger, depois de sete anos em Paris, onde cursara direito e absorvera comportamentos e ideias modernas. Nos primeiros dias que passa no Rio de Janeiro, Rigger tenta compreender um país onde já não se sente em casa, um país que tenta timidamente superar seu atraso oligárquico e ingressar na era industrial e urbana. De volta a Salvador, ele participa de um grupo de poetas fracassados e jornalistas corruptos que giram em torno do cético Pedro Ticiano, cronista veterano. Todos se sentem insatisfeitos e buscam um sentido para a existência: no amor, no dinheiro, na política, na vida burguesa ou na religião. Nesse romance de geração, as dúvidas e angústias dos personagens espelham a situação do país, que naquele momento passava pela Revolução de 30 e procurava redefinir seus rumos.

Sinopse de A hora da estrela: Entre a realidade e o delírio, “A Hora da Estrela” é um romance sobre o desamparo a que todos estamos entregues. A história começa quando uma moça do interior vem para a cidade grande em busca de seus sonhos, que acabam se misturando com a realidade.

Sinopse: Cada um de nós teve na juventude uma figura especial que, com paciência, afeto e sabedoria, nos ajudou a escolher caminhos e olhar o mundo por uma perspectiva diferente. Talvez tenha sido um avô, um professor ou um amigo da família – uma pessoa mais velha que nos compreendeu quando éramos jovens, inquietos e inseguros.

Para Mitch Albom, essa pessoa foi Morrie Schwartz, seu professor na universidade. Vinte anos depois, eles se reencontraram quando o velho mestre estava à beira da morte. Com o contato e a afeição restabelecidos, Mitch passou a visitar Morrie todas as terças-feiras, tentando sorver seus últimos ensinamentos.

Durante 14 encontros, eles trataram de temas fundamentais para a felicidade e a realização humana. Através das ágeis mãos de Mitch e do bondoso coração de Morrie nasceu esse livro, que nos transmite maravilhosas reflexões sobre amor, amizade, medo, perdão e morte.

Sinopse: Um dos maiores intelectuais da antiguidade clássica, Sófocles produziu cerca de 120 peças, mas somente algumas foram conservadas. Aqui, Édipo é atormentado pela profecia de Delfos, que previu que Édipo mataria o pai e desposaria a mãe. Só resta a ele tentar fugir de seu destino.

Sinopse de Ana Terra: Paixão, tragédia e luta marcam a vida de “Ana Terra”, grande criação de Erico Veríssimo e um dos personagens inesquecíveis da literatura brasileira do século XX.

Sinopse de Um Certo Capitão Rodrigo: Ficção e história numa prosa clara e vibrante, na qual Rodrigo Cambará, o personagem multifacetado, ora simpático, ora cruel, revela o poder de Erico Veríssimo de criar figuras cativantes.

Os dois livros são capítulos da coleção O TEMPO E O VENTO, o maior sucesso do renomado escritor.

Sinopse de Trocando Olhares: Florbela Espanca (1894-1930) foi uma poetisa portuguesa que ultrapassou as convenções literárias de seu tempo e transformou em poesia sua vida tumultuada e sofrida. Em seu poema À Memória de Florbela Espanca, escreve Fernando Pessoa: “Alma sonhadora, irmã gêmea da minha”. Florbela tinha exatamente a consciência de quais temáticas se adequavam aos livros que queria publicar.

Trocando Olhares (1985) foi essencial para que ela repensasse até o seu fazer poético, e é extremamente importante conhecermos esse manuscrito que serve como as colunas sobre as quais se ergueram suas obras.

Sinopse de O Nariz: Luís Fernando Veríssimo flagra cenas cotidianas e as retrata com humor e descontração. Uma mulher, de repente, começa a recitar trechos de propagandas de produtos no meio da sala. Um pai briga com a professora do filho por causa de uma palavra. Passeando por lugares-comuns, como a escola, o ônibus e mesmo a casa de uma família, o autor revela que é possível viver com bom humor, mesmo quando as situações são as mais estranhas e adversas possíveis.

Sinopse de José Matias e outros contos: A presente edição de José Matias e Outros Contos de Eça de Queiroz é o décimo sexto volume da Coleção Textos Básicos da Literatura Caminhos da Universidade. Este conto apresenta-nos uma insólita intriga amorosa, argumento que serve de pretexto para a crítica ao ultrarromantismo exacerbado e para a exaltação da estética realista. Esta história é contada pelo narrador que, ao estabelecer diálogo com um amigo seu acerca do funeral de José Matias (amigo comum), aproveita a oportunidade para contar a história amorosa do falecido. Todo o relato é feito essencialmente por meio da cena dialogada.

Sinopse de O oceano no fim do caminho: Foi há quarenta anos, agora ele lembra muito bem. Quando os tempos ficaram difíceis e os pais decidiram que o quarto do alto da escada, que antes era dele, passaria a receber hóspedes. Ele só tinha sete anos. Um dos inquilinos foi o minerador de opala. O homem que certa noite roubou o carro da família e, ali dentro, parado num caminho deserto, cometeu suicídio. O homem cujo ato desesperado despertou forças que jamais deveriam ter sido perturbadas. Forças que não são deste mundo. Um horror primordial, sem controle, que foi libertado e passou a tomar os sonhos e a realidade das pessoas, inclusive os do menino.

Ele sabia que os adultos não conseguiriam — e não deveriam — compreender os eventos que se desdobravam tão perto de casa. Sua família, ingenuamente envolvida e usada na batalha, estava em perigo, e somente o menino era capaz de perceber isso. A responsabilidade inescapável de defender seus entes queridos fez com que ele recorresse à única salvação possível: as três mulheres que moravam no fim do caminho. O lugar onde ele viu seu primeiro oceano.

Apesar dessas indicações, é preciso mencionar que a melhor dica se você quer encontrar tempo para ler sem ter que necessariamente mudar sua rotina é começar com um livro que adora. Quando lemos algo assim, nos esforçamos para conseguir ler alguma página a mais. Queremos saber o próximo passo dos personagens e como aquela cena espetacular irá terminar, então não medimos esforços para ler.

Também é essencial perceber em que horários ou em quais oportunidades você consegue ler. Durante o horário de almoço, no caminho de ida e volta para casa, antes de dormir, nos intervalos das aulas, etc. Se fizer essa análise, irá perceber que tem sim tempo para ler, apenas não aproveita como deveria.

10 livros incríveis para quem gosta de crônicas

0

fotolia-83459638-subscription-monthly-m

Obras são opções certeiras para quem gosta de leituras leves e pausadas

Publicado no Guia da Semana

Os livros, sem dúvidas, são portas que nos levam a mundos únicos dentro de nós mesmos. Por eles, conseguimos ir a diferentes países, conhecer diferentes culturas e, principalmente, entrar em contato com os aspectos mais profundos de nós mesmos.

Entretanto, nem todas as pessoas gostam de obras longas e densas, preferindo a leitura mais leve e curta, mas, ao mesmo tempo, intensa. Para essas, a dica são os livros de crônicas, que nos dão respiros entre uma e outra e nos colocam em um universo novo a cada uma delas.

Assim, o Guia da Semana lista 10 livros de crônicas incríveis que você deveria ler. Confira:

PARA ONDE VAI O AMOR?

carpi

No livro “Para onde vai o amor?”, Carpinejar apresenta 42 textos sobre amor, desilusão amorosa, casamento, divórcio, saudade e outros sentimentos que compõem os relacionamentos. Gosta desses tipo de assunto? Então você não pode deixar de ler este livro.

PARA TODOS OS AMORES ERRADOS

5152250

Em “Para todos os amores errados”, Clarissa Corrêa escreve sobre as desilusões de um romance avassalador. Entre os altos e baixos do fim de uma relação amorosa, a história é contada e sentida a partir de desabafos escritos em primeira pessoa. Com citações a personalidades do cotidiano atual, o texto pode adquirir um tom de veracidade e aproximação a cada página, criando uma intimidade com quem já sentiu ou passou pela mesma situação, em que o amar e ser amado não é responsabilidade de um só. Registrando todas as fases de um rompimento, a protagonista chora, se arrepende, fica aliviada, triste de novo, sente saudades, tem muita raiva, volta a amar o mesmo amor, se encontra e se desencontra várias vezes. Chega à etapa de se entender e respeitar, para poder, quem sabe, voltar a amar. Escreve crônicas e poemas que expressam seus sentimentos. Conta os detalhes da traumática separação, classifica os tipos de homem e declara independência

TRINTA E OITO E MEIO

42861532

Estas crônicas, reflexões e desabafos, escritos com curiosidade sem fim, mas também com senso de humor, mostram os bastidores da cabeça e do coração de Maria Ribeiro. A atriz, que confessa, neste livro, o seu interesse (se não mesmo obsessão) pelas histórias dos outros, junta, em ‘Trinta e oito e meio’, textos que escreveu nos últimos anos, e que, com as ilustrações de Rita Wainer, formam um inesperado diário e um guia de viagem pela sua vida.

ESPERO ALGUÉM

5168953

Com “Espero alguém”, Carpinejar, mais maduro, tanto profissional quanto emocionalmente, apresenta crônicas escritas após um período difícil de sua vida – o abandono pela mulher amada. O autor busca comprovar que ninguém está preparado para uma separação. ‘Espero alguém’ trabalha as duas separações do autor. Começa triste e, ao longo das paginas, o ânimo vai melhorando. No final, o alívio. As crônicas tratam da retomada – a superação do luto – provando que tudo passa. Um novo amor é quase uma certeza. E, se você não amar esse amor mais do que amou o que veio antes, provavelmente amará mais a si mesmo. Carpinejar mostra também as contradições do relacionamento – o que cada um precisa e pode fazer pelo outro. A importância da sedução mútua e a convivência com as críticas. Além disso, dá conselhos, como – ‘não fale mal até vinte dias após o termino. Se reatar, você estará desacreditado’.

SIMPLES ASSIM

42987986

Por que complicar ainda mais? Acordou mal-humorado? Respire fundo, abra a janela e pense que no final do dia você encontrará seus amigos para um happy e dará boas gargalhadas. O carro quebrou no meio da rua? Sinalize e espere o guincho em segurança. O namoro está mais para morno? Chegou a hora de pôr um fim a relacionamentos que não levam a nada. Convidada frequentemente para (mais…)

Go to Top