Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Dos Santos

Concurso Cultural Literário (10)

33

bannerseuspecadosestãoperdoados

Ao longo da vida, acumulamos refugos sobre nossos ombros. Ira, culpa, pessimismo, amargura, intolerância, ansiedade, decepção, impaciência. Lixo! Isso nos afeta e contamina nossos relacionamentos.

Com sua habitual simplicidade, Max Lucado explica como fazer para nos livrarmos desse lixo acumulado. A partir de uma linda história, o autor reconta o que Cristo fez por nós e ensina como transformar essa velha bagagem em uma nova vida.

Esta nova edição do concurso cultural vai premiar 3 internautas com o novo livro de Max Lucado.

Para concorrer, basta indicar na área de comentários qual tipo de lixo você gostaria de ver livre de seu coração (ou de sua mente).

O resultado será divulgado no dia 17/9 às 17h30 aqui no post e no perfil do twitter @livrosepessoas.

Lembrete: Se você participar pelo Facebook, por gentileza deixe um email de contato.

***

Parabéns aos ganhadores: Daniel dos Santos, Sâmela Laís e Oldack Borges. =)

Enviar seus dados completos para [email protected] em até 48hs.

USP São Carlos cria programa que simplifica textos para ajudar na leitura

1

Projeto pode auxiliar pessoas com distúrbios de compreensão de textos.
Palavras complexas são substituídas por mais simples e frases encurtadas.

1

Publicado por G1

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), do campus de São Carlos (SP), desenvolveram um programa de computador para ajudar quem tem dificuldades para ler e incentivar quem quer aprender. Segundo o pesquisador Thiago Pardo, o projeto também pode ser utilizado por quem tem distúrbios graves de compreensão de textos.

“Pessoas com algum tipo de deficiência cognitiva, como demência, afasia e dislexia, podem se beneficiar do texto adaptado e simplificado. O projeto também serve para outras vertentes, como aprendizes de outras línguas e crianças aprendendo em várias séries”, afirmou Pardo.

A invenção, criada no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), levou dois anos para ficar pronta. Quando encontra palavras mais complexas, o sistema traz sinônimos. Outra ferramenta diminui as frases muito grandes.

Programa desenvolvido na USP simplifica textos (Foto: Reginaldo dos Santos/EPTV)

Programa desenvolvido na USP simplifica textos
(Foto: Reginaldo dos Santos/EPTV)

“Ele trabalha com adaptação textual. Tem três grandes formas de adaptar um texto: simplificar a parte sintática, cortando sentenças longas em menores, trocando palavras difíceis por mais comuns; também sumarizar, tornar o texto mais curto pegando a parte principal dele e dar uma definição curta para um conceito mais complexo”, explicou a pesquisadora Sandra Aluísio.

Dificuldades
Um levantamento feito pelo Indicador Nacional de Alfabetismo Funcional (Inaf) mostrou que 68% da população brasileira possui um nível de alfabetização rudimentar e básico, que pode representar dificuldades para ler e entender o que está escrito.

O professor de informática Isaias Gomes Paz constata as dificuldades dos alunos em sala de aula. Ao ler um texto simples da internet, uma menina de nove anos ficou confusa. “É o analfabetismo funcional, quando a criança consegue identificar as palavras, entender e digitar, porém não consegue compreender o conteúdo que essa palavra representa”, disse Paz.

A equipe da USP instalou o programa no computador usado nas aulas de informática. Quando o sistema resumiu o texto, a estudante conseguiu compreender. “Agora está fácil, o texto está menor”, contou a menina.

O programa pode ser acessado pela internet. Para simplificar a leitura, basta colar um texto e escolher o modo com palavras mais fáceis ou com frases mais curtas.

Projeto levou dois anos para ser desenvolvido na USP de São Carlos (Foto: Reginaldo dos Santos/EPTV)

Projeto levou dois anos para ser desenvolvido na USP de São Carlos (Foto: Reginaldo dos Santos/EPTV)

Filha de agricultor de Jequiá da Praia representa AL no quadro Soletrando

0

Nathálya Regina venceu a seletiva regional e disputa etapa nacional no RJ.
Estudante se preparou para disputa com ajuda de professores.

Waldson Costa, no G1

No dia 2 julho a estudante do 6º ano do ensino médio, Nathálya Regina da Silva Passos, 11, da Escola Municipal José Cursino dos Santos, de Jequiá da Praia, município que fica a 66 km de Maceió, fará sua primeira viagem de avião. Vencedora da seletiva regional da competição Soletrando, ele representará Alagoas na etapa nacional, que acontecerá no Rio de Janeiro.

Nathálya Regina continua estudando para a etapa nacional do Soletrando (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

Nathálya Regina continua estudando para a etapa nacional do Soletrando (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

Filha de um agricultor, que trabalha no plantio e colheira da cana-de-açúcar, e de uma dona de casa, Nathálya Regina se preparou para a competição com ajuda de professores e de uma tia, que também é educadora; fazendo leitura de textos, palavras do dicionário e ditados.

“Estudei muito e me preparei bastante para competição. Como a classificação era algo que eu queria muito, fiquei nervosa, mas estava confiante”, conta Nathálya, ao lembrar que a mãe chorou de felicidade com a conquista, que foi comemorada por toda família.

Para a educadora e tia da estudante, Fernanda Passos, a classificação de Nathálya para etapa nacional representa o avanço da educação pública municipal e serve de incentivo para que outras crianças se empenhem no estudo.

“Para os educadores é o reconhecimento do nosso trabalho, da qualidade do ensino. Para os estudantes, uma motivação a mais para os estudos. Tanto, que ela se espelhou em um outro aluno do município que foi finalista no ano anterior”, expôs.

Ao enfatizar que Nathálya Regina é bastante estudiosa e curiosa, Fernanda Passos, que já acompanhou outro aluno na competição, diz que além do conhecimento, o equilíbrio psicológico conta muito neste tipo de competição. “Ela está preparada e já é um orgulho para a família. A preparação com leitura e jogos de palavras devem continuar, e esperamos que ela consiga controlar o nervosismo na próxima etapa para se sair bem”, completa a professora.

Feliz com a conquista, Nathalya Regina, que tem como objetivo futuro se formar em Direito, e sonho em ganhar um computador, diz que vem estudando todos os dias para vencer a etapa nacional do Soletrando 2013, que acontecerá durante as gravações do programa Caldeirão do Huck, da Rede Globo.

1

Etapa Regional
Nathálya Regina da Silva Passos, da Escola Municipal José Cursino dos Santos, de Jequiá da Praia, disputou a final da etapa regional do Soletrando, em Alagoas, com outros cinco estudantes.

Na final regional, participaram da disputa os estudantes: Aleksandro Vicente Da Silva Junior, da Escola Municipal de Educação Básica Benedito Coutinho (Jequiá da Praia), Gabrielle Ramalho Leite de Sousa, da Escola Municipal de Educação Básica Messias João Coelho (Jequiá da Praia), Mariana Bispo da Silva, da Escola Municipal de Educação Básica Maria Lopes Bertoldo (Jequiá da Praia), Rosângela de Lima da Silva, da Escola Municipal de Educação Básica Eutíquio Quintela Cavalcante (Jequiá da Praia) e Sabrina Rodrigues, do município de Canapi, cidade do Sertão alagoano.

Mãe vai rezar e filha chega atrasada a local de prova do Enem 2012 em Salvador

0

Sivalda dos Santos, 32, que estava na igreja rezando, perdeu o horário de levá-la ao local de prova
Sivalda dos Santos, 32, que estava na igreja rezando, perdeu o horário de levá-la ao local de prova

Luiz Francisco, no UOL

O que seria uma prece para ajudar a filha a passar no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2012 e cursar direito acabou se transformando em um pesadelo. A dona de casa Sivalda Santos deixou a periferia de Salvador na manhã desde domingo (4) para rezar em uma igreja. “Fiquei muito concentrada e, quando percebi, já era tarde”, afirmou a dona de casa, ao chegar com oito minutos de atraso ao Colégio Luís Viana.

Os portões do colégio, uma das maiores unidades da rede pública da Bahia, foram fechados pontualmente às 12h (a Bahia não aderiu ao horário de verão). “Não responsabilizo a minha mãe por nada. Ela sempre fez o melhor para mim”, disse Adriele Santos, filha da dona de casa.

Ao chegarem à escola, mãe e filha ainda tentaram uma última cartada: convencer dois seguranças que estavam do lado de dentro dos portões. “Temos ordens expressas para não deixar ninguém entrar. Não podemos abrir nenhuma exceção, mesmo entendendo a situação delas”, disse Fernando Soares.

O movimento no colégio foi tranquilo. Os primeiros estudantes chegaram ao Luís Viana por volta das 9h30. “Trouxe sanduíche de frango, suco e água”, afirmou Fernanda Albuquerque, 18, que sonha em cursar psicologia.

foto: João Alvarez/UOL

Go to Top