Contando e Cantando (Volume 2)

Posts tagged editora vestígio

Concurso Literário Cultural (186)

17

1502-20170606123106

Os meninos que enganavam nazistas

Joseph Joffo (autoria), Fernando Scheibe (tradução)

Paris, 1941. O país é ocupado pelo exército nazista e o medo invade as casas e as ruas francesas. O poder de Hitler se mostra absoluto e brutal na França… É durante um dos períodos mais turbulentos da História que a emocionante narrativa de Joseph e Maurice se desenrola. Irmãos judeus de 10 e 12 anos de idade, eles perambulam sozinhos pelas estradas, vivendo experiências surpreendentes, tentando escapar da morte e em busca da zona livre para ganhar a liberdade.

Essa é uma história real, autobiográfica, cuja espontaneidade, ternura e humor comprovam o triunfo da humanidade e da empatia nos momentos mais sombrios, quando o perigo está sempre à espreita… Os meninos que enganavam nazistas conta a fantástica e emocionante epopeia de duas crianças judias durante a ocupação, narrada por Joseph, o mais jovem.

***

Em parceria com a Editora Vestígio, vamos sortear 2 exemplares de “Os meninos que enganavam nazistas”, de Joseph Joffo.

Para concorrer, mencione na área de comentários o nome de um amigo que você quer presentear com esse livro. Os dois ganharão a obra.

Se comentar via Facebook, não esqueça de deixar seu e-mail.

Para ficar sempre por dentro das novidades e promoções, sugerimos que curta as páginas dos envolvidos nesta ação::

O resultado será divulgado dia 8/8 neste post.

 

ATENÇÃO!

Ana Cr Marini e sua amiga Daiane, parabéns! Entraremos em contato via e-mail.

Concurso Literário Cultural (185)

8

1490-20170605163222Eu venho de Alepo – Itinerário de um refugiado

Joude Jassouma, Laurence de Cambronne (autoria), Fernando Scheibe (tradução)

 

Junho de 2015. A cidade de Alepo afunda no caos. Como centenas de milhares de civis, Joude Jassouma decide fugir com sua esposa, Aya, e sua filhinha, Zaine.

A guerra civil na Síria se intensifica. Os confrontos entre o exército de Bashar al-Assad e as forças rebeldes lideradas pelos jihadistas da Frente al-Nusra e do Estado Islâmico se tornam diários. Joude, jovem professor de francês, recusa-se a tomar partido numa luta absurda, que não é a sua. Com sua família, tenta se proteger, muda de residência quatro vezes para evitar os bombardeios – e acaba resolvendo se exilar.

Dos bairros pobres de Alepo ao litoral norte da França, passando por Istambul e pelos campos de refugiados da ilha grega de Leros, este livro conta o êxodo de um dos milhões de sírios atingidos pela guerra. A odisseia de um herói anônimo que, arriscando a vida, atravessou o mar Egeu a bordo de um bote inflável em busca de uma vida decente para sua família.

***

Em parceria com a Editora Vestígio, vamos sortear 2 exemplares de “Eu venho de Alepo”, de Joude Jassouma.

Para concorrer, mencione na área de comentários de que forma podemos demonstrar empatia e acolher os refugiados.

Se comentar via Facebook, não esqueça de deixar seu e-mail.

Para ficar sempre por dentro das novidades e promoções, sugerimos que curta as páginas dos envolvidos nesta ação::

O resultado será divulgado dia 1/8 neste post.

 

Parabéns ao Carlos Júnior e Eric Silva! Entraremos em contato via e-mail. 🙂

Editora Vestígio lança livros que viraram filmes de Hitchcock

0
Um Corpo que Cai, dirigido por Hitchcock, foi adaptado da obra Vertigo, que será lançado na coleção

Um Corpo que Cai, dirigido por Hitchcock, foi adaptado da obra Vertigo, que será lançado na coleção

 

Bruno Porciúncula, no A Tarde

Que Hitchcock é um gênio no cinema, ninguém discute. Mas, o que pouca gente sabe, é que a grande parte dos seus filmes foram adaptações – algumas livremente – de livros. A editora Vestígio, do Grupo Autêntica, vai lançar no país os livros Vertigo (que virou Um Corpo que Cai) e A Dama Oculta. Ambos fazem parte da coleção Hitchcock.

1361-20160505095639

Na sinopse oficial de Vertigo (R$ 44,90, 192p), de Pierre Boileau e Thomas Narcejac: Encarregado por um antigo colega de seguir sua jovem e bela mulher, o detetive Flavières logo se vê perdidamente apaixonado pela moça. Essa impropriedade não o impede de investigar os temores de seu amigo Gévigne a respeito da esposa: suas ausências, seus mistérios, uma melancolia que a leva a olhar para as águas do Sena por horas a fio… Nenhum amante, nenhuma simulação, nenhuma doença. Apenas uma estranha relação com a bisavó, morta em circunstâncias terríveis e a quem a jovem Madeleine não chegou a conhecer.

1360-20160505094301

Já A Dama Oculta (R$ 44,90, 272p), de Ethel Lina White, publicada originalmente em 1936, mostra Iris Carr, uma jovem e bela socialite que retorna para a Inglaterra após um período de férias no continente europeu. Sentindo-se só e intimidada durante a viagem de trem, ela encontra conforto na companhia de uma estranha que conhece apenas como “srta. Froy”. O conforto logo se transforma em pânico quando a srta. Froy some sem deixar vestígios. Questionando a própria sanidade e desconfiando das reais intenções das pessoas a sua volta, Iris tenta desesperadamente desvendar o súbito desaparecimento de sua companheira de viagem – uma mulher que ninguém mais se lembra de ter visto.

Concurso Cultural Literário (163)

1

1361-20160505095639

Vertigo (Um corpo que cai)

De Boileau – Narcejac e tradução de Fernando Scheibe.

Encarregado por um antigo colega de seguir sua jovem e bela mulher, o detetive Flavières logo se vê perdidamente apaixonado pela moça. Essa impropriedade não o impede de investigar os temores de seu amigo Gévigne a respeito da esposa: suas ausências, seus mistérios, uma melancolia que a leva a olhar para as águas do Sena por horas a fio… Nenhum amante, nenhuma simulação, nenhuma doença. Apenas uma estranha relação com a bisavó, morta em circunstâncias terríveis e a quem a jovem Madeleine não chegou a conhecer… Um clássico de Pierre Boileau e Thomas Narcejac, especialistas na arte de conduzir a trama – e o leitor – até onde menos se espera.

Este instigante e sinistro roman noir foi adaptado por Alec Coppel e Samuel A. Taylor e filmado por Alfred Hitchcock em 1958. Um corpo que cai é considerado um dos melhores filmes de todos os tempos.

 

 

 

1360-20160505094301

A dama oculta

De Ethel Lina White e tradução de Rogério Bettoni.

Livro que deu origem ao clássico homônimo de Alfred Hitchcock, A dama oculta é por si só uma obra envolvente e extraordinária. Sua força está na maestria com que Ethel Lina White constrói atmosferas sinistras e perturbadoras. Iris Carr é uma jovem e bela socialite que retorna para a Inglaterra após um período de férias no continente europeu. Sentindo-se só e intimidada durante a viagem de trem, ela encontra conforto na companhia de uma estranha que conhece apenas como “srta. Froy”. O conforto logo se transforma em pânico quando a srta. Froy some sem deixar vestígios. Questionando a própria sanidade e desconfiando das reais intenções das pessoas a sua volta, Iris tenta desesperadamente desvendar o súbito desaparecimento de sua companheira de viagem – uma mulher que ninguém mais se lembra de ter visto!

Não é difícil perceber por que Hitchcock adotou este clássico e se viu compelido a imprimir-lhe, em 1938, sua marca cinematográfica.

***

Em parceria com a Vestígio, vamos sortear 2 kits com 1 exemplar de “Um corpo que cai” e “A dama oculta“.

Para concorrer, cite um filme dirigido por Alfred Hitchcock em que ele faz participação como figuranteSua resposta deverá ser enviada para [email protected]. Respostas na área de comentários serão apagadas.

Para ficar sempre por dentro das novidades e promoções, sugerimos que curta as páginas dos envolvidos neste concurso cultural:

O resultado será divulgado dia 09/08 neste post.

Boa sorte! 🙂

 

Atenção para os ganhadores: Iago Santos e Cibele Ramos. Parabéns! Entraremos em contato via e-mail.

Concurso Cultural (129)

19

 

Zulu1250-20150805105631

Caryl Férey (autoria), Fernando Scheibe (tradução)

Quando criança, Ali Neuman fugiu de sua terra natal para escapar das milícias do Inkatha, em guerra com o partido rival, o Congresso Nacional Africano. Ele e sua mãe foram os únicos membros da família a sobreviver àqueles anos de terror, e Ali carrega traumas, emocionais e físicos, que não compartilha com ninguém.

Hoje chefe da polícia criminal de Cape Town, vitrine da África do Sul, Neuman tem que lidar com dois terríveis flagelos que assolam a primeira democracia da África: a violência e a AIDS. Seu trabalho se complica quando a filha de um ex-campeão mundial de rugby da elite branca é encontrada brutalmente assassinada, com vestígios de uma droga desconhecida no sangue. Ali Neuman, Dan Fletcher – o jovem braço direito do capitão zulu – e o turbulento tenente Brian Epkeen parecem andar em círculos na investigação, seguindo uma pista falsa após a outra, enquanto a carnificina se intensifica. Ainda que o apartheid tenha sido extirpado da cena política, velhos inimigos continuam agindo à sombra da reconciliação nacional.

Carregado de violência e desvelado por um texto primoroso e premiado, Zulu é um raio-x estarrecedor da realidade criminal de uma nação marcada por desigualdades e contradições.

***

Em parceria com a Vestígio, vamos sortear 3 exemplares de “Zulu”, de Caryl Férey.

Para concorrer, responda na área de comentários:

Quais os 2 atores que interpretaram os papéis principais da adaptação do livro para o cinema, dirigida por Jérôme Salle?

Se participar via Facebook, por favor deixe seu e-mail de contato.

Para ficar sempre por dentro das novidades e promoções, sugerimos que curta as páginas dos envolvidos neste concurso cultural:

O resultado será divulgado dia 14/10 neste post.

Boa sorte. 🙂

 

Atenção para os ganhadores!

Carlos Júnior 

Sabrina Ribeiro 

Giovana Oliveira 

 

Parabéns! 🙂

Go to Top