Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Engenharia EléTrica

Em seu primeiro semestre, estudante resolve equação de 30 anos

0
Ufot Ekong está no primeiro semestre na Universidade de Takai, em Tóquio. (Foto: Reprodução/Likedin)

Ufot Ekong está no primeiro semestre na Universidade de Takai, em Tóquio. (Foto: Reprodução/Likedin)

Ufot Ekong cursa Engenharia Elétrica em universidade japonesa.
Estudante atingiu as maiores notas dos últimos anos da instituição.

Publicado no G1

Um estudante nigeriano vem quebrando recordes em sua universidade no Japão. Após atingir as melhores notas registradas pela instituição desde 1965, Ufot Ekong, que ainda está no primeiro semestre, resolveu uma equação matemática que estava há 30 anos sem solução.

Ekong é estudante de Engenharia Elétrica na Universidade de Tokai, em Tóquio, no Japão. Em sua carreira acadêmica, o aluno já ganhou seis prêmios. As informações são do The Independent.

O estudante também fala inglês, francês, japonês e iorubá (um dos idiomas falado na Nigéria) e ganhou um prêmio de língua japonesa para estrangeiros.

Para pagar a faculdade, o aluno já teve que conciliar dois empregos com os estudos. Atualmente, ele trabalha na Nissan e já tem duas patentes de carro em seu nome.

A Universidade de Tokai é uma renomada instituição de ensino superior do Japão. Fundada em 1924, seu maior foco é para as áreas de Ciências e Tecnologia.

Estudante irá ao espaço testar dispositivo criado em escola

0

20150320_ciencia_sem_fronteiras

Publicado em Portal MEC

O estudante de engenharia elétrica Pedro Nehme, da Universidade de Brasília (UnB), está prestes a viajar para o espaço. Lá, vai conduzir um experimento criado por estudantes de escolas públicas, que será selecionado pela Agência Espacial Brasileira (AEB) por meio de uma chamada pública.

O quinto Anúncio de Oportunidade do Programa Microgravidade abre prazo para cadastro de propostas nesta terça-feira, 24, e vai até 27 de abril. Estudantes de educação básica brasileira são desafiados a desenvolver um dispositivo eletrônico compacto, capaz de avaliar os aspectos fisiológicos relacionados à exposição do corpo humano ao ambiente de microgravidade e hipergravidade. O edital prevê a parceria com instituições de ensino superior. A divulgação do resultado será em 2 de maio.

Ex-bolsista do Ciência sem Fronteiras (CsF) e ex-estagiário da agência espacial norte-americana Nasa, o brasiliense de 23 anos ganhou uma promoção mundial assim que voltou do intercâmbio; o prêmio é um voo suborbital, que está previsto para ocorrer no final do ano.

Pedro Nehme será o segundo brasileiro a ir para o espaço, sendo o primeiro civil. Em 2006, o militar da Força Aérea Brasileira (FAB) Marcos Pontes embarcou em um voo orbital para a Estação Espacial Internacional. No caso de Pedro, o veículo espacial não entrará em órbita e a viagem terá duração total de uma hora. Serão entre cinco e seis minutos em microgravidade. “Estou ansioso para essa missão”, afirma.

Pelo Ciência sem Fronteiras, Pedro estudou na Catholic University of America em Washington (EUA) no ano de 2012. Três meses depois de sua chegada ao país norte-americano, foi selecionado junto com outros seis bolsistas do CsF para o estágio na Nasa, no Goddard Space Flight Center, onde permaneceu por nove meses. Lá, trabalhou na divisão de astrofísica, com balões de grande altitude – capazes de levar instrumentos de pesquisa para a estratosfera.

Foi exatamente esse conhecimento que ajudou Pedro a ganhar o concurso da empresa aérea que vai levá-lo ao espaço. A tarefa consistia em acertar o local onde um balão lançado do Deserto de Nevada (EUA) cairia. Os participantes teriam que marcar a altitude em que o objeto estouraria, além da latitude e longitude. O estudante acertou a altitude exata e seu palpite foi o que mais se aproximou da localidade certa no mapa.

Logo que voltou do CsF, Pedro foi selecionado para estagiar na AEB. Agora, é bolsista na agência. “Todo mundo que participa do Ciência sem Fronteiras tem algo a contribuir quando volta”, ressalta. Para o futuro, o estudante – que se forma no final deste ano – vislumbra seguir no ramo aeroespacial. “Gostaria muito de contribuir para o programa espacial brasileiro.”

O veículo espacial que levará Pedro está sendo finalizado e entrará em testes. Enquanto isso, o rapaz participa de treinamentos promovidos pela AEB. No início de março, esteve nos Estados Unidos para treino em uma centrífuga. Em abril, irá à Rússia para testes de gravidade zero. Até a viagem para o espaço, será acompanhado pelo centro de medicina aeroespacial da FAB no Rio de Janeiro, onde fará, também, simulações de falta de oxigênio, ejeção e desorientação espacial.

Estudantes perdem vagas de estágio por erros de português

0

Publicado no UOL

Uma pesquisa feita pelo Nube (Núcleo Brasileiro de Estágios) durante o ano de 2012 mostrou que de 7.219 estudantes que disputavam uma vaga de estágio, 2.081 (28,8%) foram eliminados por erros de português.

Para realizar a pesquisa foi utilizado um ditado de 30 palavras – o candidato com mais de sete erros era eliminado. Palavras como “adptação”, “flequicivel”, “ancioço” e “obiseção” foram escritas por estudantes no exercício.

Veja dois exemplos de ditados disponibilizados pelo Nube

prova1prova2

O índice de reprovação foi maior entre os homens, com 32% dos candidatos eliminados. Entre as mulheres, a porcentagem de reprovação foi de 26,6%.

Segundo a pesquisa, os jovens entre 14 e 18 anos apresentaram melhor desempenho, com 75% de aprovação no teste. Em seguida, aparecem as pessoas entre 19 a 25 anos (68,9%), 26 a 30 anos (69,2%) e acima de 30 anos (71,2%).

Alunos do ensino médio técnico tiveram o pior desempenho nos testes: cerca de 37% ultrapassaram as falhas aceitáveis no processo seletivo. Na sequência do desempenho insatisfatório, aparecem os estudantes de cursos tecnólogos (30%), médio (29%) e superior (28,5%).

No ensino médio, alunos de escolas particulares tiveram resultados melhores do que os alunos de escolas públicas. Já no ensino superior, os estudantes de universidades públicas foram melhores do que os alunos de instituições privadas.

A pesquisa também dividiu os resultados por cursos. Os piores índices ficaram entre os alunos de pedagogia (50% de reprovação), jornalismo (49%), matemática (41,4%), psicologia (41%) e ciência da computação (40%). Já os melhores resultados foram atingidos pelos estudantes de comércio exterior (83% de aprovação), medicina veterinária (82%), relações públicas (80%), engenharia de produção (80%), nutrição (75,5%), engenharia elétrica (74,5%) e direito (74%).

Sisu: nota de corte pode ter apenas 10 pontos de diferença

0

Publicado por Terra

A nota de corte dos candidatos do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) pode ter apenas 10 pontos de diferença entre os alunos de ampla concorrência e os candidatos inscritos nos critérios de cotas, com baixa renda familiar per capita (inferior a 1,5 salário mínimo). É o caso do curso de engenharia elétrica da Universidade Federal do Ceará (UFC). Os alunos sem cotas tiveram nota de corte de 667,36 pontos, já os cotistas registraram 657,24 na nota de corte.

No curso de medicina da UFC, o mais procurado do Sisu, os alunos não cotistas e cotistas de baixa renda mantêm uma diferença de 37,68 pontos na nota de corte. Cada um dos grupos registrou 783 e 745,32 pontos na nota de corte, respectivamente. Os dados são referentes a estudo comparativo divulgado hoje (10) pelo Ministério da Educação (MEC).

No curso com a maior nota de corte, o de medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), as notas mantêm praticamente o mesmo desempenho registrado na Federal do Ceará. Os alunos inscritos na ampla concorrência obtiveram a nota de corte de 821 pontos, já os cotistas de baixa renda atingiram 778,81 pontos.

Para o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o resultado pode ser considerado ‘excelente’, já que ‘o desempenho dos cotistas até o momento é muito próximo do desempenho da ampla concorrência’.

‘É um grande resultado, mas não pode ser lido como uma acomodação e muito menos como se o desafio da qualidade no ensino médio não fosse imenso para o Brasil, para o MEC, especialmente para as secretarias estaduais de Educação – responsáveis por 86% da rede’, disse Mercadante. (mais…)

PUC e Mackenzie têm cursos entre novos reprovados pelo MEC

0

Título original: MEC divulga lista com mais 38 cursos reprovados que devem ser punidos

Publicado no UOL

Foi publicada nesta terça-feira (8) no Diário Oficial da União lista com mais 38 cursos superiores com notas insatisfatórias na última avaliação do MEC (Ministério da Educação). A lista de cursos que estavam em análise complementa o anúncio feito pelo MEC (Ministério da Educação) em 2012 que apontava 207 cursos superiores reprovados.

Os cursos, que receberam notas 2 no CPC (Conceito Preliminar do Curso) de 2011, serão punidos com a suspensão de sua autonomia e assim não poderão, por exemplo, criar novas vagas.

Serão atingidas 21 instituições de ensino superior, entre elas federais, como o IF Fluminense (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense), e universidades privadas tradicionais, como a PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica) e o Mackenzie (Universidade Presbiteriana Mackenzie). Veja a lista completa abaixo:

CURSOS AVALIADOS EM 2011 COM CPC 1 E 2 – CENTROS UNIVERSITÁRIOS E CENTROS FEDERAIS

InstituiçãoCurso
CEFET/RJ (CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA)ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO (92879)
CEFET/RJ (CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA)ENGENHARIA ELÉTRICA (29496)
CEFET/RJ (CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA)ENGENHARIA ELETRÔNICA (33021)
CEFET/RJ (CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA)ENGENHARIA MECÂNICA (14590)
FESSC (CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DE SÁ DE SANTA CATARINA)REDES DE COMPUTADORES (72057)
UNINASSAU (CENTRO UNIVERSITÁRIO MAURÍCIO DE NASSAU)ARQUITETURA E URBANISMO (94766)
UNIANCHIETA (CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA)ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (97029)
UNIPINHAL (CENTRO REGIONAL UNIVERSITÁRIO DE ESPÍRITO SANTO DO PINHAL)CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (62728)
UNISALESIANO (CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM)EDUCAÇÃO FÍSICA (8213)
UNIFLU (CENTRO UNIVERSITÁRIO FLUMINENSE)ARQUITETURA E URBANISMO (78154)
  • Fonte: Diário Oficial da União – Edição de 8 de janeiro de 2013

CURSOS AVALIADOS EM 2011 COM CPC 1 E 2 – UNIVERSIDADES E INSTITUTOS FEDERAIS

InstituiçãoCurso
IFRR (INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RORAIMA)SANEAMENTO AMBIENTAL (113557)
IFCE (INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ)AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL (63395)
IFCE (INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ)QUÍMICA (120084)
IFPA (INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ)ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (87330)
IFPA (INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ)GEOGRAFIA (48283)
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANOFÍSICA (101858)
IF Fluminense (INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE)ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (18026)
IF Fluminense (INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE)ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO (92277)
IF Fluminense (INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE)ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO (111916)
IF Fluminense (INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE)MANUTENÇÃO INDUSTRIAL (43681)
PUC-CAMPINAS (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS)CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (1624)
PUC-CAMPINAS (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS)CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (301624)
PUC-CAMPINAS (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS)CIÊNCIAS SOCIAIS (301638)
PUC-CAMPINAS (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS)EDUCAÇÃO FÍSICA (1641)
PUC-CAMPINAS (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS)ENGENHARIA CIVIL (1635)
PUC-CAMPINAS (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS)LETRAS – PORTUGUÊS E INGLÊS (352189)
PUC-CAMPINAS (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS)QUÍMICA (1659)
PUC GOIÁS (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS)ENGENHARIA CIVIL (10803)
PUC MINAS (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS)CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (341217)
PUC MINAS (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS)CIÊNCIAS SOCIAIS (63873)
PUC-SP (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO)GEOGRAFIA (18537)
PUC-SP (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO)GEOGRAFIA (318537)
PUC-SP (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO)HISTÓRIA (11243)
MACKENZIE (UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE)ARQUITETURA E URBANISMO (2016)
UNIR (FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA)HISTÓRIA (15992)
UFT (FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS)PEDAGOGIA (49687)
UNIVASF (FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO)ARQUEOLOGIA E PRESERVAÇÃO PATRIMONIAL (85590)
UFRB (UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA)MATEMÁTICA (100412)
  • Fonte: Diário Oficial da União – Edição de 8 de janeiro de 2013
Go to Top