Posts tagged Espanha

Cidade espanhola cancela corrida de touros e oferece livros à população

0

naom_513c36440e196

A tradição ficou para trás em função de apoio à população de uma cidade espanhola.

Título original: Esta cidade cancelou a largada de touros. Vai antes oferecer livros

Publicado no Notícias ao Minuto

As corridas de touros são uma tradição na Espanha, mas devido ao elevado desemprego e às dificuldades pelas quais estão a passar os habitantes do município de Villafranca de Los Caballeros, em Toledo, a autarquia resolveu cancelar o apoio à festa anual em prol de um projeto social.

De acordo com o Le Vif, o líder do executivo camarário, Julían Bolãnos, anunciou os elevados números de desemprego e a vereadora da Cultura, Educação e Turismo revelou estar a preparar um projeto social para as famílias do Colégio Público Miguel de Cervantes e do Instituto de Educação Secundária La Falcata.

Assim, o município vai cancelar a festa tradicional com o intuito de estabelecer prioridades e irá iniciar o programa de apoio à compra de livros, promovendo a entrega de um vale de 60 euros em material escolar, tal como a troca de manuais usados.

O autarca frisou que continua a respeitar a festa e a tourada enquanto espetáculo, acrescentando, porém, que o mais importante são as pessoas.

Espanha anuncia ter encontrado restos mortais de Miguel de Cervantes

0
Equipe de arqueólogos examinam restos encontrados em caixão que foi determinado como o de Miguel de Cervantes (Foto: AP Photo/Aranzadi Science Society)

Equipe de arqueólogos examinam restos encontrados em caixão que foi determinado como o de Miguel de Cervantes (Foto: AP Photo/Aranzadi Science Society)

Ossada foi achada na cripta de um convento de Madri.
Pesquisadores estavam buscando ossada em nichos da cripta da igreja.

Publicado no G1

A equipe responsável por procurar os restos mortais do escritor espanhol Miguel de Cervantes, autor de Dom Quixote, está “convencida” de ter encontrado o material entre fragmentos de ossos localizados em uma cripta de um convento de Madri, um ano depois do início dos trabalhos.

“À vista de toda a informação gerada no caso de caráter histórico, arqueológico e antropológico, é possível considerar que entre os fragmentos da área localizada no solo da cripta da atual igreja das Trinitárias se encontram alguns pertencentes a Miguel de Cervantes”, disse o antropólogo Francisco Etxeberría, coordenador da equipe.

“São muitas as coincidências e não há discrepâncias”, completou Etxeberría, que reconheceu que não foi possível rastrear indícios dos ferimentos sofridos pelo escritor na batalha de Lepanto.

Na batalha naval de Lepanto, em que a Santa Liga formada principalmente por Espanha, Veneza e a Santa Sé venceu os turcos em 1571, Cervantes foi ferido no peito e na mão de esquerda por um arcabuz.

O ferimento deixou sua mão esquerda inutilizada e o autor passou a ser chamado de “o manco de Lepanto”.

“Não conseguimos verificar esta circunstância porque o nível de conservação do osso não permitiu, não conseguimos descobrir nenhum sintoma de patologia traumática”, disse o antropólogo.

“Todos os membros da equipe estão convencidos de que temos entre estes fragmentos algo de Cervantes, mas, no entanto, não posso dizer em termos de certeza absoluta”, completou.

“As coincidências e as não discrepâncias da articulação e dos elementos de caráter histórico, antropológico e arqueológico nos levam a considerar que ali estaria Cervantes em termos razoáveis”, explicou.

“Não vai acontecer uma individualização confirmada pela genética”, afirmou a arqueóloga Almudena García Rubio, ao reiterar o que já havia sido antecipado pela equipe no início da busca, em março do ano passado.

Apesar da boa conservação dos restos mortais para exames de DNA, a única descendência atual da família de Cervantes procede de seu irmão Rodrigo.

“E depois de 12 gerações, o DNA que poderia ter em comum com Cervantes é mínimo”, já havia afirmado o historiador Fernando de Pardo.

Os restos mortais daquele que é considerado o maior escritor espanhol da história foram localizados na cripta da igreja do Convento de “San Ildefonso de las Madres Trinitarias”, no conhecido bairro da Letras, centro de Madri.

Nascido em 1547 em Alcalá de Henares, perto de Madri, o autor de Dom Quixote de la Mancha viveu seus últimos anos neste bairro madrileno e faleceu em 22 de abril de 1616.

Cervantes foi sepultado na igreja do convento um dia depois, 23 de abril, data que foi oficializada como a de sua morte, já que na época o dia do enterro era considerado a data do óbito.

A cada dois dias, cinco livrarias fecham as portas na Espanha, indica estudo

0

55% dos cidadãos admitem que “nunca” leem ou têm hábito de ler “só às vezes”; “Essa é prova do desprestígio do livro na sociedade espanhola”, diz livreiro

13911466249_7efc920fb2_z

Publicado em Opera Mundi

Diariamente, aproximadamente 2,5 livrarias independentes encerram suas atividades por dia na Espanha, acompanhando um ritmo de queda de vendas de 18 % no setor desde 2011, reportou o El Pais nesta quarta-feira (04/03).

Os dados vêm de um estudo divulgado hoje pela CEGAL (Confederação Espanhola de Grêmios e Associações de Livreiros), que também revela que 55% dos espanhóis admitem que “nunca” leem ou têm o hábito de ler “só às vezes”.

Intitulado “Observatório da Livraria 2014”, o estudo recolheu informações de até agosto passado e inclui apenas livrarias independentes. Isto é, estabelecimentos que possam até oferecer outros serviços, mas que explorem os livros como principal fonte de lucro (ou acima de 50% das suas vendas).

Tendo em vista a categorização, o grupo notou que, em 2014, houve apenas 3.650 livrarias que atendessem a esses critérios – o que representa 686 estabelecimentos a menos se comparado a 2013. Além disso, 20% desses locais foram fundados no século 21. Das livrarias consideradas antigas, ou seja, criadas até 1940, só restam 103 no país.

“Essa é uma prova do desprestígio do livro na sociedade espanhola por sua perda de valor como elemento central da cultura”, lamenta ao veículo espanhol Juan Miguel Salvador, da livraria Diogenes e responsável pelo estudo da CEGAL.

Vários fenômenos explicam a atual situação das livrarias espanholas. Uma delas é a própria crise econômica que há mais de cinco anos ainda afeta países europeus, como Espanha, Portugal e Grécia. Nos últimos anos, várias lojas do setor passaram por um processo de reestruturação interna que levasse em conta a mudança de hábitos da sociedade, cada vez mais acelerada, confluindo literatura, internet, filmes e até séries.

Além da necessidade de tornar o próprio espaço físico da venda um local mais agradável com cafés e lanches, o comércio de livros em sites especializados ou em grandes redes multinacionais têm tomado 95% das vendas do setor, marginalizando cada vez mais as livrarias independentes. Uma das soluções que encontraram, na Espanha, foi criar o site www.todostuslibros.com como forma de resistência.

Fundação Carolina oferece 540 bolsas de estudo na Espanha para latino-americanos

0
ThinkStock

ThinkStock

Publicado por Brasil Post

A Fundação Carolina abriu nesta quinta-feira (4), as inscrições para 540 bolsas de estudo nas universidades espanholas. Os cursos são dirigidos exclusivamente a estudantes de países latino-americanos, nas áreas de humanas, exatas e biológicas.

São 323 bolsas para mestrado, 93 de doutorado e pós-doutorado, 29 bolsas para docentes de universidades, 50 para cursos de especialização na Escola de Verão Complutense, 15 bolsas para o curso de empreendedorismo e 30 para estudos de relações institucionais.

Os cursos oferecidos são de instituições espanholas públicas e privadas com excelência acadêmica, como Universidade de Zaragoza, Universidade de Navarra, Universidade de La Laguna e Universidade de Granada.

Cada universidade tem seu próprio sistema de seleção, que inclui etapas que vão desde a análise dos documentos até entrevistas pessoais ou por webconferência. Os processos seletivos duram, em média, seis meses.

As inscrições para as bolsas de estudo na Escola de Verão Complutense ficarão abertas até o dia 10 de fevereiro. Para os cursos de pós-graduação e estudos institucionais o candidato deve se inscrever até o dia 4 de março. E as inscrições para as bolsas de doutorado e cursos para docentes vão até o dia 9 de abril.

Os candidatos podem encontrar todas as informações no site da Fundação Carolina.

Bacardí usa graphic novel para contar a história do homem por trás da marca

0

Projeto é resultado da parceria entre o escritor Warren Ellis e o artista Michael Allred

Amanda de Almeida, no B9

O que existe por trás da assinatura de uma marca? Às vezes pode ser apenas uma jogada de marketing, em outras, uma história fascinante. É neste segundo caso que se encaixa “Untameable Since 1862″ (“Indomável desde 1862″), de Bacardí. A destilaria de rum fundada por Don Facundo Bacardí Massó superou muitos problemas, como terremotos, incêndios e revoluções até se consagrar como uma das principais marcas de bebida do mundo, mas indomável mesmo foi Emilio Bacardí, protagonista da graphic novel The Spirit of Bacardí.

Com texto de Warren Ellis e ilustrações de Michael Allred, a novela gráfica conta a história do homem por trás da marca e todo o seu trabalho em prol de uma Cuba livre (ou Cuba Libre), no fim do século 19.

Filho de Don Facundo, Emilio foi preso diversas vezes durante a ocupação espanhola, quando trabalhava junto aos rebeldes pela independência do país. Após um período de exílio na Jamaica, a presença norte-americana na ilha permitiu que Bacardí voltasse e se tornasse prefeito indicado pelo governador e, depois, o primeiro prefeito eleito pelo povo.

No vídeo acima, Ellis e Allred contam com muito bom humor seu envolvimento com o projeto – que teve até gotas de Bacardí Gold adicionadas às tintas usadas pelo ilustrador.

O download da graphic novel pode ser feito gratuitamente aqui.

1

2

Go to Top