Posts tagged estudar em casa

Homeschooling: Brasil já tem 6 mil crianças sendo educadas em casa

0

mae-filho-ler

Número de famílias que aderiram ao modelo dobrou em um ano

Publicado na Crescer

Educar os filhos em casa tem se tornado uma opção cada vez mais atraente para os brasileiros. Embora o modelo ainda não seja legalizado no Brasil, 3,2 mil famílias já aderiram ao homeschooling, que, em 2016, atendeu a cerca de 6 mil crianças, segundo a Associação Nacional de Educação Domiciliar (Aned). O mais surpreendente é que este número dobrou em um ano – e é, provavelmente, ainda maior, já que muitas famílias não divulgam sua opção por medo de serem denunciadas.

O assunto é polêmico e continua acendendo uma forte discussão legal pois a legislação brasileira não é clara em relação à educação domiciliar: o método não é, de fato, proibido, mas segundo o Estatuto da Crianças e do Adolescente e a Constituição, a matrícula na rede regular de ensino é obrigatória e a falta de frequência é compreendida como negligência dos pais. Para especialistas que são contra o homeschooling, o problema desse sistema não se reduz apenas à perda de conteúdo. Eles defendem que estudar em casa tira da criança a chance de aprender com a diversidade e com as experiências da convivência em grupo, além de afetar seu desenvolvimento cultural, afetivo e até cognitivo.

Isso parece não desacelerar seu crescimento: a cada dia surgem novos grupos nas redes sociais que reúnem famílias interessadas em oferecer uma educação “mais completa” para seus filhos, já que consideram as escolas despreparadas e pouco atenciosas com as crianças. Em casa, as crianças não ficam sem suporte: elas seguem um roteiro definido, com uso de apostilas e livros baseados no currículo formal escolar, mas a metodologia é diferente – e exige mais disciplina. Esses pais e mães defendem, ainda, que a socialização das crianças é mais natural quando elas escolhem seus grupos espontaneamente – e não apenas pelo fato de estudarem no mesmo local. A rotina também é complementada com atividades extracurriculares. Mas, para fazer valer a educação dos filhos, muitos pais precisam ir à Justiça.

Vale lembrar que, caso o homeschooling seja legalizado, será preciso uma regulamentação que padronize a forma como o ensino domiciliar ocorra para garantir que as crianças inseridas em sistemas diferentes do que o escolar estejam, de fato, sendo educadas apropriadamente.

Estudar inglês em casa vale a pena?

1

aprendendo-ingles-desde-o-nivel-iniciante

Aprender inglês em casa é um bom negócio? Neste artigo mostramos como algumas pessoas estão aprendendo o idioma sem precisar frequentar cursos presenciais

Guilherme Willian, no Administradores

Os cursinhos presenciais de inglês estão perdendo alunos. Com o grande crescimento da tecnologia, milhares de pessoas estão optando por estudar inglês sem precisar sair de casa. Aprender inglês sozinho não é uma missão nada fácil, mas o suporte online de professores conhecidos está facilitando a vida dos alunos.

Estudar em casa é mais econômico

O primeiro fator para analisarmos sobre estudar inglês em casa é que a questão da economia que o aluno faz. Um cursinho online chega a ser até 3 vezes mais barato do que um curso presencial. Essa economia se dá em virtude do material ser passado em PDF, sem custo adicional para o aluno. Já na maioria dos cursinhos presenciais se faz necessário adquirir livros com o custo adicional.

Outro ponto de econômia é a questão do deslocamento. Estudando em casa o aluno não terá gastos com transporte, como ônibus, trem, gasolina, etc. Com relação ao transporte ainda podemos citar o ganho de tempo.

Quais são os melhores professores online?

Temos diversos professores renomados quando falamos sobre cursos de inglês online. Conforme mencionei no começo do artigo, a grande vantagem de estudar online é poder ter o suporte do professor mesmo sem precisar sair de casa. O que muitos professores oferecem são grupos no Facebook e fórum tira-dúvidas.

Além disso, os alunos podem treinar online a conversação em inglês com outros alunos do curso.

Entre os principais professores online podemos citar o Mairo Vergara, que possui um canal no youtube com quase 300 mil assinantes.

Um outro professor de bastante sucesso é o Paulo Barros, autor do curso VIP Inglês Winner e do E-book Inglês para Viagens. O canal de Paulo Barros no youtube possui mais de 500 mil inscritos.

O último curso lançado pelo Paulo Barros foi o Inglês para Sobrevivência, com o objetivo de ajudar as pessoas que querem aprender inglês de forma rápida.
Aplicativos

Os aplicativos também são uma ótima maneira de estudar em casa. Temos aplicativos como o Duolingo, que ajudam as pessoas a aprenderem inglês através de questões simples. Além disso, ainda podemos citar os podcasts em inglês, que ajudam muito a aprender novas frases em inglês.

Afinal de contas, vale a pena?

Sem dúvidas estudar inglês em casa vale sim a pena. Não apenas pela questão financeira, mas também pela facilidade de ter contato com outros alunos e também com os professores. Para quem já fez algum curso de inglês presencial deve saber como é difícil a parte de conversação, até porque muitas pessoas são tímidas ou têm vergonha de errar as pronúncias durante a aula. Estudando em casa já é muito mais simples de treinar a fala.

Go to Top