Ex-garçonete se forma médica e escreve carta para antiga chefe: “Obrigada pelo apoio e incentivo

A carta postada no Facebook e a proprietária do restaurante, Yvonne: “Às vezes você não percebe o quanto pode influenciar o futuro de alguém” (Foto: Reprodução / Facebook)

“Você é uma chefe incrível e um ser humano melhor ainda”, escreveu Nabiha Islam quatro anos após deixar emprego. “Chorei quando li a primeira vez e choro de novo cada vez que releio”, diz ex-chefe que postou mensagem no Facebook

Publicado na Marie Claire
Nabiha Islam trabalhou durante anos no restaurante Dairy Queen em Ontario, no Canadá. Quatro anos após deixar o emprego, a jovem, hoje formada em medicina, resolveu escrever uma carta de agradecimento à sua ex-chefe, Yvonne Lavasidis. Postada por ela no Facebook, a mensagem se tornou viral no país.

“Bem, eu sou uma médica agora! Levou um bom tempo, eu sei, para voltar ao Dairy Queen, mas eu sempre lembrei de você e de sua gentileza. Você é uma chefe incrível e um ser humano melhor ainda”, escreveu Nabiha.

A proprietária do restaurante, que recebeu a carta na última segunda-feira (30), disse ter ficado comovida. “Obviamente, fiquei muito emocionada. Chorei quando li a primeira vez e choro de novo cada vez que releio”, contou Yvonne à emissora ABC News.

No texto, Nabiha também agradece à ex-chefe por ter permitido que ela se dedicasse aos estudos quando estava no restaurante. “Obrigada por me apoiar e incentivar, por fazer frango halal para mim e me permitir estudar para minhas provas quando não havia clientes no salão”, escreveu.

Ao “Huffington Post”, Yvonne disse que não foi surpresa para ela que a ex-funcionária tenha alcançado seu objetivo, já que sempre foi uma estudante “brilhante” e uma jovem muito amigável. “Eu lembro dela como uma pessoa muito inteligente e esforçada. Tratava os clientes sempre muito bem e era uma alegria trabalhar com ela. Merece todo o sucesso”, disse.

A proprietária do restaurante, de 42 anos, diz que se sente feliz em saber que conseguiu criar um ambiente saudável de trabalho onde jovens podem trabalhar sem deixar de atenção aos estudos.

“Sei que é difícil concilicar trabalho, estudo e ainda colaborar com os pais para pagar as contas. Tentamos criar uma ambiente positivo. Quando eles têm provas, tentamos dar uma folga para estudarem. Tentamos ser flexíveis”, contou ao “Today.com”.

Para Yvonne, a carta de Nabiha é uma prova de que todo esse esforço vale a pena. “Às vezes você não percebe o quanto pode influenciar o futuro de alguém”, diz.