Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged exame final

Conheça o conteúdo das aulas do professor Carl Sagan

0

Cópia do exame final do curso de “Pensamento Crítico” de 1986. (Foto: Library of Congress)

Material de dois cursos, em Harvard e Cornell, incluindo seus manuscritos, foram digitalizados pela Livraria do Congresso dos EUA

Publicado na Galileu

O currículo de Carl Sagan é extenso. Apesar de ser mais lembrado pela série de TV, Cosmos, apresentada e narrada por ele, o astrônomo, astrofísico, cosmólogo e escritor deixou mais de 600 publicações científicas e 20 livros escritos. Colaborou com as questões mais técnicas do roteiro de 2001, uma Odisseia no Espaço; escreveu o livro que deu origem ao filme Contato, lançado em 1997; e em 1978 venceu o prêmio Pulitzer de não-ficção geral pelo livro Os Dragões do Eden.

Agora, no entanto, os fãs de Carl Sagan podem conhecer uma outra faceta do cientista americano: a acadêmica. O site da Biblioteca do Congresso americano acaba de disponibilizar o conteúdo digitalizado de dois dos cursos em que lecionou ao longo dos seus mais de 30 anos de carreira como professor, primeiro na Universidade de Harvard, depois em Cornell.

O primeiro data de 1965. O curso de CIência Planetária é um campo de pesquisa interdisciplinar focado “principalmente com planetas, satélites, resíduos e destroços de nosso sistema solar”, conforme explicou em suas anotações para as primeiras aulas. Os exercícios que passava para os alunos também estão disponíveis, e servem principalmente para deixar claro o quão difícil era acompanhar o curso de Sagan.

O segundo, de 1986, embora ainda bastante complexo, é um pouco mais fácil de compreender por um público leigo. Ele destaca a importância de um equilíbrio entre a abertura a novas ideias e um engajamento cético com essas ideias na ciência. Suas anotações mostram sua preocupação em usar exemplos do cotidiano dos alunos, como a televisão.

O material dos dois cursos fazem parte de uma coleção maior, chamada “Encontrando nosso lugar no Cosmos”, que explora a mudança dos modelos de Universo ao longo do tempo, teorias sobre a vida em outros mundos e o lugar de Carl Sagan na tradição científica. A coleção inclui manuscritos, livros raros, atlas celestiais, artigos de jornais, até partituras musicais e pôsteres.

Para quem ficou interessado em acompanhar o material do curso, é bom avisar que é preciso conseguir ler em inglês, idioma de todo o conteúdo, além de ter paciência para conseguir decifrar a caligrafia de Carl Sagan em seus manuscritos.

Polícia detém mais de mil pessoas por escândalo da cola na Índia

0

19mar2015---na-quarta-feira-18-pais-foram-flagrados-escalando-paredes-para-passar-cola-aos-filhos-durante-uma-prova-no-estado-de-bihar-na-india-a-presenca-da-policia-nao-impediu-os-pais-de-1426804232554_615x470

Publicado no UOL

A polícia deteve mais de mil pessoas no leste da Índia por envolvimento em um escândalo no qual familiares de estudantes escalaram o muro de um centro de exames para ajudar os alunos a colar, informou uma autoridade neste domingo (22).

Na semana passada, imagens de vídeo mostraram dezenas de adultos pendurando-se nas janelas de um prédio de quatro andares para passar papéis com cola a jovens estudantes no prédio do Estado de Bihar, onde mais de 1,4 milhão de adolescentes faziam seus exames de fim de curso.

Outra imagem, difundida por uma emissora de TV local, mostrou funcionários da escola e oficiais da polícia de pé, enquanto as pessoas passavam a cola para os estudantes que faziam a prova dentro de centros de exames.

O diretor-geral adjunto da polícia de Bihar, Gupteshwar Pandey, disse que mais de mil pessoas foram apanhadas e detidas, mas não foram denunciadas formalmente por nenhum crime.

No entanto, tiveram que pagar multas que variaram entre 2.000 rúpias (US$ 32) até dezenas de milhares de rúpias, dependendo de seu envolvimento na trapaça, para garantir sua soltura.

Pandey disse que pais e professores estavam entre os principais responsáveis “que foram encontrados passando ou facilitando a cola em exames escolares em todo o estado”.

“Mais de mil pessoas foram detidas, a metade delas era de pais e professores, enquanto a outra metade era de amigos e parentes”, contou Pandey à AFP.

“Cinquenta por cento foram soltos, mas eu acredito que provavelmente os outros ainda estejam na prisão”, acrescentou.

“Nós não os tratamos como criminosos profissionais. Foi por isso que os libertamos. Nosso propósito é fazer com que saibam que eles cometeram uma séria transgressão”, afirmou Pandey.

O oficial disse, ainda, que dois policiais foram presos e que outros dez foram desligados da tropa por ligações com o escândalo.

As imagens se tornaram virais no Twitter e dominaram as manchetes em todo o país na semana passada, forçando o ministro chefe de Bihar, Nitish Kumar, e seu governo a agir.

Esta não foi a primeira vez que estudantes são flagrados colando em Bihar. Em 2014, mais de 1.600 estudantes foram desqualificados depois que vídeos similares vieram a público.

Go to Top