Posts tagged exemplares

Livro de terror escrito há 40 anos previu epidemia de coronavírus em Wuhan?

0

No livro “The Eyes of Darkness”, lançado em 1981, o autor Dean Koontz relata como um vírus ficcional, o Wuhan-400, se propaga pelo mundo inteiro em 2020 com uma taxa de mortalidade de 100%

Maria Barbosa, no Observador

As coincidências entre o livro “The Eyes of Darkness” (Os olhos da Escuridão, em português) lançado em 1981 pelo escritor Dean Koontz, e a epidemia do coronavírus, que já matou quase duas mil e oitocentas pessoas na China, estão a intrigar os internautas. Um dos primeiros a dar-se conta das coincidência foi o utilizador @DarrenPlymouth. Desde que fez um post no Twitter com a página do livro de Koontz , a publicação recebeu, em poucas horas, quase dois mil gostos e inúmeros comentários.

No livro, o autor americano especializado em livros de terror, descreve uma arma biológica, a que deu o nome de “Wuhan-400”, e que segundo o guião, foi desenvolvida num laboratório secreto perto de Wuhan, justamente a cidade que apresentou os primeiros casos da epidemia que assola a China e já fez várias vítimas em outros países. Na historia ficcionada, a mortalidade do “Wuhan 400” ronda os 100%, provocando a morte dos infetados em menos de 24 horas. Na realidade, os números são bem diferentes: o novo coronavírus (Covid 19) tirou a vida a 2,3% dos infetados, e mesmo em pessoas com mais de 80 anos a taxa não ultrapassa os 14,8%, de acordo com um estudo realizado pelo Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças, citado pela BBC.


Mas há mais coincidências. Li Chen, o nome do cientista que no livro parte para os Estados Unidos com o micro-organismo e uma disquete com informações sobre a “mais importante e perigosa arma biológica da China”, é também o nome de um “verdadeiro” cientista chinês que já publicou estudos sobre a epidemia do coronavírus.

Apesar do conteúdo intrigante, “Eyes of Darkness” é um livro de terror que conta a história de Tina Evans, uma mãe que tenta descobrir o que realmente aconteceu ao seu filho Danny, depois de receber uma misteriosa mensagem a dar conta de que a a sua morte não passará de uma mentira. Por enquanto, e apesar de já ter sido contactado por vários fãs nas redes sociais, o autor optou por não fazer qualquer comentário sobre as coincidências da sua obra com a realidade.

Dean Koontz já vendeu 355 milhões de exemplares dos seus livros, um valor que aumenta mais de 17 milhões de exemplares por ano. Catorze dos seus romances alcançaram o primeiro lugar de vendas na lista de bestsellers do New York Times.

O livro Revival, de Stephen King, ganha nova edição de colecionador

0

Victor Tadeu, no Desencaixados

Publicado oficialmente em 2014, o livro Revival do consagrado Stephen King ganha uma tenebrosa edição para colecionadores. O título conta a história de um homem utilizando poderes elementares para preencher alguns espaços entre os mortos e os vivos, titulada como uma das melhoras obras de King.

Nos Estados Unidos Revival ganhou uma edição da LetterPress Publications com a inclusão de 16 ilustrações realizada por François Vaillancourt que avivaram ainda mais a história. Por outro lado, esse exemplar de colecionador contem um prefácio escrito por Josh Bonne, diretor de A Culpa é uma Estrela.

Essa é uma adaptação exclusiva em território internacional, já que a Editora Suma não pronunciou uma nova edição do título para o Brasil e após a pré-venda não será produzido mais exemplares.

É válido ressaltar que a adaptação em filme de Revival ainda está sendo desenvolvido, o primeiro comunicado foi feito em 2016, mas com essa novidade foi reforçado que inicialmente o projeto da CBS All Access com um clássico de Stephen King está sendo prioridade.

O título será lançado dia 31 de maio.

Veja algumas imagens da nova edição, todas disponibilizadas pela LetterPress Publications;

Um milhão de exemplares infantojuvenis deixaram de ser publicados em 2017

0

Pétala Lopes/Folhapress

Bruno Molinero, no Era Outra Vez

Quando comparamos a publicação de literatura infantil e juvenil em 2016 e em 2017, mais de um milhão de exemplares deixaram de chegar às livrarias e a outros pontos de venda.

Os números vieram a público nesta quarta-feira (2), com a última edição da pesquisa “Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro”.

O levantamento, encomendado pela CBL (Câmara Brasileira do Livro) e pelo Snel (Sindicato Nacional dos Editores de Livros), mostra que em 2017 foram produzidos cerca de 16 milhões de exemplares de literatura infantil. Entre os juvenis, foram 9,7 milhões.

Já no ano passado os números foram 16,6 milhões (crianças) e 10,2 milhões (adolescentes). Uma redução de quase 1,2 milhão.

A queda está inserida em uma retração geral do mercado de livros no país. Em 2017, foram lançados por volta de 393 milhões exemplares no geral –contra 427 milhões em 2016. Ao todo, o setor sofreu uma retração de 1,9% no faturamento, em valores nominais. Descontada a inflação, a queda chega a 4,8%. É o quarto ano seguido de movimento negativo, com faturamento de R$ 5,1 bilhões.

Mesmo assim, como mostrou a reportagem de Mauricio Meireles na Ilustrada, o setor espera reverter o cenário neste ano. “O que temos visto agora em 2018 é que os dados vão melhorar. Tivemos um primeiro trimestre bastante favorável”, afirmou Marcos Pereira, presidente do Snel e diretor da Sextante.

Curiosamente, como o cenário geral é ruim, a participação da literatura infantojuvenil frente ao mercado obteve uma leve melhorada. Os livros para crianças representaram no ano 4,07% do total de publicações. Os juvenis chegaram a 2,46%. Em 2016, esses números eram de 3,89% e de 2,39%, respectivamente.

Toda essa numeralha pode ser resumida em uma frase: o mar não está para peixe para as editoras que se dedicam a publicar literatura infantojuvenil. Sobretudo porque esses títulos ainda têm vendas muito dependentes do governo –o que anda cada vez mais raro. Juntos, programas de compras governamentais apresentaram, em 2017, queda nominal de 13% em faturamento e de 15% em exemplares comprados.

Rita Lee é autora brasileira mais vendida de 2017

0

Ihanna Barbosa, no Reduto do Rock

Rita Lee, além de ser um dos grandes nomes do rock nacional, agora é uma das autoras brasileiras mais vendidas de 2017. Já há algum tempo longe dos palcos, Rita manteve seu espaço nos holofotes com seu livro “Rita Lee – Uma Autobiografia“, onde relata fatos marcantes da sua vida e carreira.

Com sua autobiografia, Rita Lee vendeu 98 mil exemplares, se tornando a autora brasileira de não-ficção mais vendida no país, mais de 30 mil exemplares na frente dos segundos colocados. Rita passou a se dedicar mais aos livros depois que anunciou a aposentadoria dos palcos. Em 2013 lançou o “Storynhas”, e apenas alguns meses depois da autobiografia, Rita lançou “Dropz”, uma coletânea que reúne 61 contos.

“Rita Lee – Uma Autobiografia”, lançada no final de 2016, conta os altos e baixos da vida de Rita, com as palavras da própria cantora, desde o abuso sofrido na infância até seu último show da carreira, no aniversário de 459 anos da cidade de São Paulo. Passa pelo início e fim da banda os Mutantes e Tutti Fruti, a parceria na vida e carreira com Roberto Carvalho, a repressão política, o uso de drogas e mais inúmeros fatos, que levaram Rita Lee ao título de Rainha do Rock.

Com informações da Forbes Brasil e PublishNews.

Garoto de 8 anos monta feira de troca de livros na calçada de casa: ‘Ler é muito legal’

0

Igor tem 8 anos e resolveu renovar o estoque de livros fazendo uma feita na calçada de casa (Foto: Facebook/Reprodução)

Igor Zuniga lê desde os 5 anos e separou cerca de 50 livros para colocar na banca que montou em Campo Limpo Paulista (SP). Apesar de se divertir com todos os presentes, ele prefere ganhar livros em vez de brinquedos.

Mayara Correa, no G1

estrutura é simples e lembra uma escola: uma mesa, duas cadeiras e vários livros. Com uma faixa grande escrito “troca de livros infantis”, o pequeno Igor Daher Moura Zuniga, 8 anos, montou um cantinho de leitura na calçada da casa onde mora, em Campo Limpo Paulista (SP).

A intenção é renovar a biblioteca particular e atrair cada vez mais leitores. Leitor assíduo de histórias infantis e fã da série “Diário de um Banana”, o pequeno resolveu aproveitar as férias escolares para fazer ar as trocas.

Em vez de comprar exemplares, ele propôs para a mãe, a professora de educação física Daniele Marques Moura Zuniga, 31 anos, que montassem a banca.

A ideia surgiu no fim do ano passado e foi colocada em prática na terça-feira (9), quando três crianças apareceram para trocar ‘figurinhas’ com o Igor, inclusive uma menina de Várzea Paulista, município vizinho.

A feira de livros foi divulgada por Daniele no Facebook e chamou a atenção dos internautas e moradores de toda a região, que até sexta-feira (12) podem trocar exemplares com o garoto.

Mãe e filho usaram um tecido, tinta e bexigas para fazer um cartaz e chamar a atenção de quem passa pela rua do bairro Vila Tavares. Cerca de 50 livros foram separados para a feira e Igor já recebeu pelo menos 60 novos exemplares.

Daniele conta que as crianças deixaram mais títulos do que levaram. “Muita gente disse que vai deixar os livros aqui para ele ler. Depois que ler tudo, daqui a um tempo, acho que vamos fazer uma nova feira”, afirma.

Igor aprendeu a ler aos 5 anos (Foto: Daniele Zuniga/Arquivo pessoal)

Igor escreveu o próprio nome aos 3 anos, aos 5 aprendeu a ler e desde bem pequeno é estimulado pela família a ler.

Em entrevista ao G1, o garoto confessou que prefere ganhar livros em vez de brinquedo, mas que se diverte com todos os presentes. Por ser fã da série “Diário de um Banana”, ele perdeu a conta de quantas vezes leu os exemplares.

“Minha mãe comprou em 2016 o livro ‘365 Histórias Encantadas para Divertir e Sonhar’, então ela lê uma história diferente para eu dormir todos os dias, é muito legal. Ela dá aula de Educação Física, mas em casa me ajuda com todas as lições da escola”, afirma Igor.

Apesar de ainda não ter pensando na profissão que pretende seguir, Igor tem uma certeza: vai continuar lendo.

Igor e Daniele montaram a feira de troca de livros na calçada de casa (Foto: Arquivo pessoal)

Go to Top