Gabriel Garcia Marquez

A obra, que conta a história da família Buendía, foi publicada pela primeira vez em junho de 1967 pela editora Sudamericana de Buenos Aires

Publicado no Metropoles

A obra mais famosa do Nobel de Literatura colombiano Gabriel García Márquez (1927- 2014), “Cem anos de solidão” completa 50 anos de sua primeira publicação e contará com uma série de comemorações.

A primeira celebração teve início nesta quinta-feira (26) com uma leitura coletiva do livro em Cartagena, na Colômbia. Até o próximo sábado (28), cerca de 60 pessoas lerão, em ciclos de duas horas, trechos do romance.

“A leitura contará com a participação de 20 personalidades que comparecem ao Hay Festival, 20 autoridades de Cartagena, e 20 cidadãos escolhidos após uma convocatória pública dos organizadores”, disse Cristina Fuentes, diretora do Hay Festival.

Cartagena foi escolhida como lugar de abertura das comemorações por ser considerada a cidade de García Márquez. A obra, que conta a história da família Buendía, foi publicada pela primeira vez em junho de 1967 pela editora Sudamericana de Buenos Aires, na Argentina.

Gabriel García Márquez nasceu no dia 6 de março de 1927 em Aracataca, no departamento de Magdalena. O escritor cresceu apaixonado por livros. No entanto, em 1947, ele iniciou o curso de direito e de ciências políticas na Universidade Nacional da Colômbia, mas não se formou e seguiu o mundo do jornalismo.

Em 1982, García Márquez ganhou o prêmio Nobel, e em abril de 2014 morreu no México, onde vivia com a sua esposa, aos 87 anos. Durante o ano de 2017 ainda serão realizadas outras atividades para homenagear “Cem anos de solidão”, incluindo eventos no Chile, na Argentina, e outros países.