Posts tagged final

Cancelada pela Netflix, Anne with an E tem final surpreendente nos livros; conheça

2

A autora escreveu oito livros sobre a personagem – Divulgação/Netflix

A nova adaptação foi finalizada na terceira temporada

Publicado no Exitoína

lerta para spoilers! A série Anne With An E conquistou rapidamente o público com três temporadas e acumulou milhares fãs ao redor do mundo. Mas essa história não é recente, a trama que acompanha a jovem órfã em Green Gables é baseada em uma série de livros escritos por L. M. Montgomery em 1908.

Diferente da série da Netflix lançada em 2017, que encerrou a história de Anne Shirley no momento em que ela entra na Queen’s College, os suas trajetória vai muito além. A personagem viveu muitas aventuras até a vida adulta ao longo de em seis livros.

Nas sequencias Anne of Avonlea, Anne of the Island, Anne of Anne’s House of Dreams, Rainbow Valley e Rilla of Ingleside, acompanhamos a ruiva realizando o seu grande sonho de ser professora. Se destacando dos outros alunos, ela ganha uma bolsa de estudos por ser a melhor aluna de Inglês. Esta bolsa permite que personagem termine sua graduação em Redmond.

Mas a vida da protagonista nunca foi fácil e nos livros seguintes isso não muda. Com Matthew infartando ao descobrir que o banco onde tinha todo seu dinheiro faliu, Anne desiste da bolsa para ajudar em casa a cuidar de Marília, que está perdendo a visão.

É nesse momento crucial que sua relação rivalidade com Gilbert Blythe passa por chega ao fim. Diferente da trama da Netflix, ele também se torna um professor, e nos livros desiste de seu cargo na escola de Avonlea para que Anne possa ocupá-la, ajudando a jovem a trabalhar perto de casa.

A adaptação mais recente da TV adiantou o namoro entre Anne e Gilbert, mas com o cancelamento da produção, não houve tempo de decorrer fielmente a relação do casal. Na história original, Anne só descobre anos mais tarde, quando o protagonista fica muito doente, que sempre foi apaixonada ele. A longa saga de Anne é finalizada quando ela está casada com seu grande amor e possui sete filhos.

It: Capítulo Dois tem tempo de duração revelado – e promete ser um épico

0

Pennywise (Bill Skarsgard) em cena de “It: A Coisa – Capítulo 2” Imagem: Reprodução

Mauricio Deho, no UOL

O diretor de It: Capítulo Dois, Andy Muschietti, confirmou o tempo de duração da sequência do elogiado filme de terror, e a experiência será longa: 2h45 minutos com Pennywise e o Clube dos Perdedores na tela – 30 minutos a mais do que It: A Coisa, lançado em 2017.

E Muschietti teve de trabalhar muito na sala de edição. O corte inicial teve 4 horas de duração, segundo ele contou ao site Digital Spy. “Um filme é bem diferente quando você está escrevendo o script e construindo a história em relação ao produto final. No começo, tudo parece essencial. No entanto, quando você o vê editado e ele tem 4 horas de duração, você percebe que alguns eventos podem ser retirados, deixando a essência intacta.”

O diretor afirmou que foram feitos testes, todos com sucesso.

“Você não pode entregar um filme de 4 horas, porque as pessoas se sentiriam desconfortáveis – não importa o que vejam – mas acabamos com um filme de 2 horas 45 minutos, e o ritmo ficou muito bom”, disse Muschietti. “Ninguém que viu o filme teve reclamações”.

A produtora Barbara Muschietti afirmou que haverá uma “director’s cut” (uma versão com o corte original do diretor). “Desta vez, realmente há mérito para isso. Temos cenas incríveis que não puderam ficar no longa”.

Mas não se preocupe com os cortes. O diretor prometeu: “Tudo que é assustador está no filme”.

Stephen King falou sobre a sequência de It: A Coisa – baseado em seu livro de mesmo nome – e se mostrou empolgado:

“It: Capítulo Dois: O confronto final é épico”, tuitou o escritor.

O elenco conta com Jaeden Martell como Bill, Wyatt Oleff como Stanley, Jack Dylan Grazer como Eddie, Finn Wolfhard como Richie, Sophia Lillis como Beverly, Chosen Jacobs como Mike, e Jeremy Ray Taylor como Ben. Bill Skarsgård é Pennywise. A estreia está marcada para 5 de setembro nos cinemas brasileiros.

Final de Game Of Thrones será diferente dos livros

0

Lucas Gabriel, no Minha Série Favorita

O final de Game Of Thrones está chegando. A oitava temporada estreia em menos de um mês e com isso diversos papos sobre como será o fim estão rolando. Uma das coisas que mais chama a atenção em Game of Thrones é o fato da série/adaptação terminar antes do lançamento do fim dos livros. Mas, anteriormente, foi afirmado que George R. R. Martin já havia informado o final da história para os showrunners da série. Entretanto, o autor dos livros acaba de afirmar que acredita que o final de Game of Thrones será diferente de As Crônicas de Gelo E Fogo.

O autor afirmou que não faz ideia de como está a última temporada, pois não leu os roteiros dos episódios. Além de não ter lido, Martin disse também que não acompanhou as gravações da série.

epa06147057 US writer George R.R. Martin attends a news conference in St.Petersburg, Russia, 16 August 2017. The author of ‘Song of Ice and Fire’ series of fantasy novels, which inspired HBO series ‘Games of Thrones’, visits to take part in St.Petersburg Fantastic Assembly. The event runs from 18 to 21 August. EPA/ANATOLY MALTSEV ORG XMIT: SPB01

Durante uma entrevista à Rolling Stone ele reconfirmou a ideia de acreditar que os finais de ambas mídias serão diferentes. Apesar disso, ele afirma que o desfecho da série, segundo os showrunners, se baseiam naquilo que foi contado por ele. Entretanto, muita coisa do final foi criado apenas para a série.

“Os pontos principais do final serão coisas que eu contei para eles [David Benioff e D.B. Weiss] há cinco ou seis anos. Mas também podem ter mudanças e muitas coisas serão adicionadas.”

Martin falou ainda da demora que está levando para publicar os livros seguintes. “Eu tenho sido tão lento com esses livros.”

A temporada final de Game Of Thrones estreia no dia 14 de abril.

Stephen King salva seção literária de periódico local dos EUA

0

Publicado no EM

Um jornal local queria acabar com a crítica literária para cortar custos, mas o escritor Stephen King conseguiu, com alguns poucos tuítes, salvar a seção ameaçada, um final feliz na luta pela sobrevivência vivida por muitos meios de comunicação americanos atingidos pela crise.

O caso começou na sexta-feira, quando Stephen King, mestre da literatura de terror e fantástica, anunciou que o Portland Press Herald, um dos principais jornais do Maine, onde mora, iria acabar com a sua seção dominical dedicada aos livros escritos por autores deste pequeno estado fronteiriço com o Canadá.

“Diga ao jornal que NÃO FAÇA ISSO”, tuitou o bem-sucedido escritor de 71 anos, que se tornou famoso com livros como “Carrie a Estranha” e “O iluminado”, levados, inclusive, ao cinema.

Muitos escritores locais “dependem destas críticas para sobreviver”, continuou.

Mais de 8.000 de seus fãs fizeram a mensagem se espalhar. A direção do jornal, que emprega 70 jornalistas, reagiu desafiando-o a ajudá-la a encontrar novos assinantes para compensar os “milhares de dólares” que a seção lhe custa, escrita em sua maioria por profissionais que trabalham por matéria.

“Se conseguir convencer mais de 100 dos seus fãs a assinar a edição digital, iremos reincorporar imediatamente as resenhas de livros”, tuitou o jornal, que tem menos de 10.000 assinantes digitais.

Nesta segunda-feira, o objetivo de 100 assinaturas – a um custo de 15 dólares por 12 semanas – se espalhou amplamente: “Obrigado a todos que assinaram o Press Herald”, escreveu Stephen King. “Salvaram o dia. Existem países onde as artes são consideradas vitais. Infelizmente, este não é um deles”, declarou.

Cliff Schechtman, editor do jornal, afirmou que o periódico havia coletado “quase 250 novos assinantes” graças a essa iniciativa.

“Quando alguém como Stephen King se envolve, com mais de cinco milhões de seguidores no Twitter, sabíamos que teria um impacto, e nos questionamos como poderíamos usar a sua influência para apoiar o jornalismo local”, disse à AFP por telefone.

“As pressões financeiras não se reduziram até agora, o setor vive mudanças consideráveis, mas, neste caso, teve um final feliz”, disse.

Embora todos os meios de comunicação tenham perdido renda com o crescimento das redes sociais e da disponibilidade de grande quantidade de informação gratuita na Internet, os jornais locais, com recursos limitados, se veem particularmente afetados e, muitas vezes, lutam para sobreviver.

Hamburgueria inspirada no universo de Harry Potter abrirá em São Paulo

0

O chamado “Beedle, o Bar” promete ser um tributo à saga de J.K. Rowling.

Luiza Belloni, no HuffpostBrasil

Amantes da saga Harry Potter agora terão um lugar para comer e beber só para eles. Em São Paulo, um bar totalmente inspirado no universo criado pela escritora britânica J.K. Rowling será inaugurado no final deste mês.

O chamado “Beedle, o Bar”, um trocadilho com o livro de contos “Beedle The Bard” mencionado no “Relíquias da Morte”, promete ser um tributo ao universo de Harry Potter e oferecerá lanches e bebidas inspiradas na história.

“O Beedle, o Bar abrirá suas portas para receber todos os Bruxos, Bruxas e Não Mágicos curiosos que queiram saborear um delicioso Hambúrguer artesanal acompanhado de refrescantes poções, entradas e muito mais!”, anunciou o instagram do bar que será localizado no bairro de Perdizes.

Instigando mistério, o bar não deu mais detalhes sobre o cardápio e suas atrações. Ele será inaugurado no dia 31 de julho — data em que se comemora o aniversário de Harry Potter, protagonista da história que encantou crianças do mundo inteiro (e continua encantando).

“Prepare sua vassoura ou chave de portal (nossa rede flu, ainda está em reformas) e não deixe de comparecer em nossa inauguração! Após passar por nosso beco, uma refeição mágica espera por você! Curioso? Caraminholas na cabeça? Em breve nossas corujas soltarão mais detalhes. Por enquanto, apenas seja bem vindo ao Beedle, o bar… do bruxo!”

Go to Top