Posts tagged Floresta

Essa biblioteca escondida no meio da floresta vai fazer os apaixonados por livros pirarem

0

Nathalia Salvado, no Virgula

Algumas pessoas preferem ler livros em cafés ou então no metrô, enquanto vem e vão para o trabalho, mas outros só conseguem se concentrar em ambientes extremamente silenciosos e calmos.

Para quem gosta de ler em lugares confortáveis e gostosos, vai pirar com essa biblioteca reclusa que fica no meio de uma floresta, no Estado de Nova York, nos Estados Unidos.

A biblioteca foi feita pelo Studio Padron e é conhecida pelo nome de Hemmelig Room – que vem do termo norueguês para “sala secreta”. A cabine de 200 metros quadrados é feita de madeira, tem uma cama, uma cadeira, mesa e até uma lareira. Quem não gostaria de ficar lendo por horas e horas ali, hein?

biblioteca-reclusa-1-528x479

biblioteca-reclusa-2-383x479

biblioteca-reclusa-3-670x479

biblioteca-reclusa-4-405x479

biblioteca-reclusa-5-855x611

Filha de Chico Mendes prepara livro com biografia do pai

0

Entrevista para documentário inédito serviu de base para Elenira Mendes. Livro faz parte da celebração à memória do líder seringueiro

Eduardo Duarte no G1

Chico Mendes livro (Foto: Arquivo de família)

Chico Mendes e os filhos Elenira e Sandino (Foto: Arquivo de família)

O ano de 2013 marca os 25 anos da morte do líder sindical Chico Mendes. Para celebrar sua memória, a filha do sindicalista, Elenira Mendes, prepara um livro biográfico com base em uma entrevista inédita que Chico Mendes concedeu à documentarista norte-americana, Miranda Smith, meses antes de morrer, em 1988.

O material foi gravado em VHS poucos meses antes do assassinato de Chico Mendes e contém mais de 1 hora de uma conversa informal que, segundo Elenira, conta toda a trajetória do pai, desde a infância até suas expectativas para o futuro. “Ele faz uma retrospectiva de toda sua jornada, de uma forma muito singela, à beira da janela”, diz.

Elenira Mendes (Foto: Arquivo pessoal)Elenira Mendes conta detalhes do livro sobre o pai
(Foto: Arquivo pessoal)

De acordo com Elenira, durante a entrevista, Chico Mendes fala do seu engajamento na luta em defesa da floresta e dos seringueiros e de sua preocupação em dar continuidade ao seu legado. “Ele fala que a luta não devia parar e da responsabilidade que os filhos dele e dos seringueiros deviam ter no futuro”.

Elenira conta ainda que o material cedido por Miranda Smith é o mais completo sobre a vida de Chico Mendes. “Muita coisa existe sobre ele [Chico Mendes]. Uma entrevista aqui, um vídeo e um áudio ali, mas nunca foi produzido algo onde ele pudesse dizer o que realmente queria”, comenta.

O documentário começou a ser produzido após Chico Mendes chamar a atenção da mídia internacional para a causa da defesa da Floresta Amazônica e dos prêmios internacionais que recebeu como o Global 500, da ONU, em 1987.

O livro deverá ser publicado no início de 2014 e com base no material que recebeu de Miranda Smith, Elenira pretende também finalizar o documentário e lançar, posteriormente, o filme com essa entrevista.

O livro está em fase de revisão e faz parte das celebrações à memória de Chico Mendes após os 25 anos de sua morte. “Depois de 25 anos, não podemos perder a essência da mensagem que Chico Mendes deixou para o mundo”, concluiu.

Morte de Chico Mendes
O líder seringueiro e ambientalista Francisco Alves Mendes, conhecido por Chico Mendes, morreu em 22 de dezembro de 1988, ao 44 anos, com um tiro no peito, em sua casa, no município de Xapuri (AC).

Defensor do meio ambiente, Chico Mendes já havia denunciado ameaças de morte em função de sua intensa luta contra o desmatamento e pela preservação da Amazônia.

Em dezembro de 1990, a Justiça condenou os fazendeiros Darly Alves da Silva e Darcy Alves Ferreira (filho de Darly), a 19 anos de prisão, pela morte do seringueiro.

A leitura salva!

0

Fernanda Pompeu, no Mente Aberta

Dica única: leia tudo o que puder. O que cair na frente, ao lado, atrás. Ao ler, você melhora sua performance de comunicação. Pois, seja na prova do Enem, seja numa entrevista para estágio ou emprego, sua reserva de leitura será notada.

Interpretar para aonde a questão ou a conversa estão indo é o começo da resolução. Caso contrário, como diz o pessoal da antiga, a gente pode confundir alho com bugalho, tomada com nariz de porco. E, pronto, vamos desafinar.

Ler é também se familiarizar com os diferentes registros de escrita. Quero dizer, você pode complementar o que aprende ou aprendeu na sala de aula com a leitura na internet, com o que seus amigos postam no facebook.

Tornar a leitura um hábito nos salva não apenas da solidão, como também da saia justa de não ter o que dizer quando ouvimos uma pergunta. A salvação acontece porque a leitura aumenta nosso repertório de saberes e, por consequência, de poderes.

É evidente que você não é obrigado a saber tudo. Por sinal, sabemos até bem pouco. Mas o fato de sermos leitores nos ajuda a raciocinar mais rápido e a associar algo que não sabemos com algo que já sabíamos.

Por exemplo, se você compreende o conceito de Rede, pois já leu em vários lugares sobre ele, mesmo não sendo especialista no assunto, você terá duas ou três frases para dizer. Sentirá energia para seguir na conversação.

A leitura sistemática e orgânica aumenta nossa taxa de abstração. Usando a velha e excelente imagem: a abstração nos auxilia a ver a floresta além da árvore. O texto dentro do contexto. O que é fato e o que é interpretação.

Ler é capital sólido. Está certo que nunca o mundo esteve tão líquido. Mas, até por isso mesmo, a leitura nos dá horizonte para voarmos em ambientes turbulentos. Ambientes que exigem criatividade e inovação.

E para atiçar a criatividade e inovar, a gente precisa de muito combustível na cachola. E ninguém ainda inventou um posto de abastecimento de ideias tão prático e barato quanto a leitura.

Imagem: Régine Ferrandis, de Paris.

Conheça 7 livros bizarros que você não acreditaria que existem

0

1

Matheus Mans, no Literatortura

Segundo Leonid Taycher, engenheiro da Google Books, já foram publicados quase 130 milhões de livros no mundo. Alguns desses se tornaram best-sellers. Outros foram incompreendidos e não fizeram sucesso algum. Porém, alguns deles mostraram que as páginas de um livro podem conter de tudo.

Abaixo estão listados os livros mais bizarros publicados até hoje. Ao ler o título, já somos surpreendidos com a improvável utilidade deles. Para os que se interessarem, todos eles estão disponíveis em inglês.

7. A Arte Zen do Pum

Reepah Gud Wan é um dos grandes mestres budistas. Dizem que fez esse livro “didático” para tentar explicar alguns conceitos abstratos de Buda.

Rapidamente, Reepah tinha centenas de novos seguidores aprendendo seus novos ensinamentos. E, claro, seu livro, incompreendido por muitos, acabou entrando na lista de mais bizarro do mundo.

6. Como Fazer Xixi em Pé: dicas para garotas descoladas

Este é um livro que traz várias dicas, teoricamente dedicados às garotas descoladas. Em meio a dicas de como sair do vermelho, como lidar com seu chefe, como conseguir passagens mais baratas, está a dica principal: como fazer xixi em pé. Com certeza, um livro de utilidade pública.

5. Como dar Adeus à Depressão: contrair o ânus 100 vezes ao dia pode ser um método eficaz

Este livro possui o título auto explicativo. O autor irá discorrer sobre o método e suas várias ‘benfeitorias’.

14. Como Fazer Sexo na Floresta

Este guia explica, detalhadamente, as maneiras de proceder se você quiser fazer sexo numa floresta. Alerta quanto aos cuidados para não tocar em folhas venenosas, como não atrair animais selvagens e como arrumar corretamente um espaço para dormir. Essencial.

1

3. Como Desaparecer Completamente e Nunca Ser Encontrado

Quem nunca quis desaparecer por algum tempo? Aposto que todos já tiveram essa sensação. Porém, o autor deste livro levou o tema muito a sério. Ele ensina métodos para fugir de pessoas. Mostra como aplicar vários métodos aos mais diversos modos de perseguição que o possível leitor dele possa ter.

2. Como Falar Sobre Livros Que Você Não Leu

Livros estão presentes nos mais diversos tipos de conversas. Desde aquela conversa informal com um desconhecido na livraria até em uma conversa com seu chefe. E como fazer se você não conhecer o livro debatido na conversa? Simples, leia este guia. O professor de literatura, psicanalista e autor deste livro revela diferentes métodos de entender um livro sem precisar ler o livro inteiro. Um paraíso para os preguiçosos. Ler um livro para nunca mais ler livro algum.

11. Como Iniciar seu Próprio País

Sabe quando você acorda de manhã e tem vontade de começar a criar seu próprio país? Erwin Strauss ensina a contemplar esse seu desejo, ensinado métodos de soberania, defesa nacional, diplomacia, aumento de receita, etc.

Parece ser bem fácil. São apenas 168 páginas. Pare de reclamar de seu país! Monte o seu.

Go to Top