Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged galera

Dez hábitos literários que tenho que parar

1

Lucy, no Por essas Páginas

toptentuesday-300x166[1]
 

romance10. Ler romances duvidosos: Certo, aí é meio dúbio, porque… É mais questão de gosto. Sejam eles livros de banca ou romances/new adults lançados recentemente, eu acabo me lançando sobre eles, por mais que eu saiba que sejam previsíveis (daqueles que tem clichês que tentam, mas não convencem) ou que sejam uma desculpa para acrescentar uma carga erótica em uma trama rasa e/ou ruim, eu acabo lendo. Talvez seja porque eu queira encontrar algo diferente que me surpreenda – o que raramente acontece, ou porque simplesmente me dá vontade de ler besteira e eu leio.
 

CidadeOssos9. Preconceito literário: Ultimamente eu tenho me perguntado se não devo dar alguma chance para alguns autores como, por exemplo, Cassandra Claire, que é a número 1 na minha lista de preconceito literário. Desde a época do fandom de Harry Potter não apenas eu, mas a equipe aqui do blog, temos birra (ou preconceito mesmo) de ler essa autora. É bem um bloqueio, daqueles que você olha a capa e sua mente começa a falar “não, não, não”. É, não sei. E sinceramente, esse é um hábito que não tenho pressa em largar.
 

keep-calm-and-read-a-book8. Bloqueio de leitura: Quando acontece um bloqueio de leitura – em outras palavras, eu praticamente jogar o livro na parede de tanta raiva, seja do que for – eu não consigo prosseguir com o livro e não consigo ir para outra leitura. É um bloqueio total, quase como uma ressaca literária. Eu odeio quando isso me acontece e tento evitar lendo mais de um livro de uma vez. Acho que esse ano só tive uma ou duas ressacas justamente por ler mais de um livro, porque se um livro me chateia, deixo ele de lado e me concentro na leitura do outro.
 

7. Estado de negação com o gênero Terror: Eu já tentei ler Terror algumas vezes, mas sou muito medrosa. Acho que os poucos de terror que li foram alguns clássicos como Drácula e os da Karen, como Alameda dos Pesadelos e Inverso (que não são tão terrores, mas me deram medo). Por outro lado, eu morro de curiosidade em lê-los. Adoraria ler Stephen King, fico até com vergonha por não ter lido nada dele ainda. Mas… Só de pensar em algumas histórias dele, me dá calafrios! Fala sério, o cara mete medo mesmo sem eu ter lido nada dele, é realmente o mestre do terror!
 

6. Ressaca Literária: Não é algo voluntário, mas assim como o bloqueio, eu tento evitar a ressaca lendo mais de um livro. Ás vezes é porque eu não consigo desapegar de uma história, mas na verdade a raiz do meu problema são fatores externos: esse ano me deu uma baita ressaca o fato de não conseguir ir para a Bienal – tudo isso porque queria viajar, encontrar a galera e comprar compulsivamente todos aqueles livros legais que estavam lá – e provavelmente alguns nem tão legais. O ponto é: eu queria comprar livros (@[email protected]). A não possibilidade me rendeu uma ressaca de quase uma semana…
 

spoilers5. Ler spoilers: Eu tenho uma grande mania quanto a spoilers: Sempre que compro um livro, eu leio a última página. Na verdade, começa na última frase. Como sei que não vou entender nada, vou avançando as páginas, de trás para frente, para tentar vislumbrar do que se trata. Mas eu geralmente consigo evitar ler spoilers quando se trata de e-books, porque… dá preguiça de ir no menu e selecionar o último capítulo, pronto falei. Aliás, um fato curioso: No livro Cavalo de Troia 9, eles colocaram um fecho anti-spoiler, avisando que recomendavam que as pessoas não lessem aquele trecho (umas 100 páginas) antes de chegar lá. Eu me senti frustrada. Se alguém leu esse livro, me passe os spoilers, por favor!
 

4. Não resenhar os livros que acabei de ler: Então, se vocês olharem minha meta de leitura, verão que tenho vários livros lidos, mas muitos não resenhados. Livros de maio estão sem resenhar (que vergonha!). Alguns eu consigo ler e resenhar de boa, rapidinho, alguns inclusive de parceria, eu passo a resenha para frente – e mesmo assim consigo demorar em resenhar. A minha esperança é que consiga resenhar todos que estão na lista até dezembro. Vou me esforçar, prometo!
 

entreoagoraeonunca3. Não terminar as séries que começo a ler: Se não me engano, no último Top Ten Tuesday que postei, eu mencionei algumas das séries que comecei e que não terminei. Todo ano novo eu estabeleço uma meta de terminar essas séries, o que nunca acontece. Então, ultimamente estou deixando rolar – ou seja, continua não lendo as séries que começo e o pior: comprando séries novas COMPLETAS e não lendo assim que as compro.
 

2. Mudar a meta literária durante o ano: Não é que mude, esse ano minha meta está mais “maleável”, até. Eu tenho uma meta de 60 livros – e estou quase chegando lá! Mas é que eu queria me dedicar aos livros das minhas “TBRB jar” e não foi bem isso que aconteceu. Não que não tenha lido nada delas, mas é que li muito menos do que gostaria e aumentei ainda mais minha lista de leitura… Além do mais, marquei alguns livros como meta no Skoob e, em vez de focar na leitura desses livros, estou colocando outros no lugar, à medida que começo a ler.
 

livros1. Comprar livros compulsivamente: Eu devo ter mencionado para vocês em outro Top Ten Tuesday que eu compro livros com a mesma facilidade que respiro. É algo muito natural (e dispendioso também). Eu pensei que esse ano eu conseguiria maneirar, mas… Enfim, acho que meu problema está em alguns títulos que me deixam muito curiosa para saber do que se trata, além das famigeradas continuações de séries que acompanho ou que… Bem, ainda não acompanho, mas já tenho o primeiro (e talvez o segundo) volume comigo. Pois é, eu acumulo séries para ler… Isso é bem ruim.

Alguém recomenda algum terapeuta para esses probleminhas? E vocês? algum hábito que queiram deixar de lado?

[Night shit]

0

britney: anos e anos de ‘night shit’

Publicado originalmente no Manual Prático de Bons Modos em Livrarias

Freguesa: boa noite, tem aquele livro ‘night shit’?

(‘Noite de merda’, é isso mesmo, galera do fundão?)

Livreira: a senhora poderia repetir o título, por favor?

Freguesa: n i g h t – s h i t

(Livreira consulta o título solicitado pela freguesa e fuén fuén fuén)

Livreira: senhora, tem certeza que…

Freguesa: ai, menina, é aquele famoso… ‘quando night shit chorou’, que virou filme até.

(OLHA)

Manual prático de bons modos em livrarias: tudo bem não saber falar inglês, tudo bem mesmo. problema é inventar e ainda querer sambar na cara da sociedade livresca. daí rola uma mágoa, daí rola um rancor.

 

 

Dica do João Marcos

Go to Top