Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged ganhou

Sandman | Clássica HQ de Neil Gaiman ganha nova versão no Brasil

0

Gabriel Avila, no Omelete

Sandman, a obra-prima de Neil Gaiman em quadrinhos, ganhou uma nova versão no Brasil. Publicada pela Vertigo, o selo adulto da DC Comics, a série completou 30 anos em 2018 e ganhou uma versão comemorativa que chega ao Brasil em março. Confira a capa da nova versão, publicada em capa cartão, e a sinopse abaixo:

Em PRELÚDIOS & NOTURNOS, um ocultista que busca aprisionar a morte para barganhar a vida eterna acaba capturando seu irmão mais novo, Sonho, em seu lugar. Após um cárcere de 70 anos, Sonho, também conhecido como Morpheus, parte numa jornada para recuperar seus objetos de poder. Em sua jornada, ele encontrará, Lúcifer, John Constantine e um homem insano e poderoso. Este livro também inclui a história “O som de suas asas”, que apresenta a personagem Morte.

Divulgação/Vertigo

A nova versão de Sandman será publicada em 10 encadernados de capa cartão e é um dos grandes lançamentos da editora Panini para este ano

Jack Ryan: Amazon lança série baseada em livro de Tom Clancy

0

Publicado no Pop Séries

O canal on-line Amazon exibe a partir desta sexta-feira (31) a primeira temporada de Jack Ryan.

O thriller é baseado nos livros de Tom Clancy, em que um analista da CIA é enviado para território inimigo. Agora, após um ataque à cidade de Paris, Jack (John Krasinski) terá que descobrir quem é o comandante de uma organização terrorista Síria.

O personagem contará com a ajuda da epidemiologista Dra. Cathy Mueller (Abbie Cornish) e de seu chefe, James Greer (Wendell Pierce).

A história já ganhou inúmeras adaptações para o cinema, desde a década de 1990, tendo como protagonistas Alec Baldwin, Harrison Ford, Ben Affleck e Chris Pine.

“Hush Hush” vai para o cinema

0

Adaptação de livro infanto-juvenil lançado em 2009 ganhou diretora e leitores se dividem na escolha dos atores

Giovanna Orlando, no R7

Um dos livros infanto-juvenis mais vendidos de 2009, Hush Hush vai virar filme. A autora da série de quatro livros postou no Twitter a notícia que o projeto ganhou uma diretora, Kellie Cyrus, que já dirigiu The Vampire Diaries e The Originals.

Depois de uma fase em que boa parte dos best sellers voltados ao público adolescente ganharam adaptações na televisão ou nos cinemas, como Harry Potter, Crepúsculo, Jogos Vorazes e Percy Jackson, os fãs da história do anjo caído Patch e da jovem Nora podem esperar mais informações do longa, que está em desenvolvimento e ainda não tem uma data de estreia e elenco fechado.

‘Deuses Americanos’, de Neil Gaiman, ganha edição em quadrinhos

0

A HQ ‘Deuses Americanos’ (//Reprodução)

 

Disputa entre os deuses antigos e novos ganha versão ilustrada com desenhos do brasileiro Fábio Moon

Publicado na Veja

O livro Deuses Americanos, de Neil Gaiman, ganhou uma nova leitura. Depois de pautar a série de sucesso da Amazon, a história reestreia no Brasil neste mês como uma bela graphic novel (Tradução de Fernando Scheibe e Leonardo Alves, Intrínseca, 264 páginas, 49,90 reais).

A trama será dividida em três volumes. O primeiro, Sombras, se restringe aos nove capítulos iniciais do livro, lançado no Brasil também pela Intrínseca. Pela ótica de Shadow Moon, um ex-presidiário contratado para acompanhar um misterioso senhor durante uma viagem de carro pelos Estados Unidos, o autor descreve uma batalha entre as crenças do presente e do passado. O personagem embarca em uma busca pelos antigos deuses que caíram no esquecimento, a fim de combater os novos ícones idolatrados pela humanidade, como dinheiro e as drogas.

As partes dois e três devem chegar no Brasil no primeiro semestre de 2019 e 2020. Os quadrinhos contam com ilustrações do brasileiro Fábio Moon.

O suspense literário que é gerado por mulheres

0

Greer Hendricks e Sarah Pekkanen debatem os diferentes abusos
(foto: Fotos: Reprodução/Internet)

Livros de A. J. Finn, Ruth Ware, Greer Hendricks e Sarah Pekkanen colocam mulheres como protagonistas de thrillers

Publicado no Correio Braziliense

Garota exemplar (Gillian Flynn), A garota na teia da aranha (David Lagercrantz) e A garota no trem (Paula Hawkins) são alguns exemplos de obras literárias de suspense psicológico em que a figura feminina é protagonista. Mantendo a tendência que fez sucesso e até ganhou adaptações cinematográficas nos últimos anos, chegam às livrarias brasileiras três novas obras com as mesmas características: o gênero thriller e as mulheres como personagens principais. São elas: A mulher na cabine 10, de Ruth Ware, A mulher na janela, de A.J. Finn e A mulher entre nós, de Greer Hendricks e Sarah Pekkanen.

De A. J. Finn, pseudônimo do editor e ex-crítico literário Dan Mallory, A mulher na janela, que lançado este mês, acompanha a psicóloga Anna Fox, uma mulher que não consegue sair de casa por conta da agorafobia (medo de se encontrar sozinho em espaços abertos ou públicos). Solitária em casa, a personagem começa a bisbilhotar os vizinhos enquanto se enche de vinho e comprimidos, quando a família Russel se muda para a rua, Anna passa a seguir a rotina deles e acaba testemunhando um segredo íntimo de Jane, Alistair e o filho deles, Ethan.

Na obra, que estreou em primeiro lugar na lista de mais vendidos dos Estados Unidos e ficou durante quatro semanas consecutivas no ranking, o autor passa a questionar se o que Anna viu foi realmente verdade e, se foi, quais perigos ela sofre a partir daí em uma narrativa parecida com A garota no trem. O livro ganhou elogios de nomes como Stephen King, que definiu como “um daqueles raros livros realmente impossíveis de largar”, e Gillian Flynn, que classificou como “surpreendente, arrebatador e sensacional”.

Investigação

A mulher entre nós, das escritoras Greer Hendricks e Sarah Pekkanen, também chegou neste mês ao Brasil. A obra segue as histórias de Vanessa e Nellie, duas mulheres que têm em comum o mesmo homem. Vanessa é a ex do atual noivo de Nellie e, por conta da proximidade do casamento, ela começa a observar a outra e algo misterioso as unirá. O livro ganhou destaque entre os críticos por abordar diferentes tipos de abusos, temática e estilo presentes também em A garota do trem.

Lançado oficialmente no Brasil, no fim do ano passado, A mulher na cabine 10, de Ruth Ware (autora do romance Em um busque muito escuro), tem sido apontado como uma espécie de trama de Agatha Christie ao abordar a história da jornalista Lo Blacklock. A repórter tem a oportunidade de substituir um colega na cobertura de um cruzeiro de luxo Aurora Boreal, porém, ela deixa a reportagem sobre o navio de lado quando uma passageira desaparece.

Mesmo seguindo as pistas, Lo Blacklock é desacreditada por conta do histórico: ela sofre de estresse pós-traumático após uma invasão que aconteceu no apartamento dela. Como a maioria dos livros desse estilo, a obra se caracteriza por reviravoltas — algo comum em Garota exemplar — e trama envolvente.

Go to Top